Fernando Machado

Blog

Tag coroado

Mister Mundo de 2019

Mister Angola, Pascoal Jorge André (Foto: Alain Lababit)

Será próximo dia 23, em Manila, nas Filipinas, a eleição do Mister Mundo de 2019. O vencedor será coroado pelo Mister Mundo de 2017, o indiano Rohit Khandelwal. O concurso foi criado em 1996, por Eric Morley, com sua morte assumiu sua esposa Julia Morley, e é realizado bienalmente. O primeiro Mister Mundo foi o belga Thomas Nuyens.

Mister Argentina, Leonardo Diaz (Foto: Alain Lababit)

O Brasil venceu o concurso em 2003 com Gustavo Gianetti. Este ano devem participar 67 candidatos. O concurso está repaginado para pior. Os candidatos fazem mais testes de força do que de beleza. Os bofes até agora não usam sunga, e sim calções ultrapassados. Hoje postaremos três candidados: Pascoal Jorge André de Angola, Leonardo Diaz da Argentina e Fezile Mkhize da África do Sul.

Mister África do Sul, Fezile Mkhize (Foto: Alain Lababit)

Confetes e Serpentinas

O Casarão Recife Antigo leia-se Carla Bensoussan, diretora da Lead!Hub e Relações Públicas abre as portas hoje às 20h, com direito a uma vista fantástica do Marco Zero, vários lounges, dancing, bar, praça de alimentação, salão de beleza e área de customização. As atrações desta noite são Citrus Club, Tuca Barros e Agremiações. As atrações são Pagunça, Michelle Melo, Silvana Salazar e Agremiações. Entrada custa 260 reais.

Hoje, a partir das 9h, vai acontecer, na sede do Náutico, a tradicional festa no calendário alvirrubro, o Timbu Coroado. A banda Pura Paixão, Lili Trindade e orquestra de frevo são as atrações confirmadas para o palco dentro da sede. O percurso pelas ruas do bairro dos Aflitos será animado pela Frevioca e Orquestra e Banda Luará. A concentração será na frente do clube, às 11h. Os bilhetes custam R$ 10 para sócios e R$ 25 para não sócios.

Sonia Maria Campos no Miss Brasil Mundo

A pernambucana Sonia Maria Campos Batista, Miss Brasil Mundo de 1958, deu um único toque de glamour ao Miss Brasil Mundo de 2018. Como o evento comemorava 60 anos e Sônia foi a primeira Miss Brasil Mundo, ter recebido uma homenagem mais significativa. A Miss Mundo de 1971, Lucia Petterle, foi a presidente do júri e divulgou as vencedoras. A coordenação esqueceu o principal: Lucia deveria ter coroado a Miss Brasil Mundo de 2018.

Sônia Maria Campos e Lucia Petterli durante o ensaio (Foto: João Ricardo Dias)

Anuska Prado e Sônia Maria Campos, Misses Brasil Mundo de 1996 e de 1958 (Foto: Instagram)

 

E por falar no concurso, foi muito morno e sem calor humano. O apresentador é fraco não soube tirar proveito dos momentos que precisam de suspense. Muito missólogos não gostaram do que viram. A vencedora foi Jéssica Carvalho do Piauí. Foi melhor do que o Mister Brasil CNB de 2018. Aquilo não foi um concurso de beleza e sim uma gincana de beleza. Detestei. Os candidatos nordestinos foram garfados.

Diego Garcy, do México, vence o Mister Supranational

ms-top-10

O Top 10 (Foto: Concurso)

Sábado, à noite, em Krynica-Zdrój, na Polônia, tivemos a escolha do I Mister Supranatural, com a participação de 37 candidatos. A apresentação foi de Davina Reeves. Os candidatos desfilaram de traje de banho, bermudas e depois de traje de gala. O concurso é promovido pela empresária colombiana Marcela Lobén em parceria com o produtor polonês Gerhard Parzutka von Lipinski. O cenário estava deslumbrante.

ms-calcao

Os 11 semifinalistas de bermudas (Foto: Concurso)

ms-calcao2

Os nove semifinalistas de bermudas (Foto: Concurso)

Ficaram no Top 20 Porto Rico (Christian Trenche), Reino Unido (Rex Newmark), Bielorrússia (Sergey Bindalov), Bélgica (Johnny Gaspart), Republica Checa (Jan Pultar), Brasil (Bruno Vanin), Dinamarca (Marcus Jørgensen), Venezuela (Gustavo Acevedo), Suécia (Ali Ghafori), França (Bryan Weber), Malta (Neil Scerri), Japão (Ricky Wakabayashi), México (Diego Garcy), Polônia (Rafał Jonkisz), Espanha (Jose De Haro), Romênia (Catalin Brinza), Republica Eslovaca (Karol Kotlár), Índia (Jitesh Thakur), Panamá (Michael Piggott) e Filipinas (Ar de la Serna).

ms-calcoes

Todos os candidatos de bermudas (Foto: Concurso)

ms-mexico

Diego Garcy depois de te recebido a faixa de Monika Leweczuk (Foto: Concurso)

No Top 10 ficaram Rafał Jonkisz, da Polônia; Jitesh Thakur da Índia; Sergey Bindalov da Bielorrussia; Bruno Vanin do Brasil, Marcus Jørgensen da Dinamarca; Michael Piggott do Panamá; Diego Garcy do México; Ricky Wakabayashi do Japão; Gustavo Acevedo da Venezuela e Catalin Brinza da Romênia.

ms-todos

No palco todos os candidatos (Foto: Concurso)

ms-palco

O top 5 no palco (Foto: Concurso)

E finalmente tivemos a classificação final: em 5º lugar ficou Catalin Brinza da Romênia, em 4º lugar Bruno Vanin do Brasil, em 3º lugar Jitesh Thakur da Índia, em 2º lugar Sergey Bindalov da Bielorrussia e o vencedor foi Diego Garcy do México, que foi coroado pela Miss Supranational 2016, Monika Lewczuk.

ms-top5

Bruno Vanin, Jitesh Thakur, Diego Garcy, Sergey Bindalov e Catalin Brinza (Foto: Concurso)

  • 1 2