Fernando Machado

Blog

Tag final

Indiano vence o Mister Supranational

Todos o candidatos na abertura do desfile de short, pois sunga é proibida (Foto: Concurso)

A 3ª edição do Mister Supranational de 2018 aconteceu sábado, em Krynica-Zdrój, na Polonia com a participação de 39 candidatos. A competição tem à frente Gerhard von Lipinski e Marcela Lobón. O mister Supranational de 2017, Gabriel Correa passou à faixa para Prathamesh Maulingkar da Índia, que tem 27 anos e 1m91 de altura. A apresentação foi de Ola Jordan e Ivan Podrez.

O Top 10 (Foto: Concurso)

No top 20 ficaram Samuel Costa (Brasil), Quinton Martina (Curaçao), Fabián Pérez (Espanha), Nicholas Kotselas (Estados Unidos), Marco Poli (Filipinas), Ennio Fadiaenie (Holanda), Prathamesh Maulingkar (Índia), Benoit Bartolo (Malta), Alejandro Garcia (México), Ellis Lwin (Mianmar), Mathias Duma  (Noruega), Ryan Stone (Panamá), Jakub Kucner (Polônia), José Alfredo Vargas (Porto Rico), Daniel Sicheneder (Republica Dominicana), Ján Palko (Republica da Eslováquia), Jakub Kocht (Republica Tcheca), Mikhail Baranov (Russia), Tymeron Carvalho (Sri Lanka), Kevin Dasom (Tailândia).

Os Misteres Continentes: Caribe, Republica Dominicana, África, Américas, Ásia, Oceania e Europa (Foto: Milton Mieloch)

No Top 10  Samuel Costa (Brasil), Ennio Fadiaenie (Holanda), Prathamesh Maulingkar (Índia), Ján Palko (Republica da Eslováquia), Nicholas Kotselas (Estados Unidos), Mathias Duma (Noruega), Jakub Kucner (Polônia), Daniel Sicheneder (Republica Dominicana), Tymeron Carvalho (Sri Lanka) e Kevin Dasom (Tailândia).

O Top 5, Ennio Fadiaenie, Kevin Dasom, Prathamesh Maulingkar, Gabriel Correa, Jakub Kucner e SAmuel Costa (Foto: Ricardo Carvalho)

Classificação final em 5º lugar Ennio Fadiaenie (Holanda), em 4º lugar Kevin Dasom (Tailandia), em 3º lugar Samuel Costa (Brasil), em 2º lugar Jakub Kucner (Polônia), e em 1º lugar Prathamesh Maulingkar (Índia). Benoit Bartolo de Malta foi o Mister Fotogenia, Kwassy Adjamah de Togo foi o Mister Personalidade, o Mister Corpo foi Prathamesh Maulingkar (Índia). O melhor é roupa de Noite foi Mathias Duma (Noruega), o Mister Top Model Fabián Pérez (Espanha).

Gabriel Correa, Prathamesh Maulingkar e a Miss Supranational de 2018 Valéria Vazquez (Foto: Concurso)

Mister popularidade Ellis Lwin de Mianmar. Mister Amizade Andrés Mejia (Colômbia) e o Mister Talento Mikhail Baranov (Russia). Mister África foi Kwassy Adjamah (Togo), Mister Américas Nicholas Kostelas (Estados Unidos), Mister Asia Tymeron Carvalho (Sri Lanka), Mister Caribe Daniel Sicheneder (Republica Dominicana), Mister Europa Jan Palko (Eslováquia) e Mister Oceania Kevin Aubry (Nova Caledônia).

Os candidatos diante de uma árvore de Natal (Foto: Concurso)

Veja o video: http://www.mistersupranational.com/blog/2018/12/3/mister-supranational-2018-video-reports-3-and-4

Índia vence o Miss Supranational de 2016

Aconteceu, sexta-feira, no Mosir Hall, em Krynica-Zdróg, na Polonia, a escolha da oitava Miss Supranational. Os apresentadores foram Davina Reeves e Ivan Podrez. Participaram do concurso 71 candidatas. A vencedora foi Srinidshi Shetty da Índia, que foi coroada pela paraguaia Stephania Stegman Miss Supranational de 2015. A representante do Brasil, Clóris Junges, ficou apenas no Top 25.

ms-maio

Algumas misses na apresentação de traje de banho (Foto: Concurso)

No Top 25 ficaram Wanessa Emiliana (Argentina), Silka Kurzak (Australia), Polina Pimahina (Bielorrussia), Cloris Junges (Brasil), Lenka Tekeljaková (Eslovaquia), Joanna Eden (Filipinas), Milenka Janssen (Holanda), Korinna Kocsis (Hungria), Srinidshi Shetty (India), Intan Aletrino (Indonesia), Risa Nagashima (Japão), Ambika Geetanjalee (Mauricio), Cynthia de La Vega (México).

