Fernando Machado

Blog

Tag governador

De Volta para o Passado

Antônio Avelino do Rego Barros (Foto: Museu de Gravatá)

Há 127 anos, José Justino Carneiro de Miranda fundava a cidade de Gravatá.  O primeiro prefeito foi Antônio Avelino do Rego Barros.

Almirante Guilhem, interventor Agamenon Magalhães e o coronel Dracon Barretto (Foto: Diário da Manhã)

Há 80 anos, chegava ao Recife, o Ministro da Marinha, almirante Aristides Guilhem. Foi recepcionado no Palácio do Campo das Princesas.

Há 75 anos, nascia em Pernambuco, o empresário Elpidio Martins, que morreu no dia 15 de abril de 2020.

Há 40 anos, Eraldo Gueiros era empossado governador de Pernambuco, onde ficou até o dia 15 de março de 1975.

Há 40 anos, morria na França, o cineasta René Clair, que nasceu no dia 11 de novembro de 1898.

Há 25 anos, acontecia no Teatro Paradiso, em Amsterdã, o Baile do Boi Voador, promovido pela Prefeitura do Recife.

Há 20 anos, morria nos Estados Unidos, a atriz Ann Sothern, que nasceu no dia 22 de janeiro de 1909.

Há 10 anos, morria no Rio de Janeiro, a forrozeira Chiquinha Gonzaga, irmã de Luiz Gonzaga, que nasceu em dezembro de 1925.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, a modelo Maria Eutália Figueiredo, que nasceu no dia 1 de maio de 1941.

O que restou da Usina José Rufino

O usineiro José Rufino (Foto: Divulgação)

O advogado José Rufino Bezerra Cavalcanti que nasceu em Vitória de Santo Antão em 16 de agosto de 1865, e morreu no Recife em 27 de março de 1922, foi ministro da Agricultura do Brasil entre 1915/1917 no Governo de Venceslau Brás, e governador de Pernambuco entre 1919/1923, morava na Usina José Rufino, no Cabo de Santo Agostinho. A casa-grande construída em 1912, era em estilo art nouveau, era tombada foi posta a abaixo. Esta mesma casa, foi sede do governo, por mais de um ano.

Ricardo Bandeira de Melo observando as ruínas do patrimônio (Fotos: Acervo RBM)

Pois o seu tataraneto Ricardo Bandeira de Melo teve a curiosidade de visitar casarão semana passada, tomou um susto, pois está em ruínas. Da igreja sobrou apenas a sua frente. Ricardo protolocou um pedido à Prefeitura do Cabo de Santo Agostinho, à Secretaria de Cultura do Estado, ao IPHAN, a FUNDAJ e a FUNDARPE, para que medidas sejam tomadas para a preservação do que restou do patrimônio histórico. José Rufino era casado com Hercília Pereira de Araujo e tiveram 11 filhos. Sua filha Hercília (Cilu) casou com Alfredo Bandeira de Melo.

O que restou do casarão de José Rufino (Foto: Ricardo Bandeira de Melo)

De Volta para o Passado

Há 155 anos, morria nos Estados Unidos, o primeiro cônsul dos Estados em Pernambuco, Samuel S. Voorhees, que nasceu no dia 28 de dezembro de 1794.

Há 80 anos, retornavam ao Recife procedente do Pará e do Maranhão, pelo vapor Itahite, o presidente da Federação das Indústrias de Pernambuco, Joseph Turton Junior e sua família.

Há 70 anos, estreava na Radio Jornal do Commercio, às 19h, o programa A Felicidade Bate a sua Porta, ancorado pelo radialista Manoel Malta.

Há 55 anos, morria no Rio de Janeiro, o ex governador de Minas Gerais José Magalhães Pinto, que nasceu no dia 28 de junho de 1909.

Há 50 anos, o governador Nilo Coelho e o secretario de Educação Roberto Magalhães inauguravam no Parque 13 de Maio, a Biblioteca Pública Presidente Castelo Branco. Que no governo de Miguel Arraes mudaram o nome.

Há 15 anos, morria nos Estados Unidos, a atriz Dana Reeves, que nasceu no dia 17 de março de 1961.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, a senhora Isabel Durand, que nasceu no dia 21 de janeiro de 1953.

Noticias da Paraíba

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, reuniu-se com o governador paraibano, João Azevêdo, e com a bancada federal para discutir quatro empreendimentos no estado. Fazem parte da lista de obras a dragagem do Porto de Cabedelo, a construção do arco metropolitano de Campina Grande e de um elevado na BR-101, na zona Sul de João Pessoa, onde está localizado o distrito industrial da capital paraibana.

Outra obra que deve ser viabilizada é a do Arco Metropolitano de João Pessoa. A bancada pretende destinar R$ 30 milhões para o empreendimento de R$ 140 milhões, que liga a BR-230 à BR-101 e possui 21,13km. O governo estadual já elaborou o projeto e sugeriu doá-lo ao MInfra para execução do Departamento Nacional de Infraestrutura do Transporte com os recursos das emendas parlamentares.