Fernando Machado

Blog

Tag Correios

Nos Bastidores da Política

Mais de 27 mil estabelecimentos turísticos já possuem o selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro. Para aderir à iniciativa do Ministério do Turismo, os empreendimentos do setor devem atender uma série de protocolos de biossegurança contra a Covid-19 para a proteção dos turistas e trabalhadores. Os estados de Alagoas (46,10%), Rio Grande do Norte (41,72%), Bahia (36,48%) e Maranhão (30,59%) são os que possuem os maiores percentuais de estabelecimentos com o documento. Parques aquáticos e empreendimentos de lazer (47,43%), os temáticos (46,93%), meios de hospedagens (36,57%) e acampamentos turísticos (34,01%) apresentam maior proporção de adesão entre os demais. Ao todo, estabelecimentos de 15 atividades turísticas podem solicitar o selo.

A Arena Carioca 2, no Parque Olímpico da Barra, desde sexta-feira, virou um polo de vacinação contra o novo coronavírus no Rio de Janeiro. A infraestrutura esportiva, gerida pelo Ministério da Cidadania, será cedida sem custos para a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura da capital fluminense. A concessão foi oficializada por meio de um Termo de Autorização de Uso emitido pela Secretaria Executiva do Ministério da Cidadania. De acordo com o texto, a autorização está condicionada à comprovação das devidas autorizações de órgãos federais, estaduais e municipais, incluindo a emissão pelo Corpo de Bombeiros de Documento de Autorização Temporária de Funcionamento.

Dando continuidade às melhorias implementadas pelos Correios nos serviços de encomendas nacionais e internacionais, a empresa reduziu, neste mês de março, os prazos de entrega de SEDEX em mais de 14 mil trechos dentro dos Estados de Alagoas, Amazonas, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins. Em um momento desafiador para empreendedores e lojistas de todo o país, principalmente para as pequenas e médias empresas, a redução de prazos efetuada visa a atender às necessidades dos clientes de forma cada vez mais célere.

Bastidores da Política

Desde março de 2020, por causa da pandemia de Covid-19, a coleta da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua passou a ser feita por telefone. A decisão do IBGE buscava garantir a segurança dos entrevistadores e dos informantes. No entanto, desde que o trabalho está sendo feito de casa, os desafios na coleta aumentaram. O principal deles tem sido conseguir os números de telefone dos moradores dos domicílios selecionados. Para reverter esse quadro, o IBGE tem enviado cartas, via Correios ou portador, e telegramas aos informantes, solicitando que entrem em contato com o Instituto e forneçam o número atualizado.

O volume de vendas do comércio varejista caiu 6,1% em dezembro na comparação com novembro, quando variou -0,1%. É a queda mais intensa para um mês de dezembro de toda a série histórica, iniciada em 2000. Apesar dos resultados negativos nos últimos dois meses do ano, o acumulado de 2020 fechou com alta de 1,2%. É a quarta vez consecutiva que o comércio apresenta alta anual: 2,1% em 2017; 2,3% em 2018 e 1,8% em 2019. Com o recuo de dezembro, as vendas do varejo se igualaram ao patamar de fevereiro, período pré-pandemia.

A Unidade Armazenadora da Conab no Distrito Federal iniciou o recebimento de 9.105 toneladas de alimentos para compor as cestas que serão doadas a comunidades em situação de insegurança alimentar e nutricional na Região Norte. Os produtos foram adquiridos por meio de Termo firmado com o Ministério da Cidadania. Em 2020, a Conab entregou no DF e entorno a soma de 2.981 cestas de alimentos para comunidades quilombolas, por meio de TED celebrado entre a Companhia e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos. A iniciativa visou mitigar os efeitos causados pelo enfrentamento à pandemia de COVID-19

Nos bastidores da política

Os Correios informam que, em razão da pandemia – que acabou por afetar o calendário escolar em todo o país -, lamentavelmente o 49° Concurso Internacional de Redação de Cartas foi cancelado. Em pleno andamento da edição deste ano, o Brasil e o mundo foram surpreendidos com a declaração de pandemia de Covid-19, emitida pela Organização Mundial de Saúde. Diante desse novo cenário, as escolas foram fechadas em todo o território nacional, impossibilitando a continuidade das próximas fases do certame.

O Governo Federal sancionou terça-feira a Medida Provisória 945/20, que altera a Lei dos Portos promovendo uma minirreforma na legislação, acolhendo sugestões do mercado. A lei também traz regras para o funcionamento dos portos durante a pandemia, especialmente o afastamento e a indenização de trabalhadores avulsos de grupos de risco ou com sintomas de Covid-19.

Conquistar visibilidade internacional a partir de iniciativas tecnológicas que contribuam para a retomada do mercado global de viagens. Esta é uma das chances proporcionadas pelo I Desafio Brasileiro de Inovação em Turismo, que, até terça-feira, receberá as inscrições de projetos de startups capazes de contemplar tanto necessidades de curto prazo do setor no contexto pós-pandemia quanto aprimoramentos gerais no ramo. Para mais informações: http://www.turismo.gov.br/.

Nos Bastidores da Política

Em tempos de isolamento social e consequente aumento de compras pela internet, os Correios chamam a atenção de clientes e consumidores que aguardam a entrega de suas encomendas, para a origem de mensagens e alertas eletrônicos. Os conteúdos que circulam na internet, por meio de sites, e-mails, mensagens instantâneas, redes sociais e SMS podem ocultar intenções criminosas para realização de fraudes online. Geralmente, os criminosos cibernéticos se passam por empresas respeitáveis e sites confiáveis para atrair pessoas, utilizando uma técnica denominada “phishing”, que consiste em jogar iscas para pescar informações, aludindo à palavra inglesa “fishing”, que quer dizer pescaria. Esse tipo de golpe pode resultar em inúmeros transtornos e prejuízos financeiros para as vítimas.

O deputado estadual Alberto Feitosa lamentou terça-feira a notícia do encerramento das atividades do Hotel Sheraton Reserva do Paiva e criticou a inércia do Governo do Estado para evitar o fechamento. Construído durante a sua passagem na Secretaria de Turismo do Estado, o estabelecimento era um dos poucos cinco estrelas que funcionava em Pernambuco e que recebia também muitos eventos corporativos, contribuindo para o negócio do Turismo local. “Essa é uma grande perda para o nosso Turismo. É lamentável que todo o esforço que fizemos para atrair esse empreendimento para Pernambuco seja concluído dessa forma, sem que o Governo do Estado tome atitudes para evitar essa situação. Mais de 200 funcionários ficarão sem empregos, um agravante para a crise econômica pela qual passamos durante essa pandemia”, disse o parlamentar.

  • 1 2 6