Fernando Machado

Blog

Tag Cidadania

Nos Bastidores da Política

A Churrascaria Fogo de Chão de Nova York responde sobre o fake news da mídia brasileira. Primeiro lugar que há meses que não se exige mais o uso de máscara e nem álcool em gel em nenhum estabelecimento comercial em Nova York! O uso de máscara é opcional. Os donos da churrascaria são brasileiros e que jamais deixaria de servir ao nosso presidente. Nada foi improvisado. Tudo foi precisamente planejado, programado e executado em conjunto com a assessoria do presidente conforme seus padrões de segurança, seguindo e cumprindo todas as normas, regras, regulamentos e leis locais, provendo segurança, conforto e bem-estar à equipe presidencial, nossos clientes e nossos funcionários.

O Brasil é um dos países escolhidos pela Organização Mundial da Saúde para abrigar centro para transferência de tecnologia relacionadas a vacinas, em especial as de RNA mensageiro. O Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos BioManguinhos da Fiocruz abrigará o centro no País. Maior produtor de vacinas da América Latina e o único da região pré-qualificada pela OMS, Bio-Manguinhos Fiocruz exporta vacina de febre amarela para mais de 70 países, por meio da parceria com a OMS-OPAS e o UNICEF. Para o ministro da saúde, Marcelo Queiroga, a escolha do Brasil para sediar um dos centros é resultado da capacidade brasileira na produção de imunizantes.

O Ministério da Cidadania leia-se o ministro João Roma, lançou o Programa Vem Ser! durante cerimônia realizada em Brasília quarta-feira. Voltado principalmente a crianças e adolescentes entre oito e 17 anos, a iniciativa visa propiciar o desenvolvimento integral dos alunos tendo como princípio a inclusão social, com uma metodologia focada na iniciação esportiva. O Programa Vem Ser! poderá ser executado em escolas ou espaços comunitários, públicos ou privados, sendo desenvolvido no contraturno ou como complemento das atividades escolares. Com custo total de R$ 244,7 mil, os primeiros núcleos começarão os trabalhos em 2022, mantendo o equilíbrio de gênero e respeitando a especificidade de cada indivíduo e a realidade de cada município.

Nos Bastidores da Política

O conselheiro nacional de segurança dos EUA, Jake Sullivan, e delegação norte-americana visitaram o Brasil  tiveram várias reuniões de alto nível com líderes do governo brasileiro. A delegação, junto com o encarregado de negócios dos EUA, Douglas Koneff, conversaram com o presidente @Jairmessiasbolsonaro e com os ministros do @ItamaratyGovBr, Carlos França, da @DefesaGovBr, Walter Souza Braga, chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República General Heleno, entre outros. As conversas trataram de uma ampla gama de oportunidades de cooperação, como segurança cibernética, 5G, avanços dos objetivos de preservação ambiental, estabilidade e segurança da região, crescimento econômico e como traçar conjuntamente uma trajetória de recuperação após a pandemia da COVID-19.

Jair Bolsonaro e Jake Sullivan em Brasília (Foto: Instagram)

Os ministérios da Cidadania e da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos assinaram segunda-feira acordo de cooperação técnica junto à instituição Cruz Azul para a criação da campanha Refeições em Família. A campanha visa fortalecer a instituição da família, no objetivo de orientar os pais e estimular o hábito de que as refeições sejam feitas em conjunto, com pais, filhos e responsáveis. Estudos científicos apontam a refeição em família como forte fator protetor e preventivo ao uso de substâncias psicoativas pelos jovens, além de reduzir a incidência de doenças como depressão e favorecer o diálogo, melhor rendimento escolar e desenvolvimento de habilidades emocionais para esse público. A ação pretende fortalecer os laços familiares e, assim, atuar na prevenção ao uso de drogas por crianças e adolescentes.

Nos bastidores da Política

O Ministério da Cidadania, por meio da Secretaria Nacional de Esporte de Alto Rendimento, renovou por mais dois anos a parceria com a Universidade Federal de Minas Gerais para a realização de um projeto voltado ao esporte paralímpico de alto rendimento. O Termo de Execução Descentralizada foi publicado no Diário Oficial da União quarta-feira, no valor de R$ 974,4 mil, relativo ao repasse em 2021. Ao todo, o investimento será de R$ 2,4 milhões. O projeto será realizado nas instalações do Centro de Treinamento Esportivo, espaço complementar à Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, construído por uma parceria entre a UFMG e o governo estadual mineiro para abrigar atividades de prática de estudo, pesquisa e fomento do esporte de alto rendimento.

Ao fazer um balanço dos investimentos realizados no transporte ferroviário pelo Governo Federal nos últimos dois anos e meio, o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, afirmou que o acréscimo de oferta será transformado em ganho de produtividade e de eficiência, em redução de custos e em mais investimentos e emprego. A declaração foi dada segunda-feira, durante a entrega oficial da 500ª locomotiva de corrente alternada produzida no Brasil. O evento ocorreu na fábrica da empresa Wabtec Corporation, em Contagem (MG), a qual emprega 1.140 funcionários. “Essa [locomotiva] muito em breve estará na ferrovia Norte-Sul, puxando grãos de Rio Verde ao Porto de Santos, e a gente fica muito feliz de ver isso”, ressaltou o ministro.

O Judô nos Jogos Olímpicos de Tóquio

Encerrado o Mundial de Budapeste, último torneio válido pela corrida do ranking olímpico de judô e que rendeu ao Brasil os bronzes de Beatriz Souza, Maria Suelen AItheman e da equipe mista,  a Confederação Brasileira de Judô anunciou quarta-feira os 13 convocados para os Jogos de Tóquio. Com isso, o Brasil tem agora 272 vagas no Japão em 33 modalidades. Dessas 121 são nominais – as demais dependem de convocação das confederações.

As judocas Maria Portela, Larissa Pimenta e Maria Suellen (Foto: Roberto Castro)

Desse grupo, 110 (90,9%) estão no Bolsa Atleta, programa de patrocínio individual do Governo Federal Brasileiro, executado pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, leia-se Marcelo Magalhães, secretário especial do esporte do Ministério da Cidadania. Somando as 33 modalidades em que o Brasil tem vaga assegurada, os recursos repassados às modalidades chegam a R$ 220 milhões. Apenas no judô, são R$ 16,26 milhões no atual ciclo olímpico.

O judoca Rafael Silva (Foto: Roberto Castro)

Os atletas que representarão o Brasil no judô são: Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Barbosa (73kg), Eduardo Yudy Santos (81kg), Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg) e Rafael Silva (+100kg), no masculino; e Gabriela Chibana (48kg), Larissa Pimenta (52kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Mayra Aguiar (78kg) e Maria Suelen Altheman (+78kg), no feminino. Apenas Gabriela Chibana e Eduardo Barbosa não estão entre os bolsistas atualmente, mas receberam investimentos ao longo do ciclo.

  • 1 2 6