Notícias da Bahia

Moradora do bairro de Itapuã, em Salvador, a terapeuta Anna Marly (63 anos), está acostumada a receber turistas em sua casa e, com isso, complementar a sua renda mensal e também praticar idiomas como inglês e espanhol. Com três quartos disponíveis para hospedagem, ela cobra R$ 70 a R$ 140 por diária. A pouca experiência da terapeuta como empresária fez com que ela entrasse para o Programa de Hospedagem Cama e Café, da Secretaria do Turismo da Bahia, lançado sexta-feira, durante solenidade no Centro de Convenções.

Anna Marly e outros 111 pequenos empreendedores estão fazendo parte do programa, que está na fase piloto, em parceria com o Sebrae, e deve beneficiar 500 pessoas em quatro anos. Os 112 inscritos no programa receberão curso de qualificação profissional de como receber bem, de como adaptar a casa para hospedagem, além de consultorias especializadas, individualizadas para cada casa, fornecida pelo Sebrae. Haverá ainda linhas de crédito do Banco do Nordeste e classificação gratuita dos meios feita pelo Sebrae.