Fernando Machado

Blog

Tag hotel

Anotações do Cotidiano

O hotel cinco estrelas queridinho entre os cariocas e turistas já tem programação definida para o Réveillon. O Fairmont Rio de Janeiro terá comemorações para todos os gostos em dois pontos. Tem pacote para quem quer festa e quem quer ficar com o pé na areia na hora da contagem regressiva para o final do ano de 2022. No dia 31, a festa no Restaurante Marine Restô, no Spirit Copa Bar e na piscina infinita é embalada pela cantora Adora, George Israel e DJ Dudu Dub. A noite contará com bufê com entradinhas típicas da festa. A festa também terá uma Estação de Salmões.

Martin Whalley, Amanda Pagliari e  Lucas Fernandes na festa Triumph (Foto: Cleiby Trevisan)

Em noite de festa a Triumph Motorcycles celebrou terça-feira, uma década de Brasil com leilão beneficente de uma moto Scrambler 1200 XE, edição comemorativa de 10 anos, única e exclusiva, na Deus Ex Machina. A obra de arte de duas rodas, personalizada pelo artista Teydi Deguchi, do Estúdio Shibuya Garage, foi arrematada por R$140.000,00 com leilão presencial realizado pelo leiloeiro James Lisboa. Parte do valor arrecadado será doado ao Instituto Olívia, de Henrique Fogaça – chef de cozinha e embaixador Triumph. O Instituto Olivia, de Henrique Fogaça e Francis Mayry, que leva o nome da filha do chef e deve inaugurar em 2023.

Vila Formosa: o Restaurante do Guadalupe

Um charme o restaurante Vila Formosa, do Hotel Sesc Guadalupe, em Sirinhaém. A decoração é simples, mas remete à nossa cultura. O staff gastronômico ainda não foi definido. Para sua inauguração foram convocados vários cozinheiros do Sistema. No salão temos seis garçons e na cozinha trabalham 12 cozinheiros. Ele tem capacidade para 220 pessoas.

A gerente Ely Chaves e a nutricionista Bruna Rates (Foto: Fernando Machado)

No café da manhã temos bolos, pães, queijo de coalho assado, rabanada, mungunzá, cuscuz amanteigado, tapioca, batata doce ou cará. Para almoço mix de folhas com rabanete, salada capresse, frutas (laranja, melancia e manga), feijão mulatinho, arroz (integral, branco ou de legumes), e o camarão na moranga é de gente comer de joelhos.

O restaurante possui peças dos mestres Nido e Cido, tela de Luciana Dantas (Foto: Divulgação)

Para jantar medalhão de filé mignon ao molho de vinho, frango à cordon bleu, salmão grelhado ao molho de maracujá, suflês, quiches, arroz, sopas. A diária normal inclui o café da manhã, todavia o hospede pode optar por uma diária que inclui o almoço e o jantar. As sobremesas também são ótimas, nos dias que passei tinha pudim de leite, torta de chocolate e de castanha.

Hotel Sesc Guadalupe: novo destino de Sirinhaém

O réveillon deste ano não vai ser igual àquele passou. Tudo por conta da inauguração do Hotel Sesc Guadalupe. Com investimento superior a R$ 143 milhões e expectativa de receber 60 mil hóspedes/ano, o hotel iniciou, segunda-feira, operação em Sirinhaém, no litoral Sul de Pernambuco. O equipamento hoteleiro chega ao terceiro hotel no Estado, ao lado de Garanhuns e o de Triunfo, sendo o primeiro em região litorânea. “É a realização de um projeto robusto, moderno e pautado na vocação e características da região, comenta Bernardo Peixoto, presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/Senac Pernambuco.

O presidente Bernardo Peixoto (Foto: Anderson Freitas)

Todos atendem aos comerciários e seus dependentes assim como o público geral. O Hotel Guadalupe cujo projeto foi do arquiteto carioca Manoel Vaz (1945/2021), está localizado em região de proteção ambiental e essa será uma das experiências oferecidas aos hóspedes, com passeios ecológicos e imersão no Centro de Educação Ambiental, que recebeu o nome de Manoel Vaz, está voltado para fins educativos e para o fortalecimento de conhecimento sobre a natureza local.

O complexo aquático do Guadalupe (Foto: Divulgação)

Anunciado em 2017 e contando com apoio das gestões do Município e do Estado que, inclusive, doou o terreno e recursos do Departamento Nacional do Sesc, o hotel gerou mais de 700 postos de trabalho durante a obra e conseguiu manter o cronograma de construção, mesmo com os impactos da Covid-19. Também realizou capacitação pelo Sistema Fecomércio, por meio do Senac, seleção e treinamento dos 130 funcionários contratados, com prioridade para pessoas que moram no entorno.

