Fernando Machado

Blog

Tag carnaval

De Volta para o Passado

Há 95 anos, chegava ao Recife o pianista e compositor nicaraguense Luis Delgadillo (1887/1961).

Há 90 anos, nascia na África do Sul, a cantora Miriam Makeba, que morreu no dia 10 de novembro de 2008.

Há 80 anos, acontecia recital do violonista Levino Albano, no Teatro de Santa Isabel (1883/1955).

Há 70 anos, estreava na Radio Jornal do Commercio, a novela O Sheik, dirigido pelo pernambucano José Castelar.

Há 65 anos, começava o Carnaval do Recife. A decoração do Clube Internacional foi de Torquato Bertão e a do Iate de Lula Cardoso Ayres. A decoração de Rua do Recife foi do artista plástico Gato Felix.

Há 65 anos, o jogador Ademir Menezes e Celeste passaram o Carnaval no Recife e brincaram no Náutico.

Há 15 anos, morria no Recife, o coreografo Zdenek Hampl, que nasceu no dia 24 de maio de 1946.

Flashes

Zezita Barbosa, viúva de Capiba, retornando hoje para Surubim, onde reside. Ficou hospeda no Marante Executive Hotel, em Boa Viagem.

O Vassourinhas de acordo com a ECAD ficou em 3º lugar entre as mais tocadas neste Carnaval. Eva ficou no 1º lugar e Medo Bobo em 2º lugar.

Faleceu sábado, a engenheira Suzana de Oliveira Maciel, que criou Roberta Jungmann. A mãe da colunista social faleceu quando ela criança.

Suzana Maciel era uma figura humana sensacional (Foto: Fernando Machado)

Em formato híbrido, a Ferreira Costa e Proa Cultural promovem entre os dias 1 e 3 de abril, o VI Festival Internacional de Literatura Infantil de Garanhuns.

A anestesiologista e nutróloga, Leila Gonzaga, estará expondo de 6 a 13 de março, na feira Entre Elas Expo Week, no Shopping Patteo Olinda.

Domingo João Alberto Sobral e Sheila Wanderley anotados almoçando Costeleta no Bafo, na Churrascaria Panela Cheia, de Fábio Trois, em Paudalho.

Pausa Poética

“É de fazer chorar, quando o dia amanhece e obriga o frevo acabar / Ôh quarta-feira ingrata chega tão depressa só pra contrariar / Quem é de fato um pernambucano / Espera o ano e se mete na brincadeira / Esquece tudo quando cai no frevo / E no melhor da festa chega a quarta-feira”. Luiz Bandeira (1923/1998)

Pausa Poética

“Vou relembrar o passado / Do meu carnaval de fervor / Neste Recife afamado / De blocos forjados / De cor e esplendor / Na Rua da Imperatriz / Eu era muito feliz / Vendo o bloco desfilar”. João Santiago (1928/1985)