Anotações do Cotidiano

De 1960 a 2010 o Nordeste brasileiro foi registrado pelas lentes fotográficas do francês radicado em Recife, Edmond Dansot. O Olhar de Dansot poderá ser visto no Museu do Estado de Pernambuco a partir desta quinta-feira, às 19h30. O seu olhar apurado e sensível registrou mais de 100 mil imagens que tratam da fauna, da flora, monumentos arquitetônicos, praias, acontecimentos históricos, expressões da cultura popular, religião, artes visuais, personalidades e política. Seu rico acervo pertence à Fundação Joaquim Nabuco. A homenagem a Dansot  é uma ação conjunta da Secretaria de Cultura, Fundarpe, Fundaj e MEPE. A curadoria é da fotógrafa Renata Victor e a produção executiva de Marcos Silveira.

A capa do livro e a autora Patricia Hargreaves (Foto: Sérgio Zalis)

O livro O médico que virou monstro, de Patricia Hargreaves que conta a história de um crime que teve uma grande repercussão no início dos anos 2000, do cirurgião Farah Jorge Farah, que matou e esquartejou sua paciente e ex-amante, Maria do Carmo Alves. A obra, que terá lançamento quarta-feira, na Livraria Travessa, em Ipanema, no Rio de Janeiro, é um roteiro pronto que em breve vai ganhar as telas. A Butique Filmes comprou os direitos do livro com a ideia de fazer uma série nos moldes de Elize Matsunaga (Netflix). Em alta na TV e no streaming, os true crimes tornaram-se também um filão editorial.