Fernando Machado

Blog

Tag paraiso

Esquinas do Mundo

Humberto Carrão e Erasmo Carlos (Foto: Lu Prezia)

Segunda-feira, à noite aconteceu a pré-estreia do filme Paraíso Perdido, no Cinemark do Iguatemi São Paulo. Paraíso Perdido é um clube noturno gerenciado por José (Erasmo Carlos) e movimentado por apresentações musicais de seus herdeiros. O policial Odair (Lee Taylor) se aproxima da família ao ser contratado para fazer a segurança do jovem talento Ímã (Jaloo), neto de José e alvo frequente de homofóbicos, e aos poucos o laço entre o agente e o clã de artistas românticos vai se revelando mais e mais forte – com nós surpreendentes.

Júlia Konrad e Jaloo (Foto: Lu Prezia)

O atacante egípcio Mohamed Salah, atacante do Liverpool de 25 anos, não vem ganhando fama apenas por ter feito mais de 40 gols em 52 jogos da Champions League. Tampouco por ter chegado à final deste que é o melhor campeonato de interclubes do mundo ou por ter conseguido a classificação de seu país para a Copa do Mundo da Rússia após 28 anos. Não são apenas seus dribles dentro de campo, as cabeceadas e chutes certeiros que vêm mexendo com as pessoas de todo o mundo. Ele é mais do que isso: tornou-se um símbolo contra aqueles que insistem generalizar e discriminar os seguidores do Islam.

O ator Lee Taylor (Foto: Lu Prezia)

Cuba, uma favela no paraíso

Excelente a crônica do Jornalista Gaúcho Juremir Machado da Silva,  justificando que Cuba não é um paraíso. Ele que é petista passou 11 dias por lá voltou horrorizado com o que viu. Cuba é uma favela no paraíso caribenho. “Não fiquei trancado no mundo cinco estrelas do hotel Habana Libre.Fui para a rua, e vi com meus próprios olhos, ouvi e me estarreci. Em 42 anos, Fidel construiu o inferno ao alcance de todos. Em Cuba, até os médicos são miseráveis. Ninguém pode queixar-se de discriminação”, confessa.

E continua: “Mas, se Cuba é uma Ditadura, isso nada tem a ver com o bloqueio. Cuba tem quatro classes sociais: a dos altos funcionários do Estado, confortavelmente instalados em Miramar; a dos militares e a dos policiais, a dos empregados de hotel (que recebem gorjetas em dólar); e a do povo. O partido indica o candidato a delegado de um distrito; cabe aos moradores do lugar confirmá-lo; a partir daí, o povo não interfere em mais nada. Os delegados confirmam os deputados; estes, o Conselho de Estado; que consagra Fidel“.

Casa de Retiros da Sagrada Família

Que alegria está novamente neste paraíso, que é a Casa de Retiros da Sagrada Família, da Fundação Terra, em Arcoverde, para mais um Retiro. O local fica  encravado entre serras e rodeado de baraúnas, aroeiras, cactos (mandacaru e alastrado), coroas de frade, umbuzeiros e um cajueiro que é uma festa para os filhos de Deus. Tudo ali é silencio, e o mais importante, é um silencio que fala.

e-terço-airton

Padre Airton começa o Terço da Misericórdia (Foto: Fernando Machado)

Ali tudo nos remeti para fé, para a esperança e para a caridade. Nesta partilha cerca de 80 pessoas está entregue as orações. A trilha sonora é grifada por pássaros. Eram 15h e então deixei meu quarto batizado de Santa Mônica e segui o para a capela da Sagrada Família, onde repousam duas oliveiras trazidas de Jerusalém, para recitar o primeiro Terço da Misericórdia, presidido por Padre Airton Freire.

e-terço4

Os filhos de Deus ouvem Padre Airton (Foto: Fernando Machado)

Quando se termina o Terço, Padre Airton Freire, que é um iluminado e tem intimidade com o céu, canta “Senhor, tende piedade e perdoai nossa culpa / e perdoai nossa culpa. / Porque nós somos vosso povo / que vem pedir vosso perdão. / Cristo, tende piedade e perdoai nossa culpa / / e perdoai nossa culpa. / Senhor, tende piedade e perdoai nossa culpa / e perdoai nossa culpa”, acompanhado Bruno Moraes ao violão. Na sequencia tivemos uma oração coletiva.

e-oração-airton

Padre Airton lendo o Salmo 103 (Foto: Fernando Machado)

Da Capela da Sagrada Família Casa Padre Airton segue para o Memorial, onde vai acontecer a Oração da Tarde. E com o bom pastor as ovelhas o seguem para sob a sombra de uma baraúna onde os sabiás, os galos de campina e azulões com seus cânticos testemunham da nossa alegria. Então chega o outro momento de meditação. Padre Airton começa a ação lendo o Salmo 103. Que entre outras coisas lembra: “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum de seus benefícios”.

