Fernando Machado

Blog

Tag medalha

Medalha do Mérito Santos Dumont

O brigadeiro João Campos Ferreira Filho e o general Richard Fernandes Nunes (Foto: Fernando Machado)

Aconteceu, ontem, pela manhã, no Pátio de Formaturas do II Comando Aéreo Regional, a Cerimônia Militar Alusiva ao 149º Aniversário de Alberto Santos Dumont, e a entrega Medalha Mérito Santos Dumont. A cerimônia foi presidida pelo comandante do CMNE, general Richard Fernandes Nunes. Coube ao comandante do COMAR, pelo brigadeiro João Campos Ferreira Filho que também leu a Ordem do Dia do Comandante da Aeronáutica brigadeiro Carlos de Almeida Baptista Junior.

General José Luiz Jaborandy e o comandante da 7ª Região Militar, general  Carlos Machado (Foto: Fernando Machado)

A banda de música da Base Aérea do Recife, sob a regência do maestro Das Neves, executou o Hino à Bandeira durante o deslocamento da Porta-Bandeira. Na sequencia o brigadeiro João Campos Ferreira Filho apadrinhou a entrega da Medalha Mérito Santos Dumont. Para 15 militares, sendo uma mulher, e um Civil. Tendo como fundo musical do Hino dos Aviadores, letra de Brigadeiro Armando Serra de Menezes e composto pelo capitão musico João Nascimento. Depois da solenidade foi servido um coquetel aos convidados.

O comandante do COMAR, brigadeiro João Campos Ferreira Filho e sua esposa Liane (Foto: Fernando Machado)

Flashes

Toma posse, hoje, no Restaurante Fabbriqe, como presidente do Rotary Club do Recife Casa Amarela, o empresário Heitor Bezerra de Brito.

O jornalista Edgar Homem está em viagem de trabalho por Florianópolis, Santa Catarina. Está sendo ciceroneado pela arquiteta Daniela Dambros.

Jorge Eduardo Núnez, Mister Supranacional da Venezuela, por conta de falta de passaporte, não pôde viajar até a Polônia, para participar do Mister Supranacional.

O segundo colocado, Anthony Gallardo, o substituiu e já viajou até a Polônia para representar a Venezuela, no Concurso que acontece na Polônia, no dia 16.

Carlos Eduardo Amaral foi agraciado com a Medalha Biblioteca Nacional — Ordem do Mérito do Livro, concedida pela Fundação Biblioteca Nacional.

Hoje, Lucélia Ashitani e Lauro Andrade recebem no Lab88, SP, arquitetos, designers de interiores para um talk comandado pela arquiteta Ticiane Lima.

 Parabéns, Instituto Arqueológico!

A Presidente do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano, Margarida de Oliveira Cantarelli, convida para a Sessão Magna comemorativa dos 160 anos de fundação da entidade e dos 198 anos da Confederação do Equador, quie acontece amanhã, à 9h, na Academia Pernambucana de Letras. Teremos as posses de Gilberto Freyre Neto, Marcelo Canuto, Ângelo Castelo Branco e Ígor Gonçalves.

A presidente do IAHG, Margarida Cantarelli (Foto: Divulgação)

Também a entrega da Medalha Frei Caneca ao governador Paulo Câmara, da Medalha Conde da Boa Vista para Limério Moreira da Rocha (in memoriam), da Medalha Confederação do Equador para Pedro de Albuquerque Xavier. O orador será George Cabral de Souza. A parte musical fica por conta do Maestro Múcio Callou, com o Quarteto Aram.

Fernando Cerqueira entrega Diploma e Medalha

O presidente Fernando Cerqueira entre Fernando Machado, Roberta Jungmann, Mirella Martins e João Alberto Sobral (Foto: Paullo Almeida)

Há 85 anos, o governador Estácio Coimbra, inaugurava, na Praça da República, solenemente o Palácio da Justiça de Pernambuco, cuja construção foi iniciada no governo de Sérgio Loreto. Onde repousa o Palácio da Justiça foi sede do antigo Quartel de Cavalaria da Força Policial, onde, primitivamente, existiram os viveiros do Palácio das Torres. O projeto do Palácio da Justiça foi assinado pelo arquiteto grego radicado na Itália, Giácomo Palumbo, e coadjuvado pelo arquiteto Evaristo de Sá.

João Alberto e José Ubiracy Silva (Foto: Fernando Machado)

O majestoso prédio tem predominância do estilo eclético, onde se destacam os vitrais do artista alemão Henrich Moser. Pois bem foi nesse cenário onde se respira história, que o presidente do Tribunal de Justiça de Pernambuco, desembargador Fernando Cerqueira, entregou, ontem, à tarde, o Diploma e a Medalha Comemorativa do Mérito Judiciário, alusiva às celebrações dos 200 anos, de Criação do Tribunal de Relação de Pernambuco, para 20 homenageados.

A tabeliã Roseana Porto (Foto: Fernando Machado)

A cerimônia que teve o cerimonial conduzido por Silas da Costa Silva, foi curta e simples. Tivemos apenas uma fala, a do presidente Fernando Cerqueira, que passeou pela história do Palácio da Justiça e da criação do TJPE. Entre outras coisas afirmou “Em 6 de fevereiro de 1821, Dom João VI, então Rei do Brasil, por Alvará Régio criou o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o quarto do Brasil e o ultimo do período colonial. A Corte Recursal só foi instalada no ano seguinte, em 13 de agosto de 1822, mas como forma de preencher uma lacuna na história do Judiciário Estadual”.

Mirellla Martins e Leonardo Caribé (Foto: Fernando Machado)

Receberam o Diploma e a Medalha, além de um livro TJPE – 200 Anos de história, Volume 1 Tribunal da relação (1821-1892): desembargador Eduardo Paurá, os jornalistas João Alberto, Fernando Machado, Mirella Martins e Roberta Jungmann, José Ubiracy Silva, Márcia Carvalho, Marcel Lima, Francisco Abreu, Rossana Santana Lima, Valéria Temporal, Maria de Lourdes Correia de Araujo, Moisés Wolfenson, Ivanildo Figueiredo, Roseana Porto, Fernando Lapa, Urbano Vitalino Neto, Braga Sá, José Maria Pessoa (Zezo), e o Rotary Clube do Recife.

Roberta Jungmann e o presidente Fernando Cerqueira (Foto: Fernando Machado)