EUA comemora o Orgulho LGBT+

O Orgulho LGBT+ é tem como conceito, segundo essa tribo, é uma ação para que todos terem orgulho de ser catalogado como membro desse exército, que já foi minoria. O moderno movimento de orgulho gay começou após a Rebelião de Stonewall em 1969, quando homossexuais em bares locais enfrentaram a polícia de Nova York durante uma rusga inconstitucional. Apesar de ter sido uma situação violenta, deu à comunidade até então underground o primeiro sentido de orgulho comum num incidente que virou manchete.

Brittaney Orange, Jessica Simon e Jeffrey Lodermeier (Foto: Fernando Machado)

O movimento do Orgulho LGBT tem três premissas principais: que as pessoas devem ter orgulho da sua orientação sexual e identidade de género; que a diversidade é uma dádiva; e que a orientação sexual e a identidade de género são inerentes ao indivíduo e não podem ser intencionalmente alteradas. Os símbolos do orgulho LGBT+ incluem a bandeira arco-íris, transgénero, bissexual, a letra grega lambda e o triângulo rosa, assim como, entre outros, os triângulos pretos, reclamados do seu antigo uso.

Atente para a beleza da máscara de cônsul geral Jessica Simon (Foto: Fernando Machado)

E para comemorar a data, ontem, pela manhã, o Consulado Geral dos Estados Unidos no Recife, leia-se a cônsul geral é Jessica Simon, realizou um evento muito bonito e enxuto, com o hasteamento da Bandeira LGBTQIA+, no Dia Internacional do Orgulho LGBT. A reunião aconteceu nos jardins do palacete do Consulado. São Pedro mostrou que também em respeito ao Movimento presenteou com um dia de muito sol e de muito calor.

Robeyoncé Lima, Jessica Simon, Maria do Céu Vasconcelos e Jeffrey Lordemeier (Foto: Fernando Machado)

A diplomata norte-americana, Jéssica Simon, que não conhecia pessoalmente, é muito simpática, fez um discurso irrepreensível. Falou do objetivo do presidente Joe Biden em relação ao Movimento. Na sequencia tivemos a cerimônia de hasteamento da Bandeira LGBTQIA+. Ela recebia os poucos convidados ao lado do Cônsul de Diplomacia Pública, Jeffrey Lodermeier e pela vice-cônsul Brittany Orange. A assessora de imprensa, Joanna Ferreira, outro destaque na manhã colorida.

Manoela Alves, Irene Freire, Gi Carvalho, Robeyoncé Lima, Acioli Neto, Poliny Aguiar, Maria do Céu Vasconcelos e Jessica Simon (Foto: Fernando Machado)

Participaram do encontro Manoela Alves (Presidente da Comissão de Igualdade Racial da OAB), Acioli Neto (Coordenador do Instituto Boa Vista), Robeyoncé Lima (Primeira deputada transgênero de Pernambuco), Gi Carvalho (fundadora da ONG Mães pela Diversidade), Juan Guiã (Diretor de Artes do Instituto Transviver), Maria do Céu Vasconcelos (Coordenadora da Aliança Nacional LGBT de Pernambuco), Irene Freire (Coordenadora do Centro Municipal de Cidadania LGBT) e Poliny Aguiar (Coordenadora da Política LGBT de Pernambuco).