e-oração-da-tarde6

Os filhos de Deus em tempo de meditação (Foto: Fernando Machado)

E então começa o por do sol. E que por do sol, meu Deus. E é um momento lindo demais. Então voltamos para a capela da Sagrada Família, e Padre Airton convoca outra meditação coletiva. Também tivemos a fala de Sergio Mota sobre a Casa Maria de Nazaré, onde abrigará meninas de grupo de risco. Finalizando Sérgio presenteia ao Padre Airton, com uma garrafa de água que trouxe da gruta que existe na casa que Maria Santíssima morou, em Éfesos, na Turquia.

I Loved Atlantic City

Atlantic City, em Nova Jersey, a 190 km de Nova Iorque, na costa leste dos Estados Unidos, é um paraíso de compras. Aqui não temos capelas para os casamentos relâmpagos. Em AT, como é carinhosamente chamado pelos nativos, o casamento é coisa séria. Uma semelhança com sua irmã famosa, Las Vegas, são os resorts e os cassinos funcionam dia e noite.

c-michigan

A avenida Michigan onde estão as lojas (Foto: Fernando Machado)

É lindo o cair da tarde em Atlantic City, quando as luzes de néon dos centros de jogos, erguidos na orla da cidade, se acendem. Entre dezembro e março, Atlantic City é ainda mais atraen­te para os turistas. Como o inverno marca a baixa temporada neste famoso balneário, os hotéis-cassinos fazem promoções irresistíveis: durante a semana, uma diária de hotel pode custar menos de US$ 50.

c-pier

A Boardwalk onde muita coisa acontece (Foto: Fernando Machado)

O burburinho da cidade acontece no calçadão com piso de madeira com pouco mais de 6 km, cons­truído em 1870 à beira-mar, chamado de Boardwalk. Pode-se curtir o local num passeio nas rolling chairs (triciclo coberto que existe aos montes na Índia), as quais circulam por ali desde 1884. O Boardwalk também pode ser percorrido de bicicleta, em horários específicos, normalmente pela manhã, quando o movimento de pedestres é menor.

c-praia

Até as gaivotas dão pinta na praia de águas geladas (Foto: Fernando Machado)

É neste pedaço que se concentra a maioria dos cassinos, casas de shows e píeres turísticos, bem como boa parte da história de Atlantic City. História que ficou conhecida pelo público de vários países, incluindo o do Brasil, depois que o canal de TV a cabo HBO lançou, em 2010, Boardwalk Empire. Os cassinos foram fundamentais para que Atlantic City tivesse um upgrade no setor turístico.

c-miss

Por toda parte temos estes cartazes do Miss America que vai acontecer no próximo dia 15 (Foto: Fernando Machado)

E foi a partir dos anos de 1920, período conhecido como a era dourada da cidade, quando muitos hotéis surgiram para acomodar os milhares de visitantes que chegavam para curtir o verão. Nessa época, Atlantic City era o balneário mais famoso dos Estados Unidos, onde o jogo já era um atrativo procurado, apesar de rolar às escondidas. Atlantic City, porém somente teve permissão legal para abrir os cassinos em 1976.

cassino 

O interior do Cassino  Trump Taj Mahal (Foto: Fernando Machado)

O primeiro deles foi o Resorts Atlantic City, em 1978, construído a partir do antigo hotel Chalfonte-Haddon Hall, dos anos de 1920. Outro complexo de jogos e hospedagem que preservou a his­tória de Atlantic City é o Bally’s, que incorporou os hotéis Claridge, de 1930, e o Dennis, de 1921. Outro motivo de orgulho da cidade é o concurso de Miss América realizado, pela primeira vez, em setembro de 1921, cuja vencedora foi a representante de Washington D.C., Margaret Gorman.

jjoao-alberto 

João Alberto, Sheyla Wanderley, Maria do Carmo Lobo, Cassia e Fábio Monteiro, Mário Gil e Dina Rodrigues e Sandra Costa (Foto: Fernando Machado)

É na Avenida Michigan que está o complexo de lojas como Louis Vuitton, Polo Ralph Lauren, Nautica, Calvin Klein, Guess, Kenneth Cole, DKNY, Michael Kors, Reebok, Van Heusen, Brooks Brother, Tiffany & Co, Gucci, Tourneau, Armani A/X, Burberry, Salvatore Ferragamo, Apple, Juicy Couture, Banana Repulbic, totalizando 75 lojas e restaurantes. Os preços são mais em conta do que na vizinha New York. Roupas não pagam taxas.