Fernando Machado

Blog

Tag Concerto

De Volta para o Passado

Há 120 anos, nascia no Japão, o Príncipe Hirohito, que morreu no dia 7 de janeiro de 1989.

Há 80 anos, acontecia o recital do violinista russo Richard Odnoposoff, no Teatro de Santa Isabel.

Há 70 anos, acontecia um concerto da Orquestra Sinfônica do Recife, sob a regência do maestro Vicente Fittipaldi. O solista foi o violoncelista Attilio Ranzato.

Há 65 anos, a jovem Regina Célia Affonso Ferreira entregava a faixa de Brotinho Alvirrubro, para Dirce Lins., nos salões do Náutico.

Há 15 anos, morria em Pernambuco, o jornalista José Lucio Pinho Costa, que nasceu no dia 3 de abril de 1945.

Há cinco anos, morria no Paraná, o colunista social Moacir Benvenutti Filho, que nasceu em 10 de maio de 1948.

De Volta para o Passado

O primeiro exemplar do Aurora Pernambucana e Luiz do Rego Barreto (Fotos: Divulgação)

Há 200 anos, surgia o Aurora Pernambucana, o primeiro jornal a circular no Estado. Ele fechou no 10 de setembro de 1821.

Há 120 anos, nascia em Pernambuco, o poeta e jornalista Joaquim Inojosa de Andrade, que morreu no dia 12 de janeiro de 1987.

Há 120 anos, o Conselheiro Rosa e Silva, lançava a pedra fundamental do prédio do Diário de Pernambuco, na Praça da Independência.

Há 100 anos, nascia em São Paulo, o goleiro Moacir Barbosa, que morreu no dia 7 de abril de 2000.

Há 90 anos, concerto do barítono Alexandre Borne, do Coro Cossacos de Don Platoff, no Santa Isabel.

Há 90 anos, nascia nos Estados Unidos, o ator David Janssen, que morreu no dia 13 de fevereiro de 1980.

Há 85 anos, o Vasco da Gama vencia no campo da Jaqueira, o Náutico por 5×2. Os gols foram de Ladilsau (2), Orlando (2) e Nena pelo Vasco e Fernando (2) pelo Alvirrubro. O Vasco jogou com Panelo (Candido), Porto e Itália; Gringo, Kuko, Nena, Ladislau e Luna. O Náutico com E. Oliviera, Edelson e Salsinha; Zezé Fernandes (Clelio), Periquito (Furlan) e Taurino; Zezé, Arthur, Fernando, Estácio e Celso.

De Volta para o Passado

Há 180 aos, nascia na França, o artista plástico Pierre Auguste Renoir, que morreu no dia 3 de dezembro de 1919.

Há 125 anos, nascia no Rio de Janeiro, o artista plástico Alberto Veiga Guinard, que morreu no dia 25 de junho de 1962.

Há 105 anos, era lançado o frevo Vassourinhas de Matias da Rocha e Joana Batista.

Rodopiano Botelho um dos coordenadores do Baile (Foto: Diário da Manhã)

Há 85 anos, Terça-feira de Carnaval, Baile da Despedida, no Dragões de Momos, leia-se Rodopiano Botelho. Traje passeio ou fantasia.

Há 75 anos, morria em Pernambuco, o executivo João Frederico Lundgren, que nasceu no dia 20 de junho de 1879.

Há 70 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, concerto da Orquestra Sinfônica do Recife, sob a regência do maestro Vicente Fittipaldi. A solista foi a violinista Nair Roitman.

Há 60 anos, a condessa Maurina Pereira Carneiro inaugurava a sucursal do Jornal do Brasil no Recife.

Há 55 anos, morria no Rio de Janeiro, o arquiteto Giacomo Palumbo, que nasceu no dia 2 de setembro de 1891.

Há 20 anos, morria em São Paulo, a socialite Dulce Pessoa de Queiroz, que nasceu no dia 1 de abril de 1921.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, o executivo Luiz Moraes de Oliveira, dono do Buraco da Gia, em Goiana, que nasceu em 1924.

Esquinas do Mundo

No ano passado, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo completou 85 anos e para a temporada 2021, o grupo formado pelos violinistas Betina Stegmann e Nelson Rios, o violista Marcelo Jaffé e o violoncelista Rafael Cesario, apresentam no repertório no programa um movimento de “reminiscências villa-lobianas”. A peça está programada com o Nordestinado do maestro pernambucano Clóvis Pereira. O concerto ocorre hoje, às 20h, na Sala do Conservatório, que fica na Praça das Artes, e transmitido ao vivo pelo youtube.com/theatromunicipalsp.

O Quarteto de Cordas de São Paulo e Ricardo Hertz (Foto: Rafael Salvador)

Sabrina Sato em Paris (Fotos: Fernando Tomaz)

A apresentadora Sabrina Sato surpreendeu seu público ao vestir um dos looks mais imponentes do último desfile da grife francesa Balmain – um top e saia cravejados em cristal. Musa do carnaval brasileiro, Sabrina escolheu o look que fechou o desfile de Spring/Summer 21 da Balmain, para dar o start no seu #CarnavaldaSabrina, sempre tão aguardado por todos que acompanham de perto a folia.