Fernando Machado

Blog

Tag homenagem

Flashes

O cirurgião plástico Moisés Wolfenson recebeu ontem, a Medalha do Mérito Desembargador Joaquim Nunes Machado, do TJPE, cujo presidente é o desembargador Fernando Cerqueira.

Amanhã, às 20h, a Orquestra Criança Cidadã dos Meninos do Coque retorna ao teatro da Caixa Cultural Recife. Assista no https://www.youtube.com/orquestracriancacidada.

Hoje, pelos 170 anos do Instituto dos Advogados de Pernambuco, teremos uma homenagem ao ex-presidente do IAP, João Pinheiro Lins.

O advogado João Pinheiro Lins (Foto: Instagram)

O ex-secretário de Turismo e Desenvolvimento Social Roberto Pereira recebeu ontem, o Titulo de Cidadão de Goiana, por iniciativa do vereador Renato Sandré.

Termina amanhã, o ArtsSP Banco Pan, que tem a iniciativa de promover a arte urbana. A curadoria é do VJ Spetto. Participaram 10 artistas urbanos.

Surgiu mais um concurso de beleza internacional para homens. Estamos nos referindo ao I Mister Ideal Universe, que vai acontecer em dezembro.

Anotações do Cotidiano

Após o sucesso dos lançamentos de Anunciação e Tomara, canções que foram escolhidas para fazer parte do projeto inédito Valencianas em casa, a Orquestra Ouro Preto e Alceu Valença anunciam uma nova faixa. Desta vez, o público pôde conferir o lançamento oficial de La belle de Jour, releitura de um clássico que foi adaptado para a realidade de isolamento social imposta pela pandemia do Covid-19. O projeto Valencianas em Casa, tem o propósito de levar a beleza da musicalidade mineira e pernambucana para o público em casa dividido em três atos.

ELLE lança sua segunda edição impressa em formato de coffee table book e acabamento luxuoso. A música Imagine é o fio condutor para os conteúdos da publicação, que chega com quatro capas diferentes propondo uma reflexão em cima das palavras: imagine, love, peace e truth. A edição é uma verdadeira homenagem ao ex-beatle, que completaria 80 anos em 2020. Além disso, a revista traz uma entrevista exclusiva com o fotógrafo Bob Gruen, que acompanhou de perto o casal de artistas e ativistas em seus momentos mais íntimos. É de sua autoria a imagem reproduzida em uma das capas de ELLE.

Carmen Towar: a hostess das misses pernambucanas

Carmen Towar diante da câmara (Foto: Acervo de Carmen)

Os concursos de misses foram grandes sucessos em Pernambuco e no Brasil até a década de 70. O país parava para ver as misses passarem na televisão, nas passarelas nas Mecas dos concursos de beleza: Maracanãzinho ou Geraldão. Era um ritual as torcidas organizadas aplaudir ou vaiar as jovens no Miss Pernambuco. O blog vai fazer, hoje, uma homenagem à apresentadora que marcou época no evento.

Carmen Towar e Paulo Max (Foto: Acervo de Carmen)

Estamos nos referindo a Carmen Towar. Ela está para o Miss Pernambuco, assim como Marly Bueno (1933/2012) está para o Miss Brasil. Marly começou como hostess do Miss Brasil em 1965, e Carmen um ano depois, no Miss Pernambuco. Graças ao diretor da TV Rádio Clube de Pernambuco, Antiógenes Tavares, que ao vê-la transmitindo o Bal Masqué decidiu chama-la para tal missão, devido à sua elegância e empatia com os entrevistados.

Carmen Towar, Angela Agra e Zilene Sá Torres (Foto: Acervo de Carmen)

Seu primeiro concurso aconteceu nos salões do Sport Clube do Recife, com a eleição de Raiolanda Castelo Branco. O seu par foi o radialista Cícero de Moraes. Carmen ficou no batente até a escolha de Anne Elizabeth Brasileiro Silva Miss Pernambuco de 1979, realizado no Geraldão, tendo host Paulo Max. Aliás, o último realizado pelos Diários Associados. Carmen apareceu mais vezes, nos palcos dos concursos, ao lado do radialista Albuquerque Pereira.

