I Baile do Caboclinho

Há 45 anos, acontecia no Clube Português do Recife, promovido pelo Diário de Pernambuco, o primeiro e único Baile do Caboclinho. A comissão julgadora foi presidida pelo colunista social carioca Fernando Zerlottini. Tivemos desfile de fantasias nas categorias pernambucana, originalidade (masculino e feminino) e luxo (masculino e feminino).

Almir da Paixão e a sua Arunaçu da Tribo Carajá (Foto: Divulgação)

No desfile da categoria Pernambucana venceu Almir da Paixão com o Grande Chefe Arunaçu de Tribo Carajá e no 2º lugar ficou Jaime Melo com Omulu de Umbanda. Em originalidade feminino venceu Hailye Bergamasco com Por quem os Sinos Dobram e na masculino venceu Isidoro Santos com Feiticeiro do Lago dos Cisnes.

Jesus Henrique e a Ressurreição de Ataualpa (Foto: Divulgação)

Na categoria Luxo feminino venceu Judite Bueno com O Sol de Kilimanjaro e na de Luxo Masculino o vitorioso foi Jesus Henrique com Ressurreição de Ataualpa. Também tivemos um Hors Concours para Mucio Catão com Navio Fantasma.