Fernando Machado

Blog

Tag ebano

Mister Turismo Mundial de 2018

O deus de ébano Warley Santana (Foto: Concurso)

No dia 3 de fevereiro, no Auditorium Del Massimo, em Roma, na Itália, será realizado o primeiro concurso de beleza masculino de 2019. Estamos nos referindo ao III Mister Tourism World, com a participação de 34 candidatos. O vencedor receberá a faixa do Mister Tourism World de 2017, Joshua Lennet. Destacamos hoje Tycho Mortier da Bélgica e Warley Santana do Brasil.

Tycho Mortier da Bélgica (Foto: Concurso)

Sandro Barros lança coleção

Sandro Barros e Gloria Maria (Foto: Lu Prezia)

Resultou num sucesso o lançamento da coleção Savannah do figurinista Sandro Barros, que aconteceu quinta-feira, no seu ateliê no Jardim Paulista. A jornalista e deus de ébano Glória Maria foi uma das modelos do desfile. A beleza foi assinada por Junior Mendes em parceria com a MAC Cosmetics.

Dois looks de Sandro Barros (Fotos: Rafael Cusato)

A coleção Savannah traz tecidos de fibras naturais como linho, algodão e seda adornados por botões de osso e madrepérola. Colares e pulseiras exclusivos desenvolvidos pela designer Camila Klein, além das bolsas Isla, complementaram os looks em combinações únicas e modernas. Sandro Barros era só felicidade no final do desfile.

Gloria Kalil adorou o desfile (Foto: Lu Prezia)

Sonia Maria Campos: Miss Pernambuco 1958

Hoje, faz 60 anos que a deusa de ébano Sonia Maria CamposMiss Santa Cruz, era eleita nos salões do Clube Português do Recife, o concurso de Miss Pernambuco de 1958. Desfilaram no festival da beleza nove candidatas para um publico estimado em cinco mil pessoas. Era o tempo do glamour dos concursos de misses, que nunca mais voltará. Deste tempo restaram as lembranças.

As misses Universitários, Círculo Militar, Cabanga,  Jet, Português e Internacional (Foto: Diário de Pernambuco)

As candidatas foram Josefina Barreto do America, Ligia Villar do Cabanga, Maria Helena Padilha do Circulo Militar, Silvia Martins de Almeida do Clube Internacional do Recife, Maria de Lourdes Costa do Jet Clube, Louise Brendell do Clube Náutico Capibaribe, Sonia Maria Campos do Santa Cruz Futebol Clube, Iara Portella do Clube dos Universitários e Ingrid Hoffmann do Clube Português do Recife.

Sonia Maria Campos desfilando de vestido e maiô (Fotos: O Cruzeiro e Acervo do blog)

O concurso de Miss Pernambuco de 1958 foi coordenado por Alex, que também fez parte do júri. As misses foram maquiadas por Alberto Zampolioni, Hemê Pessoa e Mucio Catão, e penteadas pelos cabeleireiros Alécio, Alberto Zampolioni, Ernane e Aparecida. As misses tiveram como personal trainer Otavio Catanho.

Lygia Villar, Sonia Maria Campos, Louise Brendell, Josefina Barreto, Helena Padilha, Silvia Martins de Almeida, Lourdinha Costa e Iara Portella (Foto: Correio do Povo)

Já era manhã do domingo quando Zayra Pimentel, Miss Pernambuco de 1957 passou a faixa de Miss Pernambuco de 1958 para Sônia Maria Campos que usava um modelo criado por Marcilio Campos e confeccionado por Cecília Campos. No segundo lugar ficou Ingrid Hoffmann que nasceu na Paraíba e o terceiro com Louise Brendell recém chegada da Alemanha, que usou um modelo de Victor Moreira.

Louise Brendell, Zayra Pimentel, Silvia Martins de Almeida, Helena Padilha, Lourdinha Costa, Sonia Maria Campos e Iara Portela (Foto: Correio do Povo)

A vitória de Sônia foi contestada por ser mulata e ter vencido duas loiras. Em 1957, Sônia representando o Círculo Militar do Recife ficou no segundo lugar. O cronista social Altamiro Cunha, que não participou da comissão julgadora torceu por Sonia Maria Campos. Já o sociólogo Gilberto Freyre do júri não escondia que Sônia era a candidata mais pernambucana de todas. Eita tempo bom danado.

 

Uma deusa de ébano é Miss Pernambuco de 1988

Ana Maria Guimarães by Nícia Barbalho foi penteada e maquiada por Almir da Paixão (Foto: Geraldo Guimarães)

Há 30 anos, a deusa de ébano Ana Maria Guimarães, do Clube Rodoviário de Pernambuco, se tornava a primeira e a única negra a ser eleita Miss Pernambuco. A noite que aconteceu o concurso Miss Pernambuco de 1988 aconteceu nos salões do Clube Internacional do Recife. O evento foi promovido pelo Jornal do Commercio. Em segundo lugar ficou Andréa Minelli (Internacional) e em terceiro Valérie Nielsen (Sport). A torcida rubro-negra fez a maior confusão e jogou até cerveja suja com cinzas de cigarros em Ana Maria por ser negra. No quarto lugar ficou Denir de Melo Santos (Miss Itamaracá).

