Fernando Machado

Blog

Tag ferrovia

Nos bastidores da Política

A ferrovia Norte-Sul acaba de receber mais uma estação ferroviária para facilitar o escoamento da produção do Centro-Oeste até os portos brasileiros. Terça-feira, foi inaugurada, no Rio Verde, em Goiás, o novo terminal ferroviário, que passará a ser o principal ponto de transporte de fertilizantes da Malha Central.

A estimativa anual é de 1,5 milhão de toneladas transportadas via ferrovia e 750 mil toneladas de fertilizantes misturados, gerando cerca de 1 mil empregos diretos e indiretos. A capacidade total de recebimento é de até 3,5 milhões de toneladas por ano.

Com a estrutura, será possível a movimentação a partir do Porto de Santos (SP) até Goiás, por meio da Ferrovia Norte-Sul, administrada pela concessionária. O novo terminal tem vocação para descarga e transbordo ferroviário e contará com os serviços de mistura (industrialização), armazenagem, descarga rodoviária e carregamento a granel.

Nos Bastidores da Política

A ferrovia Norte-Sul acaba de receber mais uma estação ferroviária para facilitar o escoamento da produção do Centro-Oeste até os portos brasileiros. Terça-feira, foi inaugurada, no município de Rio Verde, em Goiás, o novo terminal ferroviário, que passará a ser o principal ponto de transporte de fertilizantes da Malha Central.

A estimativa anual é de 1,5 milhão de toneladas transportadas via ferrovia e 750 mil toneladas de fertilizantes misturados, gerando cerca de 1 mil empregos diretos e indiretos. A capacidade total de recebimento é de até 3,5 milhões de toneladas por ano.

Com a estrutura, será possível a movimentação a partir do Porto de Santos (SP) até Goiás, por meio da Ferrovia Norte-Sul, administrada pela concessionária. O novo terminal tem vocação para descarga e transbordo ferroviário e contará com os serviços de mistura (industrialização), armazenagem, descarga rodoviária e carregamento a granel.

Nos Bastidores da Política

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, participou sexta-feira, em Mara Rosa (GO), da solenidade que marcou o início da construção da Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico). O evento integra a programação do Setembro Ferroviário, mês dedicado pelo Governo Federal à expansão do transporte por trilhos no país. Serão investidos R$ 2,7 bilhões na construção de 383 quilômetros de trilhos, entre Mara Rosa e Água Boa, no Mato Grosso, interligando o Vale do Araguaia à Ferrovia Norte-Sul. A nova malha ferroviária vai favorecer o escoamento da safra de grãos aos portos de Santos (SP), Itaqui (MA) e, no futuro, Ilhéus (BA). Este é o primeiro empreendimento ferroviário por meio de investimento cruzado, ou seja, utilizando a outorga da renovação antecipada de contrato com a mineradora Vale pela Estrada de Ferro Vitória-Minas.

O Governo Federal, por meio do Ministério do Desenvolvimento Regional, reconheceu a situação de emergência em 16 municípios das Regiões Norte, Nordeste e Sul do País, em decorrência de desastres naturais. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira (17). A maioria das cidades enfrenta o período de estiagem – quando há ausência de chuvas. São elas: Lagoa da Canoa, em Alagoas, Itiúba, Livramento de Nossa Senhora e Serra Preta, na Bahia, Boa Viagem, no Ceará, Pombos, em Pernambuco, e Major Sales e São Fernando, no Rio Grande do Norte. No Sul do País, as cidades de Cascavel, Mato Rico e Moreira Sales, no Paraná, também sofrem com a falta de chuvas.

Nos Bastidores da Política

O Comitê Nacional para os Refugiados, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, prorrogou até 31 de dezembro de 2022 o processo simplificado de análise para pedido de refúgio de venezuelanos. A condição de Grave Generalizada Violação de Direitos Humanos naquele  já proporcionou o reconhecimento da condição de refugiado de quase 50 mil venezuelanos até junho deste ano. Desde 2016, o Brasil reconheceu mais 73,5 mil pessoas como refugiadas. Somente a partir de 2019, foram cerca de 60 mil. Segundo o secretário Nacional de Justiça, Vicente Santini, mais venezuelanos poderão ser beneficiados pela prorrogação.

O transporte ferroviário colheu semana passada mais um fruto de uma semente plantada pelo Governo Federal, há dois anos, com o leilão bem-sucedido da Ferrovia Norte-Sul. Em Rio Verde (GO), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participou da inauguração de um novo terminal rodoferroviário da Rumo, concessionária que administra a FNS e deve investir R$ 2,8 bilhões durante a duração do contrato. Desenhado para ser a espinha dorsal do sistema ferroviário nacional, o projeto da FNS possui 4.155 quilômetros de extensão. Destes, 1.537 quilômetros estão na Malha Central, entre Porto Nacional/TO e Estrela D’Oeste/SP, que é administrada pela Rumo.

  • 1 2