Fernando Machado

Blog

Tag indígenas

Notícias da Bahia

O prefeito de Belmonte, Bebeto Gama esteve, quarta-feira, com o Coordenador Regional do Interior, Moisés Nunes Damasceno, da 23ª COOPIN da Policia Civil da Bahia. Na pauta o seu compromisso para melhorias do município, e restauração na segurança publica. Bebeto Gama afirmou à Assessoria de Comunicação da Prefeitura, que está empenhado em fortalecer as parcerias com as instituições e agregar o bem-estar, proteção e a garantia do convívio social.

A primeira etapa de entregas de cestas de alimentos destinadas a comunidades indígenas na Bahia foi concluída, fruto de termo firmado entre a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Ministério da Cidadania. As entregas foram realizadas em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai). Foram distribuídas até agora 4.570 cestas na Bahia. O benefício já alcançou 2.285 famílias. As entregas continuarão ocorrendo até junho de 2021.

Nos Bastidores da Política

As comunidades indígenas e quilombolas em risco alimentar e nutricional localizadas no Paraná receberam da Conab 627 toneladas de alimentos distribuídos em 26.601 cestas básicas. A ação foi executada em 2020 com recursos provenientes do Ministério da Cidadania, e do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, como medida emergencial de enfrentamento à pandemia da COVID-19.

Estão abertas as inscrições para o seminário online Trabalho escravo em tempos de pandemia: este vírus, ainda?. Iniciativa é  da Comissão Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo da Secretaria Nacional de Proteção Global do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, o evento será realizado entre os 25 e 29 de janeiro, às 17h, transmitido pelo canal da Associação de Magistrados do Brasil no YouTube.

Nos Bastidores da Política

Hoje, será realizado leilão para a compra de 757,3 toneladas de alimentos destinados à montagem de cestas. Os itens serão doados para quilombolas da Bahia e indígenas do Pará. Os produtos que vão compor aproximadamente 34 mil cestas serão distribuídos para combater a insegurança alimentar e nutricional causada pela pandemia do Covid-19. As comunidades quilombolas baianas vão receber 22,9 mil cestas de alimentos, enquanto os indígenas do Pará receberão mais de 11,4 mil.

O Auxílio Emergencial servirá como legado para o aprimoramento de diversas políticas públicas e para a ampliação da cidadania no Brasil. Maior programa de transferência de renda da história do país, benefício já teve reconhecimento internacional como referência de boa prática de assistência. Produtos como um novo Cadastro Único e um documento nacional de identidade serão uns dos herdeiros dessa operação. A tecnologia é parte fundamental nesse processo.

Nos bastidores da Política

Indígenas e quilombolas de Pernambuco começaram a receber mais 31 mil cestas de alimentos doadas pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, leia-se a ministra Damares Alves. O objetivo é reduzir os impactos do novo coronavírus (Covid-19) nas populações em situação de vulnerabilidade social. A ação é uma parceria com a Companhia Nacional de Abastecimento, a Funai, a Fundação Cultural Palmares e a Secretaria Especial de Saúde Indígena. A iniciativa faz parte do Plano de Contingência do Governo Federal. A previsão é destinar R$ 4,7 bilhões até o final junho de 2020.

Comunidades indígenas da Paraíba começaram a receber cestas básicas que serão entregues pela Companhia Nacional de Abastecimento. A ação ocorre a partir dos recursos disponibilizados pelo Governo Federal, por meio do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, e por demanda da Funai, para auxílio dos povos tradicionais em situação de vulnerabilidade devido à pandemia de Covid-19. Serão 71,9 toneladas de alimentos entregues a 38 comunidades indígenas localizadas nos municípios de Baía da Traição, Marcação, Rio Tinto, Conde e João Pessoa.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior publicou quinta-feira, o resultado final do edital nº 28 de 2019, que trata do acordo com o Conselho Federal de Enfermagem. Foram aprovadas 25 propostas das 28 submetidas, que ofertarão, ao todo, 180 vagas. As inscrições e o início das aulas ficarão a critério de cada instituição, que avaliará a melhor situação devido à Covid-19. Serão investidos R$ 4,8 milhões para apoiar esses Programas de Pós-Graduação profissionais, cujo foco é a Sistematização da Assistência de Enfermagem e a Gestão em Enfermagem. O acordo também promove a cooperação acadêmica e o desenvolvimento de pesquisa científica e tecnológica.

  • 1 2