Fernando Machado

Blog

Tag Pernambuco

Anotações do Cotidiano

O III Festival de Ópera de Pernambuco vai acontecer entre os 4 de 21 de agosto, no Teatro de Santa Isabel. A realização é da Academia de Ópera e Repertório e Sinfonieta UFPE, com a direção artística do maestro Wendell Kettle. De quinta a sábado, às 19h, temos quinta começa A Compadecida, de José Siqueira sobre o texto de Ariano Suassuna e vai terminar no sábado, no horário das 19h, e no domingo às 18h. De 11 a 13 surgirá no teatro a Cavalleria Rusticana, de Pietro Mascagni, no dia 14, será às 18h. E finalizando nos dias 19 e 20, será apresentada Il Maledetto, do compositor recifense Euclides Fonseca, no dia 21 acontece às 18.

A Compadecida (Foto: Diego Cruz)

O Tribunal de Justiça de Pernambuco ampliou o policiamento ostensivo para todos os prédios que integram o Judiciário estadual pernambucano. Desde terça-feira, os 179 prédios que compõem o TJPE contarão com policiais para atuar na segurança de servidores, magistrados, usuários da justiça e do jurisdicionado. A ampliação do policiamento no Tribunal é resultado do plano de metas de segurança traçado pelo presidente do TJPE, desembargador Luiz Carlos de Barros Figueirêdo. O custo do investimento para a ampliação do policiamento corresponde a cerca de R$ 4 milhões por ano.

Zilene Sá Torres é a Miss Pernambuco de 1977

Marluce Lins, Norma Galvão, Goretti Mendonça e Eliane Modesto (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Há 45 anos, com 20 mil pessoas no Geraldão, Zilene Sá Torres de Goiana vencia o concurso de Miss Pernambuco de 1977. Participaram deste festival de beleza 25 jovens. Os apresentadores foram Albuquerque Pereira e Carmen Towar. E parte musical ficou por conta dos cantores Jorge Ben, Ronnie Von e Simone. Tempos bons aqueles.

Fátima Coutinho, Fátima Carvalho, Mirna Araújo e Emília Albuquerque (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

A comissão julgadora foi presidida pelo sociólogo Gilberto Freyre, e contou ainda com a primeira dama do Recife Geralda Farias, a consulesa norte-americana Lucia Hoffenberg, a esposa do comandante da PMPE Terezinha Torres, a senhora Joseane Nunes Pereira, senhor Pinto Lapa, os jornalistas Alex, João Alberto e o personal trainer Otavio Catanho.

Lúcia Monteiro, Rosângela Moura, Ana Pina e Vera Lucia Rocha (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Antes do resultado final as candidatas desfilaram de traje de noite e banho maiôs Catalina. A vencedora foi Zilene Sá Torres, de Goiana. Em segundo ficou Monica Araújo, de Santa Cruz do Capibaribe, em terceiro Maria de Fátima Coutinho de Caruaru, em quarto Marcia Cavalcanti Neves do Sesi Industria e em quinto Rosangela Moura de Custodia.

Dayse Moraes, Zilene Sá Torres, Isis Oliveira e Nilda Pereira (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Desfilaram na passarela do Geraldão as jovens Ana Maria de Pina (Escada), Cleia Lúcia Alves (Paudalho), Dayse Ferreira Moraes (Garanhuns), Eliane Modesto  (Buíque), Emilia Quirino Albuquerque (Colégio Betel), Isis Ramos de Oliveira (Gravatá), Izarely Vasconcelos (Tecanor).

Cleia Alves, Luiza Souza, Telma Sales e Mônica Araujo (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Também Lucia de Fátima Monteiro (Condor de Nazaré), Márcia Cavalcanti Neves (Sesi), Maria de Fátima Coutinho (Caruaru), Maria Luiza Souza (Previdenciários), Maria José Wanderley (Vitória), Maria José Ferreira (São Lourenço), Maria de Fátima Carvalho (Catende).

Maria José Ferreira, Marta Cavalcanti, Márcia Neves, Izarely Vasconcelos e Maria José Wanderley (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ainda Maria Goretti Mendonça (Brejo da Madre Deus), Marluce Estrela Lins (Arcoverde), Marta Lúcia Cavalcanti (Serra Talhada), Mirna Alves Araujo (Português), Mônica Maria Araujo (Santa Cruz do Capibaribe), Nilda Maria Pereira (Jaboatão), Norma Suely Galvão (Barreiros), Rosangela Moura (Custódia), Telma Beatriz Sales (Ribeirão), Vera Lucia Rocha (Flamengo de Arcoverde) e Zilene Sá Torres (Goiana).

