Fernando Machado

Blog

Tag ministro

Bolsonaro fala hoje na ONU

Abordando a necessidade de respostas globais intensas frente a Covid-19 e com um formato diferente com participações presenciais, virtuais e gravadas, terá início hoje, a 76ª sessão da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas. O Presidente Jair Bolsonaro fará o discurso de abertura na sede da ONU, em Nova Iorque. A fala inicial do Brasil na Assembleia cumpre uma tradição de 1947. O tema deste ano é Construindo resiliência por meio da esperança – para se recuperar de Covid-19, reconstruir a sustentabilidade, responder às necessidades do planeta, respeitar os direitos das pessoas e revitalizar as Nações Unidas.

O presidente Bolsonaro e o 1º Ministro Boris Johnson (Foto: Alan Santos)

A 76ª sessão da Assembleia Geral da ONU marca a retomada da reunião presencial entre parte dos chefes de Estado e de Governo. Isso porque no ano passado, em razão da Covid-19, não houve encontro presencial na Assembleia Geral da ONU. Os líderes apenas enviaram declarações gravadas. O evento vai até a quarta-feira. O Presidente Jair Bolsonaro chegou à Nova Iorque no domingo acompanhado da primeira-dama Michelle Bolsonaro e de ministros. Ontem se reuniu com o Primeiro Ministro do Reino Unido, Boris Johnson. Em novembro deste ano, o Reino Unido vai sediar a COP 26, a Conferência das Nações Unidas para Mudanças Climáticas.

Nos Bastidores da Política

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, editou decreto de promulgação do acordo entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da Austrália para cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação, celebrado em Camberra, em 7 de setembro de 2017. Semelhante a diversos outros assinados ao longo dos últimos anos, o objetivo deste acordo é promover e facilitar o desenvolvimento da cooperação no campo da ciência, tecnologia e inovação em áreas de interesse mútuo, tendo por base os princípios ali enunciados. O Acordo entrou em vigor internacional em 21 de maio de 2021, nos termos do seu artigo 14. Com a promulgação, por intermédio de decreto presidencial, o Acordo passará também a ter vigência e eficácia interna.

A única ligação rodoviária entre Manaus, no Amazonas, com Porto Velho (RO) e o resto do país possui um projeto referência em sustentabilidade ambiental, afirmou quinta-feira o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Ao participar de webinário promovido pelo Instituto General Villas Bôas, Tarcísio destacou os trabalhos realizados desde 2019 pelo Governo Federal na BR-319/AM. Para Tarcísio, é importante fazer a pavimentação da rodovia e tornar o serviço mais perene, diminuindo a necessidade de explorar material todos os anos.

Nos Bastidores da Política

Quinhentas moradias foram entregues as famílias de baixa renda de Manaus (AM), ontem, pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro e o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, por meio do programa Casa Verde e Amarela. O ministro do Turismo, Gilson Machado, e o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, também participaram da cerimônia. As moradias do Residencial Cidadão Manauara II, módulo B, contaram com investimento federal de R$ 41 milhões, sendo que cerca de R$ 36 milhões foram repassados a partir de 2019. Cerca de 2 mil pessoas serão beneficiadas com a casa própria.

Bolsonaro no momento  do toque do hino brasileiro (Foto: Anderson Ridiel)

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, antecipou que quer fazer de setembro um mês dedicado ao setor ferroviário. A afirmação aconteceu durante participação em um seminário digital realizado ontem pela Confederação Nacional da Indústria e Poder360. Estão previstos a assinatura de contrato da concessão do primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, na Bahia, o início das obras de implantação da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste, partindo de Goiás, além de outras iniciativas. O primeiro trecho da Fiol, entre Ilhéus e Caetité, foi leiloado pelo Governo Federal em abril e teve a Bamin como vencedora, proporcionando um aporte de R$ 3,3 bilhões para conclusão do segmento e início de operações. O MInfra agora avança nas obra da Fiol 2, entre Caetité e Barreiras.

Nos Bastidores da Política

O Governo Federal entregou, ontem, 2.794 moradias a famílias de baixa renda, em dois municípios do Ceará: Juazeiro do Norte e Crato. No total, 10,8 mil cearenses puderam realizar o sonho da casa própria. O repasse das chaves aos moradores contou com a presença do presidente Jair Bolsonaro, do ministro do Ministério do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho., e do Presidente da Caixa Econômica, Pedro Guimarães.

Bolsonaro quando entregava as chaves, ao lado de Rogerio Marinho e Pedro Guimarães (Foto: PR)

Em Juazeiro do Norte, foram entregues 1.812 moradias. O Residencial Leandro Bezerra de Menezes teve três conjuntos (I, II e III) inaugurados, cada um com 300 apartamentos. O investimento federal no empreendimento foi de R$ 72 milhões, dos quais R$ 60,2 milhões foram pagos desde 2019. Já o Residencial Padre Cícero II e III conta com dois módulos de casas geminadas. O primeiro com 479 unidades e o segundo com 433. O investimento federal foi de R$ 70,2 milhões, sendo R$ 51,6 milhões repassados desde 2019.

Os apartamentos inaugurados pelo presidente Bolsonaro no Ceará (Foto: PR)

Na cidade do Crato, foram entregues 982 casas em lotes individuais. O Residencial São Bento I e II recebeu R$ 73,6 milhões de investimento federal, dos quais R$ 55,8 milhões foram repassados desde 2019. Todos os residenciais possuem infraestrutura completa, pavimentação, redes de água, esgotamento sanitário, drenagem, energia elétrica e disponibilidade de acesso ao transporte público. Os empreendimentos fazem parte do Programa Casa Verde e Amarela, que tem como meta atender 1,2 milhão de famílias até o fim de 2022.