Andréa Minelli, Ana Maria Guimarães, Valerie Nielsen e Denir Santos e a diva Helena Pessoa de Queiroz Gomes (Fotos: Tercio Solano)

Nessa época as participantes não pagavam taxas de inscrições. Foram coordenadores da competição os jornalistas Alex, Fernando Machado e Muciolo Ferreira, além da Miss Pernambuco de 1968 Maria Eunice Mergulhão. Participaram do concurso 34 candidatas que ficaram hospedas no Mar Hotel. Os apresentadores foram José Mário de Austregésilo e Maria Rossitter. A coreografia foi assinada por Romildo Alves.

O comandante do II Comar, brigadeiro Claudio Azambuja e sua Luiza (Foto: Aluizio Arruda)

No Top 10 ficaram Ana Cláudia Romão (Wanderley Cabeleireiros), Ana Maria Guimarães (Clube Rodoviário de Pernambuco), Ana Paula Menezes (Explanada), Andrea Minelli (Clube Internacional), Denir de Melo Santos (Ilha de Itamaracá), Ivana Kalin Galvão (Vitória de Santo Antão), Maria Eimar Rodrigues (Associação Atlética Bandepe), Rosemary Pinto (Voga), Tereza Cristina Coelho (The New Look) e Valérie La Verne Nielsen (Sport). Tivemos um show com Dimas Sedícias e sua Recife Banda Show, o Conjunto Pernambucano de Choro, os cantores Leonardo e Dalva Torres, Savinho e seu Conjunto.

Todas as candidatas de maiô no Mar Hotel (Foto: Roberto Paixão)

A comissão julgadora foi formada pelo prefeito Jarbas Vasconcelos, pelo desembargador Mauro Jordão Vasconcelos, pelos executivos Assis Farinha, Eduardo Lemos e Jaildo Dantas, pelas as consulesas Dulce Barbe e Iara Dubeux, pela jornalista Zenaide Barbosa, pelo pintor Bernardo Dimenstein, pelas senhoras Helena Pessoa de Queiroz Gomes, Luiza Azambuja, Madalena Seixas e Tuty Moury Fernandes, pela chefe do Cerimonial do Estado Inah Lins, pelo estilista Marcilio Campos e pelo dentista Geovane Tenório.

Bernardo Dimensten, Zenaide Barbosa, Edward Lyra Cavalcanti e Assis Farinha (Foto: Geraldo Guimarães)

As candidatas foram: Avani Duarte (Antena 1), Itamira de Andrade (Além do Túnel), Kátia Espírito Santo (Arcoverde), Maria Eimar Rodrigues (Bandepe), Nelma Arcoverde (Boa Vista), Magna Carneiro da Cunha (Cabanga), Maria do Socorro Almeida (Cabo de Santo Agostinho), Clóris Mendonça Filha (Caixa Econômica), Tereza Cristina Feitosa (Carpina), Wanbeci de Brito (Caruaru), Thereza Jacqueline de Oliveira (Condor Service), Gliss Gleiber Freire (Cri-Cris), Maria Edna Madureiro (Bibelô).

As candidatas de maiô no palco do Internacional (Foto: Geraldo Guimarães)

Também , Andrea Carla Campos (Eletra), Ana Paula Menezes (Esplanada), Ceane Gomes da Silva (Ibimirim), Andrea de Andrade Minelli (Clube Internacional), Denir de Melo Santos (Ilha de Itamaracá), Cinara Costa Guimarães (Itambé), Laura Sylvia de Lima (Jaegge), Claudia Duarte (Olinda), Maria da Conceição Lima (Paulista), Lucielma Araujo (Petrolina), Silvana Frade (Policia Militar), Fátima Pires Ferreira (Quinta Estação).

Jarbas Vasconcelos e Demazinho Gomes (Foto: Tercio Solano)

E finalmente Ana Maria Guimarães (Clube Rodoviário), Waldenia de Souza Melo (São José), Solange Monteiro de Melo (Sirinhaém), Valerie La Verne Nielson (Sport), Tereza Catarina Coelho (The New Look), Ivana Kalina Morais Galvão (Vitória de Santo Antão), Rosamary Pinto da Silva (Voga), Ana Carolina Leal (Votorantim) e Ana Cláudia Pessoa Romão (Wanderley Cabeleireiros).

Lais e o marido, adido cultural do Consulado dos EUA, Dennis Garcez e Henrique Vieira (Foto: Aluízio Arruda)