Fernando Machado

Blog

Tag lateral

De Volta para o Passado

Há 115 anos, nascia nos Estados Unidos, a atriz Janet Gaynor, que morreu no dia 14 de abril de 1984.

Há 105 anos, nascia no Rio Grande do Sul, a filantropa Nair Pinto Borba, que morreu no dia 8 de outubro de 2004.

Há 75 anos, o governador Carlos Lacerda era homenageado com um almoço no Clube Português.

Há 65 anos, nascia em São Paulo, o lateral esquerdo Antônio Dionísio Filho, que morreu no dia 16 de fevereiro de 2015.

Há 55 anos, o prefeito Augusto Lucena, inaugurava a Casa da Cultura, ex Casa de Detenção de Pernambuco.

Há 45 anos, morria no Rio de Janeiro, a figurinista Zuzu Angel, que nasceu no dia 5 de junho de 1921.

Há 40 anos, morria no Rio de Janeiro, o compositor Vitor Assis Brasil, que nasceu no dia 28 de agosto de 1945.

Há 35 anos, morria na França, a escritora Simone de Beauvoir, que nasceu no dia 9 de novembro de 1908.

Há um ano, morria em Pernambuco, o jornalista Valdi Coutinho, que nasceu no dia 25 de outubro de 1942.

Há um ano, morria no Ceará, o arcebispo de João Pessoa, Dom Aldo Paganotto, que nasceu no dia 16 de setembro de 1949.

De Volta para o Passado

Há 105 anos, nascia na Paraíba, o prefeito Augusto Lucena, que morreu no dia 22 de outubro de 1995.

Há 95 anos, nascia no Rio de Janeiro, a cantora Carmélia Alves Curvello, que morreu no dia 3 de novembro de 2012.

Há 90 anos, nascia em São Paulo, o lateral Nilton De Sordi, que morreu no dia 24 de agosto de 2013.

Há 25 anos, morria em São Paulo, o cantor Taigara Chalar da Silva, que nasceu no dia 9 de outubro de 1945.

De Volta para o Passado

Há 120 anos, nascia na Bahia, o Mestre Bimba (Manoel dos Reis Machado), que morreu no dia 5 de fevereiro de 1974.

Há 105 anos, nascia em Pernambuco, monsenhor Moacyr da Costa Pinto, que morreu no dia 29 de maio de 2013.

Manoel Augusto e Vicente Fittipaldi (Fotos: Diário da Manhã)

Há 80 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, um concerto com os maestros Manoel Augusto e Vicente Fittipaldi, com a renda para o Abrigo Cristo Redentor. No programa Bach, Gallet, Wagner, Pergolesi, Chopin e Mendelssohn. Acompanhados da Banda de Musica de Brigada Militar.

Há 75 anos, nascia no Piaui, o arquiteto Elisio Moura, que morreu no dia 2 de junho de 2019.

Há 75 anos, nascia no Rio de Janeiro, o comandante Geraldo Mendonça, que morreu no dia 9 de maio de 2013.

Há 10 anos, morria no Rio de Janeiro, o engenheiro Paulo Pessoa de Queiroz, que nasceu no dia 17 de outubro de 1925.

Há 5 anos, morria em Pernambuco, o advogado Arnaldo Barbosa Maciel, que nasceu no dia 2 de maio de 1922.

Há um ano, morria em Pernambuco, a artista plástica Ezilda Goiana, que nasceu no dia 26 de setembro de 1922.

Há um ano, morria em Pernambuco, o lateral José Paes Cabral, que nasceu no dia 1 de janeiro de 1948.

Morre Cabral, um ídolo tricolor

O deus de ébano tricolor Cabral (Foto: Luiz Gonzaga)

Enquanto o Brasil comemorava, sábado, o bicampeonato do Flamengo, na Libertadores, o futebol pernambucano perdia um ídolo. Estamos nos referindo ao lateral José Paes Cabral, que nasceu no dia 1 de janeiro de 1948, Pernambuco. Foi campeão pelo Santa Cruz em 1969, bi em 1970, tri em 1971, tetra em 1972 e penta em 1973.

Gena, Rivaldo, Valter, Detinho, Antonino e Cabral; agachados: Miruca, Givanildo, Fernando, Santana, Luciano e Ramon (Foto: Memórias do Santa Cruz)

Cabral tinha 1m79 de altura, jogou começou sua carreira, aos 19 anos pelo Clube Ferroviário do Recife. Em 1974 jogou pelo Rio Negro do Amazonas, pelo Sporting de Portugal e pelo America do Recife, em 1975. Era viúvo e encerrou sua vida esportiva em 1986, aos 38 anos, jogando pelo Paulistano de Pernambuco.

Cabral O bicampeão pernambucano Cabral (Foto: Memórias do Santa Cruz)

  • 1 2