Fernando Machado

Blog

Tag espadim

Nos Bastidores da Política

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, participou da tradicional solenidade de entrega do Espadim a 409 cadetes do 1º ano da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) em Resende, no Rio de Janeiro. O Espadim simboliza a honra militar e acompanhará o cadete até o momento em que ele receberá a sua espada, símbolo oficial das Forças Armadas. A cerimônia é realizada, todo ano, desde 1932 e é considerada um dos ritos mais significativos na vida dos cadetes, quando eles trajam pela primeira vez o uniforme histórico. A Turma General João Manoel Menna Barreto é formada por 367 homens e 42 mulheres de todas as regiões do país, e nove deles de nações amigas: três de Camarões, dois da Guiana, dois de Senegal e dois do Panamá. O Presidente Bolsonaro entregou o Espadim ao destaque da turma, Pedro Henrique Conegatto do Amaral, do Rio de Janeiro.

O presidente Bolsonaro e a primeira-dama Michelle Bolsonaro no palanque das autoridades (Foto: Ugor Soares)

Para ampliar ainda mais a campanha que já distribuiu mais de 200 milhões de doses para estados e Distrito Federal, o Ministério da Saúde cujo ministro é Marcelo Queiroga, distribuiu mais 10,4 milhões de vacinas Covid-19 para todo o país neste fim de semana. As entregas foram finalizadas ontem. Nesta distribuição, são enviadas 5,4 milhões de doses da Pfizer/BioNTech, 3 milhões da AstraZeneca/Fiocruz e 2 milhões da Coronavac, produzidas pelo Instituto Butantan. Essa é a sexta distribuição de vacinas realizada pelo Ministério da Saúde desde 3 de agosto, totalizando mais de 32 milhões de doses enviadas para todo o País. A campanha de vacinação segue em ritmo acelerado. O Governo Federal já distribuiu mais de 202,5 milhões de doses até agora. A primeira dose já chegou para mais de 113,4 milhões de brasileiros, e a segunda, ou dose única, para 49,2 milhões. Os detalhes sobre essa pauta e o quantitativo por estado estão  disponíveis aqui e aqui.

Os novo Cadetes da FAB

O Presidente da República, Jair Bolsonaro, participou sexta-feira, da cerimônia militar de entrega de espadins a 205 novos cadetes da Força Aérea Brasileira, em Pirassununga (SP). O espadim é uma pequena espada, símbolo do cadete, que o acompanha até a conclusão do curso. “A formação militar envolve uma gama de atribuições, dedicação à rotina de estudos e atividades, e oportunidade de enriquecimento pessoal e profissional. Assim será ao longo de suas carreiras”, afirmou o ministro da Defesa, Walter Braga Netto.

As autoridades no palanque ao lado do presidente Bolsonaro (Foto: José Dias/PR)

Batizada de Árion, a turma é composta por 205 cadetes, dos quais, 138 são aviadores, 42 intendentes e 22 de infantaria. Desse total, três são cadetes de Benin, Senegal e Togo, consideradas nações amigas. Durante a entrega dos espadins pelos padrinhos dos cadetes, as aeronaves da Esquadrilha da Fumaça fizeram sobrevoos ao local. Também escreveu de fumaça no céu o nome da turma. Uma solenidade de muita pompa e circunstância.

Presidente Bolsonaro na Escola Naval

Presidente Jair Bolsonaro participou, sábado, de cerimônia de juramento à Bandeira e entrega do Espadim a alunos da turma Almirante Bosísio, da Escola Naval, no Rio de Janeiro. O evento marca o encerramento do primeiro ano de preparação para o oficialato e a incorporação dos aspirantes à Marinha. São 170 alunos, sendo 12 mulheres e sete estrangeiros de Camarões, Namíbia e Senegal, que participam da turma por meio de acordo de cooperação do Brasil com esses países. Em cerimônia na Escola Naval, o Presidente Jair Bolsonaro entregou o Espadim ao chefe de classe Matheus Reis Silveira. Em discurso aos alunos, o ministro da Defesa, general Braga Netto, ressaltou a importância dos jovens militares na defesa da liberdade, progresso e democracia.

O presidente Bolsonaro passando revista na tropa (Foto:  Marinha)

A Escola Naval é a instituição de ensino superior mais antiga do Brasil e forma oficiais para os postos iniciais das carreiras dos Corpos da Armada, Fuzileiros Navais e Intendentes da Marinha. Atualmente, conta com 807 aspirantes. Foi criada em 1782, em Lisboa, Portugal, sob a denominação de Academia Real de Guardas-Marinhas. Com a vinda da Família Real para o Brasil, a Academia desembarcou no Rio de Janeiro em 1808. Em um primeiro momento, foi instalada no Mosteiro de São Bento e lá permaneceu até 1832. Depois de várias mudanças, em 1938 passou a funcionar na Ilha de Villegagnon.

Noticias da Caserna

Conforme esta coluna já divulgou faz algum tempo, o Comandante da Marinha, almirante Julio Soares Moura Neto estará no Recife no dia 17 de junho a fim homenagear o militar português radicado em Pernambuco, Jerônimo de Albuquerque (1510-1584). Veio para estas bandas com o primeiro donatário da Capitania Duarte Coelho que era casado com a irmâ de Jerônimo, Brites. Um dos seus filhos, também chamado Jeronimo fundou a cidade de Natal (RN).  O almirante Moura Neto foi comandante da Estação Rádio Pina.

Hoje, é o Dia de Tiradentes, patrono das polícias militares do Brasil e em Pernambuco ninguém sabe o que vai acontecer para marcar a importante data. E pensar que até a década de 90, o dia 21 de Abril, era comemorado com pompa e circunstância, com a entrega solene do Espadim Tiradentes aos novos cadetes da Academia de Polícia Militar Paudalho, morta no governo Jarbas de Vasconcelos e sepultada no governo de Eduardo Campos.

  • 1 2