Fernando Machado

Blog

Tag hospital

Nos Bastidores da Política

Rede Ebserh/MEC destinou mais de R$ 470 mil para uma série de melhorias nos espaços de ensino do Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco, superintende é Luiz Alberto Mattos. Os recursos estão sendo investidos em salas de aula, de estudo e de reuniões, auditórios e anfiteatros e espaços de repouso para a comunidade acadêmica que utiliza o hospital como campo de prática para a formação e especialização profissional na área da saúde. Os investimentos são do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais, gerido pela Ebserh, além de recursos da própria unidade hospitalar.

O Ministério da Saúde aprovou segunda-feira, o protocolo com as medidas preventivas e de vigilância apresentado pela Confederação Sul-Americana de Futebol. Estádios não receberão torcedores, jogadores e delegação serão testados a cada 48 horas e ficarão isolados em hotéis, podendo sair apenas para treinos e partidas. Os detalhes do plano de ação para evitar contágio da Covid-19 foram anunciados à noite, em entrevista coletiva, pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e dirigentes médicos da Conmebol e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), estes de forma remota.

Nos bastidores da política

O segundo dia do I Seminário Internacional de Astronomia e Astronáutica MCTI começa hoje, às 9h com uma palestra da física brasileira, Rosa Doran. O tema será Astronomia, Educação e o Futuro da Humanidade. Às 10h haverá um painel sobre Astronomia com o astrofísico da Universidade da Califórnia, Berkeley, Carl Pennypacker e com a co-fundadora e Chefe Acadêmica da STEM & Space, Mila Mitra. Às 14h será com a pesquisadora austríaca, Maruška Strah. O último evento do dia será uma mesa redonda que começa às 15h. Vão participar Daniel Lavouras, Jean Carlos Antunes Catapreta, João Batista Garcia Canalle, Kilwangy Kya, Sérgio Maia Melo, José David Vianna e Sonia Aparecida de Andrade Chudzinski.

A importância da vacina Covid-19 e da assistência prestada pelo SUS  durante a pandemia foram destacadas pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, durante visita a Roraima quarta-feira. Ele conheceu unidades de saúde de Boa Vista e participou da inauguração do Hospital do Amor, que será referência para tratamento de pacientes com câncer no estado. O Hospital oferecerá os atendimentos oncológicos pelo SUS na capital roraimense e também prestará um serviço itinerante: um caminhão irá percorrer o estado oferecendo, de graça, serviço de mamografia para todos os municípios e comunidades indígenas. A instituição está vinculada ao Hospital de Barretos, em São Paulo, e será mantido pela Fundação Pio XII.

Hospital de Olhos Santa Luzia

Quem tem filhos ou uma criança querida sabe da importância de se ter cuidado e carinho com os pequenos. Foi pensando nisso que o Hospital de Olhos Santa Luzia criou o Departamento de Oftalmopediatria, um andar dedicado ao atendimento de pacientes com idade entre zero e 14 anos. Nessa faixa etária os cuidados com os olhos são fundamentais para permitir o desenvolvimento adequado e saudável da visão.

Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmopediatria, cerca de 20% das crianças em idade escolar podem apresentar algum problema de visão, especialmente miopia, hipermetropia, e astigmatismo. Atuam no setor as oftalmologistas Paula Siqueira, Maria Amélia Ribeiro, Katherine Sales, Patrícia Rêgo e Milena Barata. Mais informações no site: www.hospitalsantaluzia.com.br.

Nos Bastidores da Política

“Comprometa-se a parar de fumar durante a pandemia da Covid-19”. Esse foi o lema da campanha do Dia Mundial sem Tabaco, comemorado segunda-feira. A coordenadora do Núcleo de Estudos e Tratamento do Tabagismo do Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago, Leila Steidle, explicou que a campanha deste ano mantém as informações básicas sobre os riscos do tabagismo e traz um foco sobre a Covid-19.

E por falar em tabagismo: Você sabia que após dois dias sem fumar o olfato já percebe melhor os cheiros e o paladar degusta melhor a comida? Que após três semanas, a respiração se torna mais fácil e a circulação melhora? E que após um ano, o risco de morte por infarto do miocárdio é reduzido à metade? E por aí vai, com vários ganhos para a saúde. Parar de fumar pode ser desafiador, mas um bom começo é ter consciência da necessidade e da vontade de se livrar do hábito.