Fernando Machado

Blog

Tag condecoração

Flashes

A eterna cônsul Maria Sanchez-Carlo vai passar o Carnaval na sua casa de campo, Paris, nos arredores de Washington, longe do frevo.

As arquitetas Kareny Melo e Marina Machado assinam a Vitrine Expo da Casapronta, leia-se Doris David Souza, com caboclo de lança.

Amanhã, às 21h, o Clube das Pás homenageia Zé Pereira, com muito frevo e musica romântica, via a Banda Raízes do Brega e sua Orquestra.

A advogada da União, Karla Dantas vai receber a Condecoração por 10 anos de serviços prestados ao Serviço Publico Federal.

Minha sobrinha, Marcela Machado Vanegue, realiza seu grande sonho. Casa-se amanhã, na Igreja Católica, com Julien Vanegue.

A advogada Maria Elisa Schuler está longe do carnaval do terrível contemporâneo do Recife. Está curtindo Miami, na Florida.

Últimas Notícias

Carla Bensoussan e Antonio Lavareda vão colocar o Recife no mapa da glória e na mídia novamente. É que no dia 8 de outubro ele abre seu cinematográfico apartamento da Avenida Boa Viagem, para um brunch, em torno do aniversário da sua diva Carla. Na roda de samba Gerlane Lopes e Nena Queiroz e depois dois shows de arrastar quarteirão: Mart’nália e Preta Gil. O ator Mauricio Branco vai virar DJ. Sorry, periferia!

A Universidade Católica de Pernambuco vai receber amanhã, quando comemora seus 60 anos de fundação, a medalha Ex Corde Ecclesiae, condecoração da Federação Internacional das Universidades Católicas. É a primeira universidade brasileira a receber a honraria. A entrega será feita pelo Secretário Geral da Federação, professor Guy-Réal Thivierge, às 19h, no Teatro de Santa Isabel.

Notícias de Sergipe

Numa sessão histórica, o governador Marcelo Déda, representando o povo de Sergipe, homenageou terça-feira, em Brasília, a Câmara dos Deputados e o Senado Federal com a mais alta comenda do estado, a Medalha do Mérito Aperipê. A condecoração, inédita, pois é distinguida a instituições e não a personalidades, simboliza uma reverência à democracia. A iniciativa foi do deputado André Moura.

Os sergipanos celebram hoje seus 191 anos de emancipação política. Além de todo o conteúdo simbólico, a data também traz uma reflexão sobre as conquistas, dificuldades enfrentadas e, sobretudo, o que se vislumbra para o futuro dos sergipanos. Graças ao talento e força de trabalho de seu povo, o menor estado da federação (em território) é atualmente reconhecido por sua pujança econômica e um potencial de crescimento aliado aos melhores indicadores sociais e o melhor PIB per capita de todo o Nordeste brasileiro.