Martha Vasconcellos é Miss Universo

Há 45 anos, Miss Brasil Maria Martha Cordeiro Vasconcellos era eleita no Miami Beach Auditorium, na Flórida, Miss Universo de 1968. Quando o apresentador Bob Baker anunciou o resultado Martha tomou um susto pois não estava acreditando. Martha, que foi a segunda brasileira vencer o concurso, disputou o titulo com mais 64 candidatas. Cerca de 800 brasileiros que foram torcer pela baiana no concurso foram a loucura com o resultado.

m-68-quinze-manchete

As 15 semifinalistas (Foto: Manchete)

As favoritas eram Martha Vasconcellos do Brasil, Anne Marie Braafheid de Miss Curaçao, Anne Marie Hellqvist da Miss Suécia, Daliborka Stojsic da Miss Iugoslávia, e Elizabeth Tavares, do Congo. A Miss África do Sul, Monica Fairall, causou frisson no desfile de gala, ao usar um vestido com as costas nuas até as nádegas e um decote generoso. Dizem, as más línguas, que por esta razão, ficou fora das finalistas.

m-68-grito-ocruzeiro

Bob Baker, Martha Vasconcellos e Anne Marie Braafheid (Foto: O Cruzeiro)

As 15 semifinalistas foram Martha Vasconcellos (Brasil), Nancy Wilson (Canadá), Danae Monserrat (Chile), Anne Marie Braafheid (Curaçao), Dorothy Anstett (Estados Unidos), Leena Brusin (Finlandia), Elizabeth Cadren (França), Miranta Zafiropoulou (Grécia), Jennifer Summers (Inglaterra), Miriam Fridman (Israel), Daliborka Stojsic (Iugoslávia), Tone Knaran (Noruega), Anne Marie Hellqvist (Suécia), Apantree Prayutsenee  (Tailandia) e Peggy Arenas (Venezuela).

m-68-cinco-manchete

Venezuela, Curaçao, Brasil, Finlândia e Estados Unidos (Foto: Manchete)

As cinco finalistas Dorothy Anstett, dos Estados Unidos, em quinto lugar;  Peggy Arenas, da Venezuela, em quarto lugar, Leena Brusin, da Finlandia em terceiro lugar, Anne Marie Braafheid, de Curaçao em segundo e Martha Vasconcellos do Brasil, em primeiro lugar. Também tivemos Yasuyo Iino, do Japão, como Miss Simpatia; Daliborka Stojsic, da Iugoslávia, como Miss Fotogenia e Luz Elena Restrepo, da Colômbia, como o melhor traje típico.

m-68-martha

Martha Vasconcelos no desfile de maiô (Foto: O Cruzeiro)

Miss Curaçao, Anne Marie Braafheid,  quebrou um tabu e primeira vez uma negra chegava ao Top 5. A produção do concurso colocou a Bossa Nova como tema central e as candidatas no palco cantaram em português Mas que Nada, de Jorge Ben. Martha Vasconcellos foi coroada pela Miss Universo de 1967, a norte-americana Sylvia Hitchcock.

m-68-martha-baiana-manchete

A baiana de Martha Vasconcellos (Foto: Manchete)