Fernando Machado

Blog

Tag Internacional

Anotações do Cotidiano

O Dia Internacional da Mulher visa demarcar os inúmeros desafios vivenciados por elas no mundo todo. Em Pernambuco não é diferente e, cada vez mais se faz necessário falar sobre os direitos das mulheres, especialmente aquelas que sofrem algum tipo de violência doméstica e não sabem a quem pedir ajuda. Atenta a essa realidade, a Coordenadoria da Mulher do Tribunal de Justiça de Pernambuco estar presente por meio da sua atuação nas redes de proteção. Com mais de 10 anos de experiência, a Coordenadoria dirigida pela desembargadora Daisy Andrade, oferece projetos de amparo, apoio e orientação às mulheres vítimas de violência, apoia as campanhas voltadas ao tema, como por exemplo, o Sinal Vermelho. O Carta de Mulheres funciona de forma sigilosa, podendo ser acessado pela própria vítima ou por outra pessoa que deseja ajudá-la.

Thiago Cavalcante é o sócio-fundador da INFLR (Foto: Divulgação)

Entre a Geração Z, “inspirar pessoas” é o motivo principal que faz os jovens terem interesse em se tornarem influenciadores digitais, é o que revela um levantamento realizado com 3.100 brasileiros pela INFLR, adtech especializada em marketing de influência, entre os meses de dezembro e janeiro e divulgado nesta semana. Para 75% dos entrevistados, ser uma voz relevante e inspirar pessoas é o que motiva a dar os primeiros passos na rotina de postagens nas redes sociais, seguido pelo interesse financeiro, 64% dos jovens afirmaram ter interesse em “remuneração pela opinião”. Esse movimento é impulsionado pelo momento em que as marcas vivenciam, de buscarem mais identificação com a voz dos consumidores, integrando o próprio público alvo na estratégia de divulgação.

Anotações do Cotidiano

Amanhã Dia Internacional da Mulher terá dupla comemoração no Theatro Municipal do Rio de Janeiro: uma homenagem a Chiquinha Gonzaga por conta do concerto Encontro com Chiquinha Gonzaga, com a soprano Georgia Szpilman, e participações da pianista Maria Luisa Lundberg e do clarinetista Moises Santos, no foyer do Theatro. Outro destaque da noite será o lançamento no Brasil do documentário Explante, de Ingrid Gerolimich, na Sala Mário Tavares. A programação começará às 17h30 com o concerto e às 19h com a exibição do filme. Ao final do Explante, haverá um debate sobre a pressão estética e suas consequências na vida da mulher com Ellen Paes, Joana Novaes e Wescla Vasconcelos.

Aberta ao público desde março de 2007, a Casa Museu Ema Klabin, no Jardim Europa, em São Paulo, completa este mês de março 15 anos. De lá para cá, mais de 107.000 pessoas visitaram a casa e sua valiosa coleção de mais de mais de 1.600 obras, entre pinturas, mobiliário, peças arqueológicas e decorativas, além do jardim, cujo projeto original leva a assinatura de Roberto Burle Marx. A cada cômodo da casa, o visitante pode conhecer um pouco das obras da Coleção Ema Klabin, que com caráter panorâmico e histórico, reúne 35 séculos de arte e cultura. Este ano, duas novas exposições temporárias estão marcadas apresentando recortes da Coleção Ema klabin: Faca, colher & garfo, em abril, apresentando os faqueiros da coleção e sua história, e ReviraVolta, em setembro, que proporá uma nova leitura da coleção, ambas com curadoria de Paulo de Freitas Costa.

Rainha Internacional do Café: Hoje

Hoje, as 21 candidatas farão uma visita ao município de Neira e a partir das 18h, teremos a eleição e coroação da nova soberana da Rainha Internacional do Café, no Teatro do Centro Cultural e de Convenções, em Manizales. Quatro desistiram por conta da Covid: Aída Saladín Castillo (Republica Dominicana), Chayrin Darlys Pérez Abreu (Porto Rico); Sheynnis Cornejo (Nicarágua), Inés Perestrelo (Portugal), Dannia Morfín (Guatemala), Elizabeth Tran (Hong Kong) e Ruffa Nava (Filipinas). A vencedora será coroada pela Rainha Internacional do Café de 2020, Iris Guerra, de El Salvador.

As candidatas com o prefeito Carlos Mario Alcade e a primeira dama Valentina Acevedo (Foto: Divulgação)

As participantes são Alemanha (Nuria Sánchez), Bolívia (Camila Banzer), Brasil (Maria Eduarda Valotto), Canadá (Dominique Doucette), Colômbia (Mariana Loaiza), Costa Rica (Mariella Conejo), Cuba (Jennifer Álvarez), Equador (Mireya Rendón), El Salvador (Luciana Martínez), Espanha (Andrea De Cozar), Estados Unidos (Rebecca Stoughton), Haiti (Angelique François), Honduras (Dayana Bordas), Japão (Mohana Tsuda), México (Daniela Ramírez), Panamá (Ariela Combe), Paraguai (Érika Jara), Peru (Luz Rosales), Polônia (Katarzyna Synowiec), Uruguai (Fiorella Lema) e Venezuela (Ismelys Velásquez).

 

Rainha Internacional do Café 2022

Iris Guerra Reina Internacional do Café de 2020 (Foto: Instagram)

De amanhã até o dia 9, 28 jovens estarão na Colômbia, para participar do 65º Rainha Internacional do Café. A festa de escolha será no dia 8, no Teatro Los Fundadores, em Manizales. A vencedora será coroada pela Rainha Internacional do Café de 2020, Iris Guerra, de El Salvador. A representante da Espanha é Andréa de Cozar Martín, de 26 anos e 1m78 de altura. O Brasil será representado María Eduarda Valotto, 21 anos.

Andréa de Cozar Martín é a representante espanhola (Foto: Concurso)