Monica Araújo, Zilene Sá Torres e Fátima Coutinho (Fotos: Reprodução do Diário de Pernambuco)

Angela Agra Miss Pernambuco de 1978

Amanhã fará 44 anos que Ângela Agra Galvão, Miss Clube Português, foi eleita, no Geraldão, Miss Pernambuco de 1978. Mais de 15 mil pessoas aplaudiram o resultado. A apresentação foi de Paulo Max (1933/1996) e Carmen Towar e o show foi com Sidney Magal, Alcione e a Banda de Pau e Corda acompanhados da orquestra de Mário Matheus.

Aqui aparecem 10 das 18 jovens que disputaram o titulo (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ângela que foi coroada pela Miss Pernambuco de 1977, Zilene Sá Torres e recebeu a faixa do prefeito do Recife, Antonio Farias, usou um modelo de Paulo Carvalho, tinha 1m81, 95 cm de busto e 96 cm de quadris. No segundo lugar ficou Margarete Barros da Silveira, em terceiro Cristina Sobreira, em quarto Josetilde Hermínio Muniz e em quinto Valdilene Gomes de Araujo.

Paulo Max quando ia chamar a vitoriosa da noite Zilene Sá Torres (Foto: Acervo de Carmen Towar)

A comissão julgadora foi presidida pelo desembargador Nelson Arruda, contou ainda com a primeira dama do Recife Geralda Farias, a artista plástica Marly Mota, os colunistas sociais Alex Thais Notare, a senhora Conceição Moreira Lima, o diretor do USIS Ramón Garcez, o personal trainer Otavio Catanho e o executivo Gercino Lins.

Carmen Towar observando Zilene Sá Torres coroar Ângela Agra (Foto: Acervo de Carmen Towar)

Participaram do concurso 18 jovens: Ângela Agra Galvão (Clube Português), Benilda Ferreira de Souza (Clube do Sargento Wolff), Carmen Rejane de França  (Caruaru), Cristina Sobreira (Santa Cruz Futebol Clube), Edilea Alencar Caldas (Cabrobó), Edilene Caetano da Silva (Sesi), Eliana Alves do Nascimento (Clube dos Bancários), Josetilde Herminio Muniz (Santa Cruz do Capibaribe).

A belíssima Miss Pernambuco Ângela Agra (Reprodução do Diário de Pernambuco)

Ainda Leilane Silvana Leite (Colégio Bairro Novo), Margarete Barros da Silveira (Internacional), Maria Dulce de Melo (Paudalho), Maria de Fátima Marques (Ribeirão), Maria de Fátima Torres Lopes (Afogados da Ingazeira), Maria José do Carmo (Piedade), Maria Gorete Barbosa (Surubim), Miriam da Silva Correa (Igarassu), Silvia Jurema (Sport) e Valdilene Gomes de Araújo (Arcoverde).

Vera Maria vence o Miss Pernambuco de 1967

Há 55 anos, nos salões do Clube Internacional do Recife, acontecia a eleição de Miss Pernambuco de 1967, com renda revertida para o Instituto Guararapes leia-se Nair Borba. A vencedora foi Vera Maria Silva, Miss Circulo Militar do Recife. As atrações da noite foram os cantores Claudionor Germano e Nadja Maria, além da orquestra de José Menezes.

Vera depois de enfaixada por Raiolanda (Foto: Jornal do Commercio)

Participaram do concurso Vera Maria Silva (Circulo Militar), que usou um modelo desenhado por Marcilio Campos e confeccionado pela Art Modas, Lourdinha Nunes (Clube Intermunicipal de Caruaru), Ieda Arruda Alencar (Clube Internacional do Recife), Maria das Graças Pinheiro (Náutico), Maria Amélia Almeida (Santa CruzFutebol Clube), Lúcia Santa Rita (Sport Clube do Recife) e Meire Ferreira Lima (Clube Português do Recife).

Vera Maria Silva na praia de Boa Viagem diante de uma jangada (Foto: O Cruzeiro)

O júri formado pela consulesa da França, Jaqueline de Hanazel, Carmen Tartaruga, Eneida di Lemos, Zelia Peixoto, Abelardo Rodrigues, Edwal Carvalho e Hilton Mota, escolheu como a mais bela pernambucana a gaucha Vera Maria Silva, do Circulo Militar. Em segundo lugar ficou Maria das Graças Pinheiro (Náutico) e em terceiro lugar Lucia Santa Rita (Sport).

Vera Maria Silva de maiô e de longo (Fotos: O Cruzeiro) 

Vera tinha um 1m68, 92cm de busto e quadris, não acreditou que tinha vencido e demorou a se dirigiu ao palco para receber a faixa da Miss Pernambuco de 1966, Raiolanda Castelo Branco. Informação importante: A favorita do público era Maria das Graças Pinheiro (Náutico), prima da Miss Pernambuco de 1961, Maria Lúcia Santa Cruz.