Fernando Machado

Blog

Tag coco

É tempo de Arraial

Hoje no pólo Pátio de Eventos de Gravatá sobem ao palco a partir das 22h Pinga Fogo, Irah Caldeira, Galeguinho de Gravatá e Cowboys do Nordeste. No pólo da sanfona temos Bia Marinho, Companhia do Forró, Forró Xique e Xote.

irah-caldeira-joao
A cantora de forró Irah Caldeira (Foto: Cortesia)

O resgate da cultura popular é o foco do São João na Refinaria Multicultural de Peixinhos. Hoje, às 18h, temos a exibição do documentário Galo Preto, O mestre do coco, do cineasta e roteirista Wilson Freire. Depois, acontecem shows com o Mestre Galo Preto, os grupos Coco Raízes de Arcoverde, Coco de Mazurca , o Coco e a Resposta.

Skindô, Skindô

Para quem gosta de frevo de blocos não deve perder hoje à noite, nos salões do Náutico, o I Acerto de Marcha do Bloco da Saudade, cuja presidente é a carnavalesca Isabel Bezerra. O homenageado da festa é o compositor Getúlio Cavalcanti. Para as danças tocará a Orquestra do Maestro Bozó. Outros blocos líricos vão participar do Acerto. Imperdível.

m-anderson-dos-santos-mangueira
Hoje publicamos mais um candidato ao título de Mulato do Gois, é o representante da Estação Mangueira, Anderson dos Santos (Foto: Cortesia)

O Centro Cultural Coco do Amaro Branco promove amanhã a partir das 21h, o lançamento do CD Coco do Amaro Branco Vol. 2, na Praça da Preguiça, em Olinda. O CD busca, sobretudo, registrar o tradicional coco que acontece na comunidade pesqueira do Amaro Branco, em Olinda, há mais de cem anos.

Nesse coco não vadeio mais

No próximo sábado, a partir das 19hs, a galera alternativa de plantão não pode deixar de marcar presença no show do grupo cultural Coco do Amaro Branco, nos Jardins do Teatro do Mamulengo Sorriso, em Olinda. Na ocasião, a TV Viva e uma unidade móvel do Estúdio Fábrica estarão captando áudio e imagens para a faixa multimídia do CD Coco do Amaro Branco Vol. 2, que tem incentivo do Funcultura.

coco-amaro-31
Coco do Amaro Branco (Foto: Emiliano Dantas)

Quem abre a programação é Seu Luiz Paixão, um dos mais importantes rabequeiros no Brasil, mestre do cavalo-marinho. A segunda coletânea deste coco centenário pretende ser mais um referencial das boas produções da cultura pernambucana. O ingresso custa R$2,00

  • 1 5 6