Carmen Towar e Albuquerque Pereira (Foto: Acervo de Carmen)

Durante todo seu período de apresentadora no Miss Pernambuco, a coordenação foi de Severino Barbosa. A hostess das misses testemunhou um cabeleireiro colocar uma barata na peruca de uma candidata. Roubos de sapatos e calcinhas, vestidos de outras misses serem escondidos e não esquecer as vaias. São segredos que Carmen Towar vai levar para o túmulo.

Stella Maria da Silva, Dilene Roberto, Carmen Towar e Rosângela Monteiro de Carvalho (Foto: Acervo de Carmen)

Não esquecer que Carmen Towar é jornalista, executiva de moda,  brilhou como radioatriz, teleatriz e apresentadora na TV Radio Clube. O seu programa Misses na Passarela, entre 1967 a 1979, marcou época na televisão pernambucana. Seu brilho continuará nesta sua viagem, porque como nunca houve uma mulher no cinema como Rita Hayworth, nunca houve uma mulher nos concursos de Miss Pernambuco, como Carmem Towar.

Marly Bueno enfaixando Vera Lúcia Couto como Miss Guanabara de 1964 (Foto: O Cruzeiro)

Clementina Duarte: 50 anos de Arte e Design

Nelson Franca Ribeiro e Clementina Duarte (Foto: Fernando Machado)

O Recife estava devendo uma homenagem a esta notável profissional. Estamos nos referindo a arquiteta e joalheira pernambucana Clementina Duarte. E quarta-feira nossa sociedade se rendeu a magia das suas jóias e foi até o Museu do Estado de Pernambuco , outra joia da nossa história, ao lançamento do livro Clementina Duarte: 50 anos de Arte e Design, assim como a exposição de jóias e de fotografias de suas peças.

Margot Monteiro e Marta Freire (Foto: Fernando Machado)

Isabel Duarte, Clementina Duarte e Marta Freire (Foto: Fernando Machado)

Enquanto Clementina Duarte autografava o livro de bilíngue de 344 páginas e cerca de 200 fotografias de suas peças, era exibido o vídeo  Magicamente Clementina, dirigido por Malu Viana. Neste cinqüentenário ela contabiliza mais de seis mil jóias, entre brincos, colares, anéis, broches, pulseiras, etc. Em 1967, Clementina teve suas jóias como complemento no desfile da coleção Primeira/Verão do figurinista francês Pierre Cardin.

Rinaldo Carvalho e Carlito Rangel (Foto: Fernando Machado)

Lulu Pinheiro e Magnólia Maranhão (Foto: Fernando Machado)

No vernissage tivemos três falas: a da diretora do Museu Margot Monteiro, do diretor de produção e edição da CEPE Ricardo Melo e da própria Clementina. Em cada página da publicação nossos olhos vislumbram jóias de prata e de ouro (branco e amarelo), encravadas com diamantes, topázios, granadas, safiras, águas-marinhas, perolas, esmeraldas, topázio, tanzanaita, rubelita, marganita e rubis.

Beth Araruna (Foto: Fernando Machado)

Carlos Augusto Lira (Foto: Fernando Machado)

Clementina Duarte estava em grande noite num modelo de Marina Rinaldi, ao lado do marido Nelson Franca Ribeiro que selecionou a bibliografia, a cronologia e os textos do Clementina Duarte: 50 anos de Arte e Design e da filha Isabel. Mais de 200 pessoas circularam no Museu do Estado. A obra vai ser lançada em São Paulo e nos Estados Unidos. Não esquecer que ela criou jóias para a Rainha Elizabeth II e para a senadora norte-americana Hillary Clinton, entre outras figuras famosas. É frisar o coquetel de a gente rezar para Nossa Senhora da Conceição grifado pela Arcádia.

Graça Duarte e Zélia de Farias Neves (Foto: Fernando Machado)

Ruth Rozenbaum (Foto: Fernando Machado)

No cardápio canapés variados (camarão, salmão, gorgonzola, tomate seco), passa de caju com fita de Parma, Damasco com mousse de gorgonzola, lichia com creme de cheese e caviar, corneto de parmesão com peito de peru e geleia de damasco e amêndoa, cestinha de prima Donna com geleia de maçã e de canela, vol au vent com creme chesse, presunto Parma e figo, caixinha de lagosta, com pimenta rosa, triangulo Filadélfia e mini canelone com recheio de creme cheese e brie com molho de quatro queijos e pomodoro.

Margot Dourado (Foto: Fernando Machado)