Fernando Machado

Blog

Tag companhia

De Volta ao Passado

Há 95 anos, nascia em São Paulo, o cantor João Dias Rodrigues Filho, que morreu no dia 27 de novembro de 1996.

Há 95 anos, no Teatro Parque, o espírita Yvan Costa movimentava um festival, com direito a exibição do filme Curas do Professor Mozart. (Foto: Diário da Manhã)

Jayme Costa e Lygia Sarmento (Fotos: Diário da Manhã)

Há 90 anos, estreava no Teatro Moderno, a Companhia Jayme Costa com a peça Mãe Preta, de Paulo Magalhães. No elenco Lygia Sarmento, Alma Flores, Elvira de Jesus e Aristóteles Pena.

Há 80 anos, Manuel Baptista da Silva fundava no Recife o Banco Nacional do Norte (Banorte), que fechou em 25 de maio de 1996.

Há 40 anos, morria no Rio de Janeiro, o engenheiro Apolônio Sales, que nasceu no dia 24 de agosto de 1902.

Há 30 anos, morria no Rio de Janeiro, o político Ulysses Guimarães, que nasceu no dia 6 de outubro de 1916.

Há 20 anos, morria nos Estados Unidos, o maestro Ray Conniff, que nasceu no dia 6 de novembro de 1916.

Há 15 anos, morria em São Paulo, o ator Paulo Autran, que nasceu no dia 7 de setembro de 1922.

Anotações do Cotidiano

Bruna Trajano, Cristina MaranhãoKadja Camilo, que movimentam a ONG CasaRosa, no Espinheiro, realizarão no próximo dia 30, às 15h, o tradicional Bingo Solidário, no Terraço Carvalheira, no Shopping Recife. Devem reunir cerca de 400 pessoas e diversos sorteios especiais na ação que fecha o mês das mães. Tudo em prol de mulheres que lutam contra o câncer de mama nos hospitais públicos do Recife.

A Companhia de Teatro Macacada grava, quinta-feira a finalização do seu documentário sobre o processo de construção do seu primeiro espetáculo, Gente!, no Teatro do Parque. Também temos imagens da gravação do espetáculo e dos processos de experimentações que aconteceram nos últimos três meses, na Companhia Fiandeiros de Teatro e no Museu de Arte Moderna Aloísio Magalhães. A gravação conta com uma equipe de 20 jovens artistas.

Nos Bastidores da Política

O banco de alimentos da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (CEAGESP) aderiu à plataforma Brasil Fraterno – Comida no Prato, ação do Ministério da Cidadania que incentiva a doação de alimentos, reduzindo a perda e o desperdício para combater a fome. Com a inclusão na iniciativa do Governo Federal, a CEAGESP poderá receber doações de agentes privados, que, por sua vez, terão isenção de ICMS.

A CEAGESP é uma empresa pública federal que trabalha com produtos de vários estados brasileiros, sendo um importante elo na cadeia de abastecimento de legumes, verduras e vegetais no país. Ela possibilita que a produção do campo alcance a mesa dos brasileiros, ao garantir a infraestrutura necessária para que atacadistas, varejistas, produtores rurais, cooperativas, importadores, exportadores e agroindústrias desenvolvam suas atividades de forma segura e eficiente.

Anotações do Cotidiano

Em uma proposta ousada e inédita, a Orquestra Ouro Preto e o Desvio unem a percussão brasileira e a música de concerto com a tecnologia para celebrar a grandiosidade dos ritmos do Brasil. Para além das plataformas de streaming, o novo trabalho foi lançado também em plataforma multimídia. Nele serão mostrado a beleza do maracatu, samba, frevo, afoxé e outros ritmos que marcam a identidade da cultura nacional em releituras inéditas. Para o Maestro Rodrigo Toffolo, idealizador do projeto, o novo álbum reafirma o compromisso da Orquestra na valorização da música e da cultura brasileira. Veja no site https://www.orquestraouropreto.com.br.

A partir de sábado, o público infantil terá a oportunidade de conferir o espetáculo Catastrôfe, que será apresentado exclusivamente no Facebook. Idealizado pela Companhia das Rosas, Catastrôfe é um espetáculo de teatro de bonecos e circo, em formato audiovisual. Em cena, a história de Rosa, uma menina que, em período de isolamento social, sente-se sozinha e chateada. Dentro do seu quarto, cria um circo com seus bonecos e consegue se comunicar com seus vizinhos através a da sua janela. O show é livremente inspirado no livro O Circo Catástrofe de Benjamin Chaud, em que a protagonista adora o circo e cria peripécias arriscadas dentro de casa.

  • 1 2 7