Fernando Machado

Blog

Tag mulata

Parabéns

Hoje, 08, Dia de Nossa Senhora Imaculada Conceição, do Cronista Esportivo, Nacional da Família, da Justiça, Nacional do Colunista Social e da Mulata, aniversariam a executiva Roseana Gonçalves, senhora Rachel Bandeira de Mello, modelo Rafaella Carvalho, o artista plástico Milton Araújo,

A senhora Marina Paiva (Foto: Fernando Machado)

O deputado estadual Alberto Feitosa (Foto: Divulgação)

Marina Montini é a tal

Marina Montini by Di Cavalcanti e na revista Ele e Ela (Fotos: Divulgação)

Outra  negra que não precisou de cotas para se destacar num concurso de miss e se tornar ícone de  beleza da mulher brasileira foi Marina Montini (1948/2006), pseudônimo de Maria da Conceição e Silva. Representando o Grêmio Recreativo e Social Cacique de Ramos no concurso Miss Guanabara em 1966, ela protagonizou uma das mais acirradas disputas entre duas mulatas nessa competição. Maria da Conceição teve por rival a candidata do Clube Renascença, Elisabete Santos, 3ª lugar. Marina Montini acabou em 5º lugar empatada com outras três finalistas, porque o evento era transmitido ao vivo pela televisão e não havia mais tempo o desempate.

Eliane Pio Pedro, Maria da Conceição e Silva, Vera Lucia Diniz Cabral e Marina Alice Vidal no Miss Guanabara de 1966 (Foto: Manchete)

 

Sem cotas para negras nem apadrinhamento político-partidário, em 1965 Maria da Conceição e Silva conquistou o título de Mulata do Quarto Centenário do Rio de Janeiro e lançada num programa de televisão na extinta TV Rio. Já famosa, em 1970 ficou em cartaz por um ano no Golden Room do Copacabana Palace como dançarina e modelo do show Rio Zé Pereira. Em seguida o empresário da noite Ricardo Amaral a levou para trabalhar na casa noturna que ele possuia na Avenida Champs Elysées, o pedaço mais elegante de Paris.

Solange Dutra Novelli, Miss IV Centenário e Marina Montini Mulata IV Centenário da Guanabara (Fotos: Divulgação)

Nascida e moradora de Vila Isabel, mesmo bairro de Noel Rosas, Martinho da Vila, Clementina de Jesus, Marina Montini ilustrou capas das mais importantes revistas do país, período em que acabou imortalizada nas telas do pintor Di Cavalcanti de quem se tornaria musa e posou durante sete anos. Isso depois de ser descoberta pelo artista plástico num outdoor anunciando pneus. Aliás, o próprio Di Cavalcanti disse em várias entrevistas que “os quadros ilustrando Marina Montini não precisam de retoques”. (Texto: Jornalista Muciolo Ferreira)

Marina Moniti no Top 8 do Miss Guanabara de 1966 (Foto: O Cruzeiro)

 

Vera Lucia, Ana Maria & Raissa

Depois que inventaram cotas, até os concursos de beleza no Brasil entraram nesta onda. Antigamente não tinha isso não. Fosse bonita era miss. A Miss Brasil de 2016, Raissa Santana que é baiana de nascimento e paranaense por adoção, está querendo tirar um jejum de 49 anos. E exatamente sobre outra baiana, linda de viver, Martha Vasconcellos. Pode até acontecer, mas… Adoro mulata. E vamos passear por três delas que me fascinaram. Quais delas é a mais bonita?

Ana Maria Guimarães, Vera Lucia Couto e Raissa Santana (Fotos: Geraldo Guimarães, Cruzeiro e Concurso)

A Miss Pernambuco de 1988, Ana Maria Guimarães, que foi prejudicada pela Miss Brasil de 1986, Dayse Nunes de Souza, que estava no júri. O Rio de Janeiro deu outra que ficou inesquecível. Estamos nos referindo a Vera Lucia Couto dos Santos Miss Renascença, Miss Guanabara e Miss Brasil Internacional de 1964. Disputou o Miss Beleza Internacional, em Long Beach, faturou o terceiro lugar.

Anotações do Cotidiano

A Associação dos Magistrados de Pernambuco cujo presidente é o juiz Emanuel Bonfim marcou para o dia 7 de fevereiro, na Arcádia de Boa Viagem, a posse da nova diretoria. A nova diretoria terá como presidente o desembargador Antenor Cardoso.

vera-lucia-couto-baiana

Vera Lúcia Couto a musa da Mulata Bossa Nova (Foto: O Cruzeiro)

Quem já não cantou a música Mulata Iê-Iê-Iê, também conhecida como Mulata Bossa Nova. Durante o carnaval de 2013, por exemplo, foi a sétima música mais tocada em bailes e blocos no Rio de Janeiro, segundo a Ecad. Pois foi a deusa de ébano Vera Lucia Couto, Miss Guanabara e terceiro lugar, em Long Beach, no Miss Beleza Internacional, que inspirou o compositor João Roberto Kelly.

  • 1 2