Fernando Machado

Blog

Tag Brasilia

Nos bastidores da política

A primeira dama Renata Campos fez uma surpresa ao governador Eduardo Campos, segunda-feira, dia do seu aniversário. Quando ele chegou voltou para casa depois dos compromissos, foi homenageado novamente com jantar dos mais íntimos.

O governador Eduardo Campos amanhece, hoje, em Brasília. Na sua agenda audiência com o ministro Fernando Haddad, homenagem ao presidente Lula na sede Confederação Nacional da Indústria e depois reunião com o chefe do executivo nacional.

A diretoria da AMUPE reúne hoje às 9h30, na sua sede os prefeitos. Em pauta, diversos assuntos que estão nas prioridades dos municípios, como o transporte escolar e a questão do censo 2010, onde muitos municípios reclamam das perdas decorrentes dos dados do IBGE em se tratando de territorialidade, limites entre os municípios etc.

Sempre preocupada com a questão da violência, a deputada Terezinha Nunes traz ao Recife o juiz Evandro Pelarin, da 1.º Vara Criminal e da Infância e da Juventude de Fernandópolis/SP, para discutir a experiência da cidade com o toque de recolher para menores de 18 anos. O debate será no próximo dia 19h, às 9h, no auditório da Assembleia Legislativa.

O deputado Nelson Pereira, do PC do B, anunciou terça-feira, que vai apresentar um projeto de lei na Assembleia defendendo a gratuidade na utilização dos transportes públicos urbanos para os maiores de 60 anos. Atualmente, a lei estadual concede o direito apenas para os cidadãos com mais de sessenta e cinco anos.

Nos bastidores da política

O senador José Sarney não sabia que entrava uma ajuda de habitação (quando não teria direito), no seu contracheque. Depois vieram as nomeações de seus parentes em atos que não eram publicados no Diário Oficial. E agora é a filha, a governadora Roseana Sarney se descobre que o pagamento do seu mordomo (12 mil reais) era com verba do Senado. E não vai dar em nada.

Até quando meu Deus esses escândalos vão continuar no cenário político brasileiro? Por muito menos do que isso os caras pintadas foram às ruas pedindo o impeachment de Fernando Collor. Ao invés disso o presidente Lula sai em defesa do presidente do Senado.

Perguntar não ofende: Por que o governador Eduardo Campos nunca convida a cronica social para os jantares do Palácio do Campo das Princesas? Ele precisa de mídia e nós de notícias para o dia a dia. Os governadores de outros estados não oferecem um jantar ou almoço para uma autoridade sem convidar os colunistas sociais da terra. Quem sabe no final do governo Eduardo Campos se redima deste pecado.

  • 1 2