Fernando Machado

Blog

Tag Foto

Parabéns, Forbes Brasil!

Antonio e Katarina Camarotti (Foto: Ale Virgilio)

A Forbes Brasil promoveu terça-feira, a festa que marca os 10 anos do título no país, no Palácio Tangará, em São Paulo. A noite para 500 pessoas reuniu o anfitrião Antônio Camarotti, CEO e publisher da Forbes, e um time de empresários e personalidades de peso do mundo da moda, esporte e cultura. A comemoração foi apresentada por Johnnie Walker Blue Label, um dos destilados mais exclusivos da Diageo, companhia global líder em bebidas premium, além do patrocínio Credit Suisse Brasil, Range Rover e BeFly.

Ronaldo Nazário e Celina Locks (Foto: Ale Virgilio)

Costanza Pascolato (Foto: Ricardo Cardoso)

Para tornar a noite ainda mais especial, a atriz Marina Ruy Barbosa foi a mestre de cerimônia. Ao longo dos 10 anos da Forbes no Brasil a publicação criou edições emblemáticas como Forbes Under 30’s, Forbes Mulheres de Sucesso, a famosa edição dos Bilionários e também a versão dos maiores doadores para causas sociais. O título também criou sua versão Forbes LifeFashion com Donata Meirelles, a ForbesLife Design, Forbes Agro, os podcast Forbes, além dos potentes canais digitais e cursos com a FGV e Singularity University.

Marina Ruy Barbosa, Enzo Celulari e Isabelle Drummond (Foto: Lu Prezia)

Patrícia Bonaldi (Foto: Ale Virgilio)

A recente edição 101 da Forbes Brasil traz Ronaldo Nazário na capa. Pentacampeão nos gramados, o Fenômeno volta a protagonizar a publicação depois de dez anos, novamente na condição de empresário vencedor, após capitanear um choque de gestão no Cruzeiro. A criação e execução do evento foi da Banco, agência da Holding Clube especializada em comunicação e experiência de marca no Brasil.

Álvaro Etchenique e Fabiana Scaranzi (Foto: Lu Prezia)

Recordar é Viver

No Clube 54, em Nova York, o estilista Halston, Elizabeth Taylor, o Senador Warner e Liza Minelli, em maio de 1981 (Foto: Divulgação)

No Hotel Meridien, no Rio de Janeiro, Sylvia Kristel, Harry Stone e Ricardo Stambowsky (Foto: Divulgação)

Miss Minas Gerais de 1955, Maria Aparecida Benz é muito bonita (Foto: Divulgação)

Porta Retratos

A juíza Célia Gomes de Morais e a advogada Eliane Andrade Neves Baptista (Foto: Fernando Machado)

A advogada Maria Irinea Soares curtindo a Itália (Foto: Face)

Leonardo Caribé e Mirella Martins em temporada pela Croácia (Foto: Face)

Anne Sueangam Miss Universo da Tailândia de 2022 (Foto: Concurso)

Johan Fortuna disputou o Mister Turismo da República Dominicana representando Santo Domingo Oeste (Foto: Concurso)

Maria Olivia Rebouças é Miss Brasil de 1962

A foto oficial das candidatas (Foto: Manchete)

Há 60 anos acontecia no Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, a escolha de Miss Brasil de 1962. Cerca de 30 mil pessoas viram Miss Bahia, Maria Olivia Rebouças ser coroada Miss Brasil de 1962 pela Miss Brasil de 1961, Vera Maria Brauner, que substituiu a vencedora Stäel Abelha que renunciou ao titulo para se casar. O concurso foi transmitido pela TV Tupi.

As misses desfilando na passarela de 128 metros (Foto: O Cruzeiro)

Maria Olivia representou o Brasil no Miss Universo. A segunda colocada Julieta Strauss de São Paulo representou o Brasil, no Miss Beleza Internacional e a terceira Vera Lucia Saba, representou o Brasil no Miss Mundo. Em quarto lugar ficou o Eva Maria Maia do Rio Grande do Sul e em quinto Elizabeth Ramos Daniel do Espirito Santo. A Miss Simpatia foi a cearense Rita Nóbrega de Melo.

Julieta, Olivia e Vera; Maria Olivia sendo coroada por Vera Brauner (Fotos: O Cruzeiro e Manchete)

Participaram do concurso Salete Pinto de Mendonça (Alagoas), Raimunda Mendes Pacheco (Amapá), Suely Moura de Melo (Amazonas), Maria Olívia Rebouças (Bahia), Rita Nóbrega de Melo (Ceará), Sílvia Marisa Resende (Distrito Federal), Elizabeth Ramos Daniel (Espirito Santo), Dilma Dias Duarte (Goiás), Vera Lúcia Saba (Guanabara), Maria Augusta guiar (Maranhão), Delcy de Oliveira (Mato Grosso), Sílvia Mary Mileo Silva (Minas Gerais).

Maria Olivia, Julieta e Vera Lucia em vestido de noite (Fotos: O Cruzeiro)

Ainda Syme Benaion Bohadana (Pará), Terezinha Arraes de Alencar (Paraíba), Ana Maria Ribeiro Gonçalves (Paraná), Terezinha Costa Frazão (Pernambuco), Lívia Carneiro da Cunha (Piauí), Célia Maria Spínola Leite (Rio de Janeiro), Geórgia de Lucca Quental (Rio Grande do Norte), Eva Maria Arismende Maia (Rio Grande do Sul), Márcia Reis (Santa Catarina), Julieta Maria Straüss (São Paulo) e Gleide Maria de Freitas (Sergipe).

Vera Maria Brauner no seu desfile de despedidas (Foto: O Cruzeiro)

Fátima das Neves Silva, segundo lugar no Miss Guanabara de 1962 representou o Amazonas no Miss Brasil de 1963. Miss Maranhão, Maria Augusta Salmen Aguiar era irmã da Miss Maranhão de 1960, Merle Salmen Aguiar. Quando Miss Mato Grosso, Delcy de Oliveira, entrou na passarela que tinha 128 metros, o publico cantou Marcha Soldado, Cabeça de Papelão.

 

Todas as candidatas numa montagem linda