Fernando Machado

Blog

Tag cena

Jogos Olímpicos de Tóquio 20221

O Estádio Olímpico de Tóquio. Ao redor do planeta, milhões de pessoas acompanham, pela televisão, um momento que outros milhões duvidaram que viesse a se tornar realidade. Com um grande vazio no espaço que deveria estar preenchido por quase 70 mil fãs do esporte, imagens no telão, ao som de uma música potente, relembram a caminhada de Tóquio desde 2013, quando foi escolhida cidade-sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

Os portas bandeira Bruno Rezende e Ketleyn Quadros (Foto: Júlio César Guimaraes/COB)

A cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, sem público, buscou uma mensagem de esperança para o mundo e uma homenagem aos que perderam a batalha contra o novo coronavírus. O evento foi marcado por momentos que evocaram a tradição milenar do Japão e sua cultura, por uma homenagem ao economista e ativista social ganhador do prêmio Nobel da Paz, professor Muhammad Yunus, de Bangladesh, por seu trabalho em prol do desenvolvimento do esporte, e por um desfile das delegações com menos atletas que o habitual.

Malia Paseka e Pita Taufatofua que já tinha roubado a cena nas Olimpíadas do Rio repetiu a dose em Tóquio (Foto: Instagram)

O Brasil entrou com 302 atletas, é a maior da história do país em edições de Jogos Olímpicos realizadas no exterior, mas apenas quatro representantes participaram do desfile. Bruno Rezende, campeão olímpico com o vôlei em 2016, e Ketleyn Quadros, primeira mulher medalhista individual do Brasil, em Pequim 2008, no judô, levaram a bandeira. Na tribuna especial reservada às autoridades, o ministro da Cidadania, João Roma, representou o governo federal e destacou a importância simbólica do evento. A sensação da festa foi o porta bandeira do Tongo, Pita Taufatofua, 36 anos, com um corpo besuntado, de tirar muita o fôlego de muita gente.

Fatos Diversos

Maior empresa de aprendizagem do mundo, a Pearson, divulgou quarta-feira, os resultados da Global Learner Survey 2021 – Parte 1, pesquisa que ouviu milhares de pessoas em diversos países para identificar suas percepções e expectativas sobre a educação. Diferente das duas últimas edições, em 2021 o estudo será realizado e publicado em vários capítulos temáticos ao longo do ano. A primeira parte ouviu estudantes universitários e pais de alunos de ensino básico do Brasil, China, Reino Unido e Estados Unidos, sobre os impactos da pandemia de Covid-19 na relação das pessoas com a aprendizagem.

Estreia amanhã, às 11h, no site o primeiro show de 2021 do Inhotim em Cena, a programação cultural do Instituto Inhotim, patrocinada pelo Instituto Cultural Vale. A primeira superprodução do ano será com o poeta, cantor e compositor Arnaldo Antunes, que gravou uma versão imperdível do show O Real Resiste na galeria dedicada ao artista Tunga, com o qual tinha uma relação artística longeva. Antunes é parceiro de Tunga em “Tereza”, uma das canções que ecoa na galeria Psicoativa, e se emocionou durante as gravações.

Esquinas do Mundo

Arlette Sales, Luiz Felipe de Lima e Liége Monteiro. Os atores Marcos Sacramento e Soraya Ravenle (Fotos: Cristina Granato)

Ney Matogrosso e Zezé Motta no Puro Ney (Fotos: Cristina Granato)

Quarta-feira, no Teatro dos Quatro, no Shopping da Gávea, no Rio de Janeiro, teve a estréia do musical Puro Ney, sobre o cantor Ney Matogrosso. A peça tem no elenco Soraya Ravenle e Marcos Sacramento. Ney é focado via imagens gravadas e projetadas em cena. Puro Ney é produzido por Cinthya Graber e dirigido por Luís Filipe de Lima, e vai ficar em cartaz até 30 de novembro. O cantor foi muito festejado e os flashes não paravam de pipocar.

Os atores Stephan Bender e Maximillian Roeg (Foto: Divulgação)

Stephan Bender interpreta Nathan e Maximilian Roeg vive Roy (Foto: Divulgação)

Tem filme que a gente assiste e não esquece nunca. O Garoto dos Sonhos é um deles. Filmado em 2008 remete a um homossexualismo causado por problema familiar. Os atores principais são Stephan Bender e Maximiliam Roeg. Conta a história do adolescente Nathan,15 anos, que foi estuprado pelo pai e quando sua família foi morar numa cidadezinha da Luisiana (EUA), se apaixona por outro jovem, o Roy. De 17 anos. A linguagem é linda. A gente entende que havia sexo entre eles, mas não aparece nada. O fim é triste mas vale à pena assisti-lo.

Acontecencias

No dia 3 de março, às 19h, no Casarão da Toyolex teremos vernissage para a exposição Imagens e seus Argumentos, promovida pelo Grupo 40 de Artes. Participam da mostra Badida Campos, Roberto Botelho, Dayse Pontes, Murilo Santiago, Marco Monaldi, Beatriz Brenner, Rikia Amaral, Mosh, Nara Cavalcanti, Ferreira, Alfredo Lima, Kesia Duarte, Ezequiel Sá, Flávio Barra, Djair Vasconcelos e Roberto Markenson.

artistas

Este time vai expor no Toyolex (Foto: Divulgação)

Na próxima sexta-feira, no espaço O Poste, o grupo O Poste Soluções Luminosas faz sua I Gira de Diálogo, evento que integra uma série de atividades do projeto O Corpo Ancestral Dentro da Cena Contemporânea, que acontece ao longo deste semestre de 2016. O evento tem o objetivo de informar ao publico o que está sendo pesquisando pelo grupo, e ampliar o dialogo sobre o teatro antropológico, alicerçado na matriz africana. Participam do Gira, a Yakêkêrê, Maria Helena Sampaio, o Babalorixá Cuê e a Yalorixá Tia Raquel.