O Centro de Convenções (Foto: Divulgação)

Com 10 hectares de área total, o Hotel Sesc Guadalupe tem dois blocos, com capacidade para receber aproximadamente 530 hóspedes. São 134 apartamentos com varanda localizados nos quatro pavimentos. Dessas unidades, oito contam com suíte e quatro são adaptadas e exclusivas para acomodar pessoas com deficiência. Além da proximidade com o mar e programações de imersão ambiental, o hotel traz um aprimoramento nas opções de atividades internas. São estruturas e programações que consideram público de qualquer faixa etária.

Outra vista aérea do Guadalupe com destaque para os fundos do hotel (Foto: Divulgação)

Durante a estadia, que varia de 273 reais até a 446 reais, single, duplo começa aos 322 reais atinge 524 reais, as pessoas poderão aproveitar o parque aquático, quadras de vôlei de praia, de futebol de areia e de beach tennis, playgrounds, espaço kids e de leitura, três salas de jogos, cinema, restaurante, lanchonete, bares, salão multiuso, de exposições e de festas, salão de recepção, academia de musculação e a loja Guadalupe para difusão da arte pernambucana e venda de itens de conveniência. Pensando em otimizar a logística e tempo de pessoas que vêm ao Estado para encontros profissionais, o Sesc levou para o litoral Sul, com o hotel, um centro de convenções com 412 lugares. Informações no www.sescpe.org.br. Amanhã escreverei sobre o restaurante.

O Hotel Guadalupe já está na área

O presidente do Sistema Fecomercio/Sesc/Sanac de Pernambuco, Bernardo Peixoto, inaugurou sábado, o seu primeiro hotel litorâneo, o Guadalupe. Às 18h, caiu uma chuvinha e depois São Pedro colaborou e a levou para outro local. A cerimônia teve um toque de saudosismo, pois aquele evento foi muito sonhado, pelo ex-presidente Josias Albuquerque. Tudo começou, diante do Centro de Convenções do Sesc, com uma benção conduzida pelo padre Alaelson Francisco das Graças. Depois todos seguiram em cortejo para o auditório do Centro de Convenções.

Bernardo Peixoto à côté Diana Freire (Foto: Fernando Machado)

A senhora Janaina Cunha (Foto: Fernando Machado)

Quando foi iniciada a solenidade, tendo como mestre de cerimônia Kiryl Muniz. Tivemos sete falas: a Bernardo Peixoto visivelmente emocionado principalmente ao lembrar Josias Albuquerque. Na seqüência discursaram Janaina Cunha (Diretora de Programas Sociais do Departamento Nacional do Sesc), prefeita de Sirinhaém Camila Machado, Alberes Lopes (Secretário Estadual de Trabalho), deputado Antonio Moraes, desembargador Frederico de Almeida Neves e Gutemberg Rodrigues da Silva (Presidente da Câmara de Sirinhaém).

Roberta Jungmann e Ricardo Gitirana (Foto: Fernando Machado)

Emerson Pires, Marcio Maximo, Camila Machado e Bernardo Peixoto (Foto: Fernando Machado)

Depois desta parte aconteceu a entrega do Titulo de Cidadão Honorário de Sirinhaém para Bernardo Peixoto, pelo autor da proposta vereador Leonardo Ximenes. Bernardo Peixoto deve ter dormido o sono da vitória. Na seqüência aconteceu na pérgula da piscina do Guadalupe, o jantar de a gente comer de joelhos. O cardápio assinado pelo chef Wagner Francis, constou de  ensopadinho de marisco ao leite de coco, bobó de camarão, arroz caldoso de siri com camarões e óleo de pimenta de cheiro, moqueca de frutos do mar com banana da terra, empanada de cordeiro de menta e hortelã.

O desembargador Frederico Neves e sua Márcia (Foto: Fernando Machado)

O gerente Felipe Queiroga e o presidente Bernardo Peixoto (Foto: Fernando Machado)

Ainda canolli de bacalhau com castanha de caju, minipastel de carne de sol e queijo de manteiga com geléia de cebola roxa, camarão na crosta dourada de cerveja ao mel de engenho, salada à moda veneziana com variedade de tomates secos, ricota fresca e rúcula, rost beef marinado ao azeite de ervas e especiarias, torta Filo de cogumelos ao cappuccino de funghi, ninhos crocantes de brie com praliné de pistache e quadro apiário de mel (sem dúvida um toque de criatividade).

O chef Wagner Francis (Foto: Fernando Machado)

Paula Lourenço, Ana Rosa Cavalcanti e Cleide Pimentel (Foto: Fernando Machado)

Também ravióli de queijos nobres ao molho rústico de tomate concasée e lascas de parmesão, arroz cremoso de bacalhau e olivas negras regado ao puro azeite, mignom fatiado com minis cenouras e cebolas carameladas, pernil suíno fresco ao molho de ervas com farofa crocante de pão italiano e alho. Para sobremesa doce de banana, de jaca, bolo de rolo, vários tipos de doces. Sem dúvida um festival gastronômico de fazer inveja a Apicius. O gerente do hotel é Felipe Queiroga.