Anotações do Cotidiano

O Grupo de Percussão da Orquestra Criança Cidadã se apresenta, amanhã às 19h30, em concerto no teatro da Caixa Cultural Recife marcando o retorno oficial dos alunos do Núcleo do Coque aos concertos com público – após o dos Meninos do Ipojuca, no dia 26 de outubro passado. Os jovens percussionistas foram selecionados pelo professor Enoque Souza e exibirão um repertório dividido em três partes: instrumentos de peles, instrumentos de teclados e percussão corporal. Também estão no programa peças com solistas e acompanhamento de teclado. O professor Enoque considera que a apresentação será marcante para todos. Entre algumas das obras estão o Estudo, de Camargo Guarnieri (1907-1993); Tom-tom foolery, de Alan Abel (1924-2018); a Bourrée anglaise, BWV 1013, de Johann Sebastian Bach (1695-1750); o Concertino para xilofone, de Toshiro Mayuzumi (1929-1997); o Arrasta-pé, de Osvaldo Lacerda (1927-2011); e Get funky, de Richard Filz (1967).

Depois de um ano de paralisação das atividades, a expectativa para o setor da construção civil é de um crescimento de 5% do PIB, neste último trimestre de 2021, o que representa o maior crescimento dos últimos 10 anos, de acordo com o estudo Desempenho Econômico da Indústria da Construção, realizado pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção. Contudo, no Brasil, cerca de 50% dos imóveis apresentam algum tipo de irregularidade, segundo dados divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional em 2019. Dos 60 milhões de moradias urbanas, 30 milhões não foram aprovados, registrados ou foram vendidos de forma ilegal. Esse cenário se intensifica, ainda mais, com o crescimento do setor da construção civil. Frederico Belfort diretor geral da Faculdade Central do Recife, reforça que as irregularidades persistem por conta da complexidade e burocracia das leis.