ms-india

Miss Índia, Srinidshi Shetty, no seu primeiro desfile como vitoriosa (Foto: Concurso)

Ainda Swe Zin Hter (Mianmar), Maibeth Gonzalez (Panamá), Viviana Florentin (Paraguai), Ewa Mielnicka (Polonia), Vlada Gritsenko (Russia), Sinziana Sirghi (Romênia), Colombe Akiwacu (Ruanda), Ornella Gunesekere (Sri Lanka), Jaleesa Pigot (Suriname), Lenna Anastasiia (Ucrania), Valeria Vespoli (Venezuela) e Khá Trang (Vietnã).

ms-top5

Korinna Kocsis, Ornella Gunesekere, Srinidshi Shetty, Valeria Vespoli e Jaleesa Pigot (Foto: Concurso)

No Top 10 ficaram Polina Pimahina (Bielorrussia), Lenka Tekeljaková (Eslovaquia), Korinna Kocsis (Hungria), Srinidshi Shetty (India), Intan Aletrino (Mianmar), Swe Zin Hter (Mianmar), Ewa Mielnicka (Polônia), Ornella Gunesekere (Srilanka), Jaleesa Pigot (Suriname) e Valeria Vespoli (Venezuela).

ms-paraguai

Stephania Stegman, Miss Supranational de 2015 entrou na euforia (Foto: Concurso)

E finalmente tivemos o resultado final em 5º lugar Korinna Kocsis da Hungria, em 4º lugar ficou Ornella Gunesekere de Srilanka, em 3º lugar Jaleesa Pigot de Suriname, em 2º lugar Valeria Vespoli da Venezuela. E a nova Miss Supranational foi Srinidshi Shetty da India. A Miss Fotogenia foi Jaleesa Pigot do Suriname e o Melhor Traje Típico o de Khá Trang do Vietnã.

III Frevança

Há 35 anos, acontecia o final do III Frevança, no Geraldão, promoção da TV Globo. Na categoria Maracatu o 1º lugar foi para Maracatu Misterioso (José Antonio Madureira e Marcelo Varela), em 2º Banzo Maluco (Dimas Sedicias) e em 3º África (Olga e Deruchete Coutinho).

jose-menezes-manoel-gilberto

José Menezes e Manoel Gilberto (Fotos: Fernando Machado/Divulgação)

Na categoria Frevo-canção, o primeiro lugar foi para Tá Bom Demais (Manoel Gilberto e José Menezes), o 2º lugar foi para Vou de Reboque (Lucia Helena Gondra) e 3º lugar Meu Tempero (Osires Diniz e Nilson Luiz).

Chuvas e sucesso no Lance Final

a-george-guilherme-luiz-roberto-iuri-maia-leite

George Guilherme, Luiz Roberto e Iuri Maia Leite (Foto: Fernando Machado)

a-fernanda-lima-rembrandt-junior-jo-mazzaolo

Fernanda Lima, Rembrand Junior e Jô Mazzarolo (Foto: Fernando Machado)

Nem as chuvas torrenciais que caíram no Recife, segunda-feira, não impediram que os convidados fossem até o Teatro do RioMar, para prestigiar a cerimônia de entrega do Troféu Lance Final. O cenário do palco estava simples: apenas um telão para mostrar cenas que marcaram o campeonato pernambucano de futebol, um televisor enorme e sete cadeiras onde sentaram João do Morro e banda. Aliás, alguns jogadores ganharam uma musica de João do Morro. Foi um encontro onde tudo girava em torno do mundo do futebol, ou seja batucada, cerveja e gozação de torcedores.

a-chiiquinho-lucio-surubim-ze-do-carmo

Chiquinho, Lucio Surubim e Zé do Carmo (Foto: Fernando Machado)

a-danielle-ronaldo-alves

Danielle by Mais Linda Recife e Ronaldo Alves (Foto: Fernando Machado)

O Caldinho de Tiago Medeiros foi o contraponto da festa. Outro destaque foi para Jessier Quirino que conseguiu cordelizar com maestria fatos do nosso campeonato. O mestre de cerimônia foi Luiz Roberto com intervenção de Tiago. A plateia estava muito quieta. Faltou entusiasmo, ou melhor fanatismo, para dá aquele toque de campo de futebol. Não tivemos tapete vermelho, mas tínhamos alguns craques estilosos e outros elegantes. O primeiro Troféu Lance Final, grifado pelo artista plástico Alex Mont’Elberto foi para o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho.

