Fernando Machado

Blog

Tag auxilio

Nos bastidores da Política

O Ministério da Saúde já prepara a distribuição dos concentradores de oxigênio doados ao Sistema Único de Saúde por 12 empresas privadas. Até o momento, são 5.133 equipamentos que irão auxiliar no tratamento de pacientes com Covid-19 na rede pública de saúde. Quarta-feira, um carregamento com 1.899 equipamentos foi entregue no aeroporto de Guarulhos em São Paulo.

O Auxílio Emergencial 2021 do Governo Federal deve injetar R$ 12,75 bilhões nos caixas do comércio varejista nos próximos meses. O valor simboliza 31% do que deve ser repassado à população a partir do orçamento de R$ 44 bilhões aprovado pelo Congresso Nacional. A estimativa é de um estudo apresentado quarta-feira pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Frente à segunda onda da pandemia de covid-19, o Banco do Nordeste anuncia novas condições especiais no Crediamigo. Os clientes do maior programa de microcrédito da América Latina passam a contar com carência para começar a pagar novos empréstimos, além de oportunidades diferenciadas para renegociação ou reescalonamento de operações com ou sem atraso.

Nos bastidores da Política

A Lei nº 14.131, sancionada quarta-feira, pelo Presidente Jair Bolsonaro, autoriza a concessão do auxílio por incapacidade temporária (auxílio-doença) sem a realização de perícia presencial e prorroga o prazo da ampliação da margem de crédito consignado de 35% para 40%. De acordo com a norma, o INSS fica autorizado a conceder, até 31 de dezembro de 2021, o benefício de auxílio por incapacidade temporária (auxílio-doença) sem perícia presencial, mediante a análise de atestado e outros documentos médicos.

Após uma recuperação de certo modo surpreendente da economia brasileira em 2020, dado o contexto da pandemia de Covid-19, o escopo para a política econômica se contrapor aos efeitos do recente agravamento da crise sanitária neste ano ficou mais restrito. Esse cenário levou o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a projetar em 3% o crescimento do produto interno bruto (PIB) em 2021, com queda estimada de 0,5% no primeiro trimestre do ano, na comparação com ajuste sazonal.

Nos Bastidores da Política

Consumidores, prestadores de serviços dos setores de turismo e cultura, artistas e profissionais contratados para eventos terão um novo prazo para remarcação, concessão de crédito ou devolução de valores referentes a atividades, reservas e eventos turísticos e culturais cancelados em 2020 e 2021 em razão da Covid-19. A novidade foi possível graças a Medida Provisória n° 1.036, assinada pelo Presidente Jair Bolsonaro e publicada no dia 18, no Diário Oficial da União.

O novo Auxílio Emergencial do Governo Federal deverá atender 45,6 milhões de famílias a partir de abril. Quinta-feira, o Presidente Jair Bolsonaro assinou duas Medidas Provisórias que tratam do pagamento do novo benefício que variará entre R$ 150 e R$ 375 e será pago em quatro parcelas mensais a partir de abril. O investimento do Governo é de R$ 43 bilhões, incluindo os custos operacionais do programa.

O sonho da casa própria está sendo realizado para 4,7 mil pessoas de Nova Iguaçu, na baixada fluminense. Sexta-feira, o Ministério do Desenvolvimento Regional entregou 1.180 moradias no Residencial Parque Laranjeiras, no bairro Campo Alegre. O ministro Rogério Marinho participou da entrega das chaves aos novos moradores. Esta é uma entrega parcial do empreendimento, que recebeu cerca de R$ 192 milhões em investimentos federais. Outras 820 unidades ainda estão em construção e serão repassadas à população.

Fatos Diversos

O Auxílio Emergencial, suporte financeiro para mais de 69 milhões de brasileiros no período alto da pandemia do novo coronavírus, instituído pelo Governo Federal, foi considerado modelo de referência inovadora de ações no combate à crise humanitária no Fórum Ministerial para o Desenvolvimento da América Latina e Caribe.

A coach Nathiene Alencar informa que uma pesquisa do  SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), em 2018, já indicava que oito em cada dez brasileiros (78%) admitiam não estar preparados para a hora de se aposentar, enquanto apenas 19% dos não-aposentados estavam se preparando.