Fernando Machado

Blog

Tag Cronica

Os pecados segundo Danuza Leão

A crônica da Diva da imprensa Danuza Leão, de domingo, na Folha de São Paulo, estava fantástica, aliás o que não é nenhuma novidade. O tema foi “Os sete pecados capitais”. Danuza escreveu: “O pecado acontece por atos, palavras ou pensamentos, e o pecador, para ser perdoado, tem que se arrepender sinceramente. Mas será possível que esses sete pecados capitais -a luxúria, a gula, a avareza, a preguiça, a ira, a inveja e o orgulho- continuam valendo?”

Dos sete transcrevo o da luxúria, “Os programas de TV, os filmes, a moda, tudo é dirigido para despertar a sensualidade geral, e ai de quem, hoje, não for sexy. E alguém quer ficar fora desse admirável mundo, só porque é pecado? Duvido.” E o da gula: “Não é possível considerar a gula um pecado, e atire a primeira pedra quem não é tentado diariamente por algum prato delicioso. A gastronomia virou moda.”

Amigo é para estas coisas

Plagiarei Antoine Saint-Exupèry quando diz : “Te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas. Para se tornar amigo é preciso paciência, cada dia sentar-se um pouco mais perto, cativar e ser cativado. Criar laços, cuidar um do outro até que aquela pessoa se torne para você única no mundo”.

Peço-lhes perdão pelas muitas, tantas vezes em que você precisou que eu estivesse sentada mais perto e eu não pude satisfazer essa sua expectativa, mas tenha a certeza de que fui cativada por vocês, criamos laços e cada um é único para mim. Estão guardados no meu coração.

Amar é todo dia dar-se um pouco e, com certeza, esse é “o verdadeiro amor, pois ele nunca se desgasta, quanto mais se dá mais se tem. O amor é o único sentimento que cresce quando se reparte”.

Por essa única razão, não sou uma pessoa ciumenta e faço questão de dividi-los com milhares de outros amigos, pois amados cada vez mais estaremos fortalecidos. Nosso amor se multiplicará no mundo e nos fará pessoas melhores, mais felizes. No Dia Internacional da Amizade, felizes nós que podemos dizer: eu tenho um amigo! (Jornalista Gercina Primo)