a-kelly-gravite

Kelly e Grafite by Hugo Boss (Foto: Fernando Machado)

a-edson-kohn-alirio-moraes-joão-paulo

Edson Kohn, Alirio Moraes e João Paulo (Foto: Fernando Machado)

Este ano teve uma novidade, o premio Gestão Esportiva, e ele foi foi para a campanha Adote um Torcedor, do Sport. Na sequencia tivemos a entrega dos prêmios para arbitragem. O melhor árbitro Sebastião Rufino Filho; os auxiliares foram para Clóvis Amaral e Alberto Júnior. O arbitro revelação coube a Tiago Nascimento dos Santos. O Premio artilheiro do Estadual foi para o zagueiro Ronaldo Alves, do Náutico e a revelação foi para Everton Felipe.

a-evandro-carvalho-neide

Evandro Carvalho à côté Neide (Foto: Fernando Machado)

a-francilene-fonseca-rodrigo-souza

Francilene Fonseca e Rodrigo Souza (Foto: Fernando Machado)

O Craque da Galera foi para Grafite com 91 mil votos dos torcedores Também foram votados na sequencia Rithely, do Sport, Ronaldo Alves do Náutico, Delone, do América; Cássio Ortega, do Salgueiro, e Araújo, do Central. Depois foi anunciado a seleção de Pernambuco: Tiago Cardoso, Marcos Tamandaré, Ronaldo Alves, Dural, Renê, Rodrigo Souza, Uilian Correia, João Paulo, Cassio Ortega, Keno e Grafite. O técnico foi para Milton Mendes do Santa Cruz). O deus de ébano Gravite reinou na noite faturando ou três troféus e um televisor de não sem de quantas polegadas. O blog concede outro troféu, o de mais elegante da noite.

a-flavia-mindelo-claudio-manoel

Flávia Mindelo e Claudio Manoel (Foto: Fernando Machado)

a-marcelo-cavalcanti-rodrigo-raposo

Marcelo Cavalcante e Rodrigo Raposo (Foto: Fernando Machado)

Antes e depois da cerimônia oficial foi servido um coquetel, no foyer, que apresentava na decoração posters de jogadores que marcaram o nosso futebol. Lembrou-me o de Ramón, o de Nunes, o de Kuki, o de Givanildo Oliveira, o de Leonardo, o de Ribas e o de Ademir Menezes. O cardápio de a gente rezar de joelhos para São Pedro, foi assinado pelo La Comedie, de Cláudio Manoel e Flávia Mindelo, além de Prazeres Massé. Na enorme mesa no foyer, repousavam salada à moda do chef, tábua de queijos, frios variados, geleias (pimenta e uva), pernil forneado nas especiarias, terrine de frango com ameixa, patês (salmão, fígado com geleia de uva), patê de grão de bico, pasta de berinjela, pães variados e torrada ciabata.

a-george-guilherme-iuri-maia-leite

George Guilherme e Iuri Maia Leite (Foto: Fernando Machado)

a-nestor-ze-do-carmo-dal-ramos-jorge

Nestor, Zé do Carmo, Dal, Ramón e Jorge (Foto: Fernando Machado)

No coquetel volante, sushi de tapioca, mini bruschettas, camarão natural servido com molho de pimentão vermelho, mini sanduiche  de salmão defumado, mini quiche de alho poró e de roquefort com castanha, tartalete recheada com creme de cogumelos, verrine marroquino, frango defumado, filezinho duchesse, mini gratinado de bacalhau com batata doce, mariscada pernambucana com farofa de dendê. No empratado degustamos ravióli de camarão com molho de queijo. Tudo isso regado a uísque Old Parr 12 anos, espumante da Rio Sol e cerveja da Brahma.

a-ronan-drummond-simone

Ronan Drumond e Simone (Foto: Fernando Machado)

a-uilian-correa

Uilian Correia (Foto: Fernando Machado)

O blog quer elogiar e parabenizar o diretor da Rede Globo Nordeste Iuri Maia Leite, a diretora de jornalismo Jo Mazzarolo, a diva do nosso blog, e claro toda equipe de esportes da Globo Nordeste, quando citaríamos George Guilherme em grande noite. Agradecer a Lucio Surubim que me indicou os jogadores, afinal de contas sou cronista social e não esportivo. E para aquele cara que mais uma vez me boicotou, mando esse recado de Ibrahim Sued: “Os cães ladram e a caravana passa”.

a-diego-martinho-mendes

Diego e Martinho Mendes, filho e pai do técnico Milton Mendes (Foto: Fernando Machado)

a-lucio-surubim-renata-martins

Lúcio Surubim e Renata Echeverria Martins (Foto: Fernando Machado)