Stäel Abelha vence o Miss Brasil de 1961

Vera Brauner de Menezes, Staël da Rocha Abelha e Alda Coutinho de Moraes (Foto: O Cruzeiro)

As oito finalistas diante da comissão julgadora (Foto: O Cruzeiro)

Há 60 anos, o Maracanãzinho, com um público de 25 mil pessoas aplaudiram a vitória da mineira Staël da Rocha Abelha vencer o Miss Brasil de 1961, sendo coroada pela Miss Brasil de 1960 Gina MacPhersonStaël tinha 19 anos, 1m70 de altura; busto e quadris 98 centímetros. Não queria viajar até Miami, por ciúme do namorado, tanto que renunciou logo que voltou ao Brasil. Os apresentadores foram Paulo Porto e Lourdes Mayer.

Misses Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Estado do Rio e Goiás (Foto: O Cruzeiro)

No 2º lugar ficou Vera Brauner de Menezes (1941/2012), do Rio Grande do Sul, que representou o Brasil no Miss Internacional em Long Beach (que dois meses depois virou Miss Brasil) e no 3º lugar ficou Alda Coutinho de Moraes (1938/2005), da Guanabara, que representou o Brasil no Miss Mundo, em Londres. No júri estavam Tereza de Souza Campos, Edite Pinheiro Guimarães, Edda Lutis, Gisela Machado, Di Cavalcanti, Zacarias do Rego Monteiro, José Amadio, Oscar Santamaria, Vitor Bouças, Juan Fischer, Fernando de Alencar Pinto, Herbert Moses e Harry Stone.

Misses Brasília, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso (Foto: O Cruzeiro)

Os apresentadores depois dos desfiles maiô e de noite, apresentaram o Top 8: Elza Maria Laureano dos Santos (CE), Stella Maria Rocha Lima (BA), Alda Maria Coutinho de Moraes (GB), Stael Maria da Rocha Abelha (MG), Filomena Maria Jorge Chaves (PA), Maria Lúcia Santa Cruz (PE), Carmen Aurélia Rodrigues de Lima (RN) e Vera Brauner Menezes (RS). Em 8º lugar ficou RN, no 7º PE, no 6º PA, no 5º BA e no 4º CE. As misses mais aplaudidas foram MG, GB, RN, PA, PE, RS e BA. Maria Augusta confessou as que melhores na passarela foram Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte Pará.

Misses Ceará, Bahia, Pará e Pernambuco (Foto: O Cruzeiro)

Participaram do Miss Brasil de 1961 22 candidatas Carmen Tereza Moutinho Mascarenhas Leite (AL), Neyla Loureiro Nery (AM), Stella Maria Rocha (BA), Elza Maria Laureano (CE), Marília Carvalho Brício (DF), Alcione Vieira Abreu (ES), Mires de Abreu Cruz (GO), Alda Maria Coutinho de Morais (GB), Sônia Maria de Souza Duailibe (MA), Eliney de Figueiredo (MT).

Misses Rio Grande do Norte, Amazonas, Maranhão, Piaui e Paraíba (Foto: O Cruzeiro)

Ainda Staël Maria da Rocha (MG), Filomena Maria Jorge (PA), Inês Gomes Pessoa (PB), Maria José Nascimento (PR), Maria Lúcia Santa Cruz (PE), Daisy Maria Couto Boavista (PI), Maria Madalena Aguiar (RJ), Carmen Aurélia Rodrigues (RN), Vera Maria Brauner Menezes (RS), Neusa Carmen Formighieri (SC), Ana Maria Filatro (SP) e Elenita Teixeira Lobo (SE).

Alagoas, Sergipe, Espírito Santo, Estado do Rio e Goiás (Foto: O Cruzeiro)

Brasilia, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso (Foto: O Cruzeiro)

Informações importantes: A Miss Simpatia foi Marilia de Carvalho Bricio (DF). Elenita Teixeira Lobo de Sergipe concorreu ao Miss Guanabara em a 1960. Sônia Duailibe (MA) virou empresária e jornalista de turismo. Neila Loureiro Nery (AM), é irmã de Rita Loureiro Nery que concorreu ao Miss GB em 1961. Carmen Rodrigues (RN) disputou o Miss Pernambuco de 1961, ficando em segundo lugar. O vestido mais caro, foi o da Miss Maranhão, Sonia Maria Duailibe.

Ceará, Bahia, Pará e Pernambuco (Foto: O Cruzeiro)

Rio Grande do Norte, Amazonas, Maranhão, Piauí e Paraíba (Foto: O Cruzeiro)