Fernando Machado

Blog

Tag faleceu

Flashes

Faleceu, ontem, aos 80 anos, a primeira desembargadora da Assembleia Legislativa de Pernambuco, Helena Caula Reis.

A escola Sunny Place, em Casa Forte, no primeiro semestre de 2022 contará com o ensino do francês, graças a parceria com a Aliança Francesa.

O Shopping Patteo Olinda apresenta a feira Eu Amo Ler, com acervo de mais de 400 livros, além de best-sellers da literatura brasileira e mundial.

Será no dia 4 de fevereiro, às 19h, no Teatro João do Vale, no Centro Histórico de São Luís, a escolha do Mister Maranhão Teen de 2022.

Quem faleceu quarta-feira, aos 87 anos de idade, foi a senhora Ester Nunes, viúva de Manuel Nunes, da Caxangá Veículos.

Uma pena que Stäel Abelha, Miss Brasil de de 1961, está com Alzheimer. Ela representou a cidade mineira de Caratinga.

O Padre Paulo Sérgio Vieira Leite, assume a paróquia do Bom Jesus do Arraial como Igreja da Harmonia, no dia 2 de fevereiro, 19h.

Réquiem para André Carneiro Leão

André Carneiro Leão, Demazinho Gomes, Tânia Carneiro Leão e Carlos Pena (Foto: Fernando Machado0

Faleceu ontem, Dia de São Sebastião, aos 95 anos, o engenheiro e intelectual André Gustavo Carneiro Leão, filho de Celina e Sizenando Carneiro Leão, irmão de Marcelo, Antônio e João Augusto, todos já falecidos. Era casado com Tânia Carneiro Leão e pai de Rodrigo Carneiro Leão. André quando jovem lembrava o ator norte-americano Henry Fonda. Fomos buscar no túnel do tempo, que nos anos sessenta escrevia uma coluna de critica cinematográfica com Alex, no Jornal do Commercio.

André Carneiro Leão estudando (Foto: Acervo familia)

André Carneiro Leão em Paris (Foto: Acervo da Família)

André Gustavo morou um ano em Paris, na França, onde fez um curso de televisão, mas nunca exerceu, preferiu mesmo seguir o caminho de professor de Matemática e Física. André era um gentleman, apesar de ser torcedor do Náutico, nunca se atritou com netos, rubro-negros doentes. Era muito exigente na gastronomia, apesar de saber cozinhar. Seu prato preferido era camarão. Os amigos vão sentir muita falta dele.

Denise Shorto e André Carneiro Leão num baile de carnaval (Foto: Acervo da família)

Fatos Diversos

Um dia muito triste para nossa cultura. Faleceu ontem, aos 98 anos de idade, em Pernambuco, a cirandeira Dona Duda, que nasceu em Jaboatão dos Guararapes, no dia 11 de abril de 1923, como Vitalina Alberta de Souza Paz. Aos 14 anos vou morar no Janga. Em 1950 por brincadeira criou a ciranda, para as crianças que não podiam dançar coco com os adultos, na Praia do Janga. Dona Duda é mais um nome que a história guardou.

Dona Duda um ícone da ciranda (Foto: Divulgação)

Mais de 125 mil clientes do Banco do Nordeste, em Pernambuco, podem receber descontos de até 95% para liquidação à vista de dívidas, envolvendo a dispensa de mora e multa e quaisquer outros encargos de inadimplemento. A campanha de renegociação segue até dia 29 de janeiro beneficiando produtores rurais, industriais, comerciais e de serviços, de quaisquer portes. Ao todo, o Banco do Nordeste está beneficiando 975 mil clientes em toda sua área de atuação.

Réquiem para Joezil Barros

Neide e Joezil Barros (Foto: Fernando Machado)

O mês de dezembro ficará na lembrança da Imprensa. Até ontem tinha morrido quatro jornalistas. O primeiro foi Fernando Menezes, na sequencia Samir Abou-Hana, Antônio Azevedo e ontem Joezil Barros. Falar em Diário de Pernambuco, o primeiro nome que vem a nossa cabeça é o de Joezil. Ele marcou época na mídia. Apesar de ser trancado era uma figura humana brincalhona. Os amigos vão sentir falta dele.

André Correia, Alberto Feitosa, Joezil Barros e Mario Gil Rodrigues em Nova Iorque (Foto: Fernando Machado)

Sua amiga Alice Souza Leão confessou: “Hoje, estou de coração partido… Faleceu nosso querido amigo, Joezil Barros. Um dos maiores amigos de Milton. Almocei com eles, no Leite, há 15 dias. Foi a despedida… Descansa em paz amigo no Reino de Deus. Meus sentimentos à família, principalmente sua esposa Neide Pereira, grande companheira. Uma guerreira! Não o largou um minuto sequer”.

Nelson Dias, Joezil Barros e Otacilio Venancio no Clube Internacional (Foto: Divulgação)

O coronel da PMPE e jornalista Antônio Neto escreveu “Devo muita gratidão a Joezil. Foi um dos executivos mais importantes e poderosos desse Estado, mas sempre me atendeu com distinção e fidalguia. Estou triste, mas confiante que ele terá uma boa acolhida em sua última morada”. Rogério Mota Albuquerque escreveu no seu Face: “Pernambuco perde um grande desbravador, um visionário que, até quando pôde manteve o Diário de Pernambuco em circulação com qualidade”.

Joezil Barros e Carmen Peixoto (Foto: Fernando Machado)

João Alberto colocou no seu blog, entre outras coisas: “A imprensa pernambucana perdeu, ontem, um dos mais importantes nomes de sua história. O jornalista Joezil Barros, ex-presidente do Diario de Pernambuco, morreu aos 84 anos. Ele, que trabalhou por mais de 60 anos no Diário, exerceu diversas funções, como repórter de polícia, editor regional, editor de Cidades, gerente comercial, diretor comercial, superintendente e presidente. De origem humilde, o jornalista nasceu filho de um condutor de bondes e precisou iniciar sua vida profissional ainda na adolescência, passando por várias empresas. Mas foi no Diario onde Joezil imprimiu sua marca na história de Pernambuco, comandando o jornal mais antigo da América Latina”.

Joezil Barros no jantar de posse o presidente do TJPE, Fernando Cerqueira (Foto: Fernando Machado)