Fernando Machado

Blog

Tag bandeira

Fatos Diversos

No Tempo das Sorveterias do pesquisador e escritor Gustavo Arruda está à venda na loja.uiclap.com. Vale a pena adquiri-lo, pois ele passeia pelas eternas sorveterias que faziam sucesso no Recife. Também comenta sobre os grandes mestres sorveteiros do Recife, sorveterias das ruas antigas, Gemba Sorveteria de Heiji Gemba, Sorvetria Frisabor, Xinxa e Xaxá, sorvete no palito da Kibon, entre outros.

Almério com Sharlene Esse, Renna Costa e Sophia William (Foto: Divulgação)

Levantando a bandeira da diversidade, e do orgulho LGBTQIA+, estréia domingo, às 19h, no Teatro do Parque, pela primeira vez com público presencial, o show Almério & Elas, do cantor Almério e as artistas trans Sharlene Esse, Renna Costa e Sophia William. O show é realizado pela Atos Produções Artísticas. Os ingressos custam R$ 40 e R$ 20 e podem ser adquiridos antecipadamente pelo Sympla.

Nos Bastidores da Política

Os brasileiros não vão pagar taxa com acréscimo na conta de energia no mês de agosto. A Agência Nacional de Energia Elétrica anunciou, segunda-feira, que a Bandeira Verde será mantida para todos os consumidores de energia elétrica conectados ao Sistema Interligado Nacional, que cobre quase todo o território brasileiro. O sistema de bandeiras tarifárias sinaliza o custo real da energia gerada, possibilitando aos consumidores o bom uso da energia elétrica, especialmente quando as condições de geração não são favoráveis, como nos períodos de seca.

No caso da Bandeira Verde, as condições de geração são favoráveis e não têm custo adicional. Na Bandeira Amarela, as condições são menos favoráveis e é cobrada uma taxa extra de R$ 2,989 a cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos. Na Bandeira Vermelha 1, as condições de geração são desfavoráveis, por isso é cobrada uma taxa de R$ 6,50 a cada 100 kWh consumidos. Já a Bandeira Vermelha 2 indica condições muito desfavoráveis, o valor extra é de R$ 9,795 a cada 100 kWh consumidos.

George: O Novo Cidadão de Pernambuco

O economista e advogado carioca, George Emílio Bastos Gonçalves recebeu, segunda-feira, na Alepe, o Título de Cidadão Pernambucano. A concessão da honraria foi solicitada pelo deputado Coronel Alberto Feitosa. George chegou para o Recife em 1970, estudou no Colégio Militar do Recife e graduou-se pela Unicap e pela UFPE nos cursos de Economia e Direito, respectivamente.

O deputado Alberto Feitosa e novo pernambucano George Emílio Bastos Gonçalves (Foto: Roberta Guimarães)

Maria Beatriz, George, Sandra Moraes e George Filho (Foto: Roberta Guimarães)

George Gonçalves na cerimônia usou a Bandeira de Pernambuco e fez um discurso muito bonito remetendo a terra dos altos coqueiros. Atuou no serviço público estadual e federal com funções no Governo de Pernambuco, na Sudene, no INSS, no Ministério do Planejamento, na Superintendência do Patrimônio da União em Pernambuco e também como professor em diversas instituições.

E assim se passaram 374 anos

O brigadeiro João Campos Ferreira Filho e o general Richard Fernandes Nunes (Foto: Sheila Wanderley)

Comando Militar do Nordeste leia-se o comandante general Richard Fernandes Nunes, foi quem presidiu as comemorações do Dia do Exercito com uma belíssima solenidade militar, ontem, pela manhã, no Quartel-General, do Curado. O local é um verdadeiro santuário da Mata Atlântica onde repousam árvores centenárias, e vivem alguns animais em extinção. Alguns pássaros ainda ousaram e sobrevoarem o Forte Guararapes, onde acontecia a solenidade.

Roberta e Og Marques Fernandes, Zulene e Fernando Cerqueira (Foto: Fernando Machado)

Uma bandeira do Brasil enorme cobria parte do prédio do QG do CMNE. O Dia do Exército é comemorado em 19 de abril, em que tropas compostas pelas etnias que formaram a Nação Brasileira, o branco europeu, o índio nativo e negro africano lutaram e venceram os invasores holandeses, em 1648, no Monte Guararapes, firmando com sangue a base do que hoje conhecemos como Pátria. As solenidades militares sempre são bonitas e com um toque de pompa e circunstância, e a do Dia do Exercito não poderia ser diferente.

General Vinicius Martinelli colocando a Medalha em João Alberto (Foto: Sheila Wanderley)

Banda Musica do Exercito sob a regência do Capitão QAO Sampaio começou executando o Hino do Exercito, tendo um coral de 500 vozes entoando “Nós somos da Pátria a guarda / Fiéis soldados Por ela amados / Nas cores de nossa farda / Rebrilha a glória / Fulge a vitória / Em nosso valor se encerra / Toda a esperança / Que um povo alcança / Quando altiva for a terra / Rebrilha a glória / Fulge a vitória / A paz queremos com fervor / A guerra só nos causa dor / Porém, se a Pátria amada / For um dia ultrajada / Lutaremos sem temor.” Sem dúvida um momento emocionante.

Generais Carlos Machado, Vinicius Martinelli e André Ribeiro (Foto: Sheila Wanderley)

Coube ao Coronel R1 Medeiros Junior ler a Ordem do Dia do Comandante do Exercito general Marco Antônio Freire Gomes. Na sequencia falou o general Richard Fernandes Nunes. Depois aconteceu a entrega das Medalhas do Exercito. Entre os agraciados estavam o colunista social João Alberto Martins Sobral, o médico Boris Berenstein, o ministro Og Fernandes, o desembargador Fernando Cerqueira, secretario Gilberto Freyre Neto, o cerimonialista Francklin Santos, general André Ribeiro. Ao som dos Parabéns Para Você, pelos 374 anos do Exército, foi encerrada a cerimônia com o desfile da tropa.

Dois heróis da II Guerra Mundial na Itália: Tenente Alberides e Capitão Souza (Foto: Fernando Machado)