Fernando Machado

Blog

Tag notável

Parabéns, Aderson Araujo!

No dia 4 de fevereiro, o médico hematologista Aderson Araújo completou 70 anos. Devido à pandemia, ele e sua esposa Iara, comemoraram somente com a família, no seu apartamento de Casa Forte. De Minas Gerais veio seu irmão Ademir Araujo. Aderson além de competente é uma figura humana notável.

Aderson no consultório e com  sua mãe, dona Creusa, e os irmãos Ademir e Creusa (Fotos: Instagram)

A propósito: Dr Aderson vai fazer o prefácio da segunda edição do livro Hemope e Pro-Sangue Dois Caminho e uma Decisão, contando a história do fundador e primeiro presidente do Hemope, Luiz Gonzaga dos Santos. O seu lançamento deverá ocorrer durante o Congresso Brasileiro de Hermatologia.

Elisa Araujo Moreira, Creusa e Iara Araujo (Foto: Instagram)

Flashes

A festa que mais gosto é a de São João. Pelas comidas, fogueiras e forró pé de serra. Adoro ouvir Luiz Gonzaga, Marinês, e  Dominguinhos.

Tenho ouvido muitos elogios para a oncologista Ana Caroline Patu, que é preceptora de Residência médica de Oncologia Clinica do Real Hospital Português.

Charles Lucena agradeceu a Deus pelo Facebook mesmo sem saúde, cego sem poder atuar na Medicina e abandonado pela mulher e as filhas.

O notável Maestro Ademir Araujo visitou ontem, o Cine Teatro do Parque, sendo recebido pelo seu gestor Marcelino Dias.

Estou adorando as tiradas da artista plástica Tânia Carneiro Leão pelo seu Facebook. Tem humor, qualidade e sabedoria. Parabéns, Tânia 

Gostei muito do desabafo da jornalista Beatriz Castro, no seu Facebook: Quando o São João era completo. Saudades! Tudo vai passar.

Esquinas do Mundo

Na lista dos vestidos mais icônicos de todos os tempos colocou o de Marilyn Monroe, do filme O Pecado Mora ao Lado, criado pelo figurinista William Travilla, leiloado em 2011, por 4,6 milhões de dólares em primeiro lugar. No segundo lugar, ficou o de Jennifer Lawrence usado na cerimônia do Oscar de 2013, e Nicole Kidman by John Galliano de dois milhões dólares que usou na cerimônia do Oscar de 1997, ficou no terceiro lugar. MM sempre é inigualável.

Marilyn Monroe e sua famosa saia esvoaçante (Fotos: Divulgação)

Carmen Miranda e Amanda Acosta (Fotos: Divulgação)

Na próxima terça-feira, a pequena notável Carmen Miranda se viva fosse estaria comemorando 112 anos. Em comemoração a essa data, sob a direção de Kleber Montanheiro, estreou ontem no Centro Cultural Banco do Brasil no Rio de Janeiro, o musical Carmen, a Grande Pequena Notável. Carmen Miranda renasce no palco via atriz Amanda Acosta.

Carmen Miranda: A Pequena Notável

“Taí, eu fiz tudo prá você gostar de mim / Oh! meu bem, não faz assim comigo não! / Você tem você tem que me dar seu coração! / Meu amor não posso esquecer / Se dá alegria faz também sofrer / A minha vida foi sempre assim / Só chorando as mágoas que não têm fim / Essa história de gostar de alguém / Já é mania que as pessoas têm / Se me ajudasse Nosso Senhor / Eu não pensaria mais no amor”. Hoje, faz 60 anos, que morria em Beverly Hills, Hollywood, a cantora e atriz. Estamos nos referindo a Carmen Miranda, que nasceu no dia 9 de fevereiro de 1909, em Portugal e com 10 meses veio morar no Brasil. Entre 1930 e 1950 Carmen Miranda reinou primeiramente em nosso país e depois nos Estados Unidos. Apelidada de Brazilian Bombshell, com seu figurino e chapéu com frutas foram sua marca registrada.

Carmen Miranda em 1943 (Foto: Internet)

Quando adolescente aprendeu a fazer chapéus. Seu primeiro álbum com o compositor Josué de Barros em 1929, resultou num sucesso colossal. A música Taí (Pra Você Gostar De Mim), de Joubert de Carvalho, a levou ao estrelato no Brasil como a principal intérprete do samba. Carmen participou de cinco musicais carnavalescos. Em 1939, ela apareceu pela primeira vez caracterizada de baiana, personagem que a lançou internacionalmente, no filme Banana da Terra, dirigido por Ruy Costa.

Carmen é madrinha da turma alegre (Foto: Internet)

Neste mesmo ano, o produtor da Broadway, Lee Shubert, ofereceu para a diva um contrato de oito semanas no The Streets of Paris depois de vê-la no Cassino da Urca, no Rio de Janeiro. No ano seguinte, a fez sua estreia no cinema norte-americano com o filme Serenata Tropical, ao lado de Don Ameche e Betty Grable. Naquele ano, a Pequena Notável, ela tinha 1m52 de altura, foi eleita a terceira personalidade mais popular nos Estados Unidos, e por conta disso foi convidada para se apresentar com seu grupo, o  Bando da Lua, para o presidente Franklin Roosevelt, na Casa Branca. Carmen Miranda de acordo com o Departamento do Tesouro dos States a ser a mulher mais bem paga dos Estados Unidos.

Tico Tico no Fubá: https://www.youtube.com/watch?v=oFw9HWUdYF4 

Carmen Miranda foi a primeira artista latino-americana a ser convidada a imprimir suas mãos e pés no pátio do Grauman’s Chinese Theater, em 1941. Ela também se tornou a primeira sul-americana a ser homenageada com uma estrela na Calçada da Fama, em Hollywood. Até hoje, nenhum artista brasileiro teve tanta projeção internacional como ela.

Carmen Miranda e  Dennis O’Keefe

https://www.youtube.com/watch?v=9f01BkrntYE