Fernando Machado

Blog

Tag ator

Aramis & Dia dos Pais

No filme da campanha, Jayme Matarazzo – através de uma carta aberta ao primogênito – fala de memórias, lições e desejos para o futuro. Sua narração é como uma conversa com o Antônio, uma mensagem que ele poderá escutar daqui alguns anos. Dividido em três atos, o filme que foi cocriado com o ator traz em cada parte uma letra da palavra pai como guia. Em P de priorizar e preparar, Jayme narra um pouco da sua trajetória e tudo que organizou e priorizou para se dedicar à criação do filho. Em A de aprender, o ator fala da vida sem roteiros, as experiências que está vivendo e o que tem aprendido ao lado do seu filho.

O ator Jayme Matarazzo observa o filho Antonio ser lambido pelo cachorro (Foto: Bobuska Fotografias)

Já na letra I de inspirar, ele fala sobre o futuro e deixa uma mensagem tanto para o Antônio, quanto para outros pais. “Ser pai em 2021 é um ato de compromisso com o futuro. E a transformação precisa ser pra já”, convida. Gravado em um bonito dia ensolarado no sítio do ator – que se tornou sua casa oficial durante a pandemia – o vídeo traz belas imagens de paisagem serrana e mostra também um pouco dessa nova fase na vida de Jayme que acredita que através do amor e de ações em proteção ao meio ambiente, podemos construir um mundo melhor para o futuro de nossas crianças.

O ator Jayme Matarazzo colocando o filho Antonio nos ombros (Foto: Bobuska Fotografias)

Assim como o ator, Richard Stad, CEO da Aramis, também é pai e acredita que o principal compromisso da paternidade é não só construir um mundo melhor, mas criar filhos melhores para o mundo. Eis as opções de presentes da Aramis para o Dia dos Pais: https://www.aramis.com.br/presente-dia-dos-pais. E veja também no https://www.youtube.com/watch?v=AZQzlyhpELs.

De Volta para o Passado

Há 95 anos, chegava ao Recife, pelo Itapuhy, a pianista italiana Maria Carreras e ficou hospedada no Hotel do Parque.

Há 90 anos, nascia em Pernambuco, o maestro José Nunes, que morreu no dia 14 de setembro de 2016.

Há 85 anos, era inaugurada a linha aérea internacional Panair do Brasil. Chegava num Clipper procedente Trinidad & Tobago. A Companhia aérea fechou no dia 10 de fevereiro de 1965.

Há 40 anos, morria em Israel, o pernambucano Cory Castanha Braga Jr, 22 anos, que servia ao Exercito de Israel, e foi vitima de um ataque no Líbano. Foi enterrado no Cemitério Parque das Flores.

Há 35 anos, morria em São Paulo, a cantora Elza Laranjeiras, que nasceu no dia 16 de junho de 1925.

Há 15 anos, morria em São Paulo, o ator Gianfrancesco Guarnieri, que nasceu no dia 6 de agosto de 1934.

De Volta para o Passado

Há 110 anos, Irineu Marinho lançava no Rio de Janeiro, o jornal A Noite, que fechou no dia 27 de dezembro de 1957. Antes, de ser fechado, Irineu Marinho fundou o jornal O Globo

Há 100 anos, nascia na Paraíba, a senhora Magdalena Freire, que morreu no dia 29 de novembro de 1997.

Há 75 anos, acontecia no Teatro de Santa Isabel, o concerto do pianista húngaro Gyorgi Sandor.

Há 50 anos, acontecia, em Serrita, a I Missa do Vaqueiro, em homenagem a Raimundo Jacó, assassinado em 1954. A missa foi oficiada pelo Padre João Câncio.

Há 45 anos, morria em Pernambuco, o advogado Antiógenes Chaves, que nasceu no dia 22 de julho de 1910.

Há 40 anos, morria na Paraíba, o compositor Luiz Ramalho, que nasceu no dia 24 de fevereiro de 1931.

Há 20 anos, morria em Pernambuco, Miss Pernambuco de 1949 Maria Auxiliadora Manguinho dos Santos, que nasceu no dia 25 de dezembro de 1929.

Há 15 anos, morria em São Paulo, o ator Raul Cortez, que nasceu no dia 28 de agosto de 1931.

Há 10 anos, morria em Pernambuco, o jornalista Carlos Cavalcanti, que nasceu no dia 26 de junho de 1949.

De Volta para o Passado

Há 185 anos, nascia em São Paulo, o compositor Carlos Gomes, que morreu no dia 16 de setembro de 1896.

Há 95 anos, nascia em Alagoas, a senhora Angelita Paiva, que morreu no dia 8 de junho de 2009.

Há 90 anos, nascia nos Estados Unidos, o ator Tab Hunter, que morreu no dia 8 de julho de 2018.

Há 15 anos, morria no Rio de Janeiro, aos 70 anos, o locutor Irapuan de Albuquerque.

Há 10 anos, morria em Pernambuco, o economista Josué Mussalém, que nasceu no dia 8 de março de 1947.

Há cinco anos, morria em Pernambuco, o executivo Romeu Neves Baptista, que nasceu no dia 21 de dezembro de 1947.

Há um ano, morria em Pernambuco, o fotografo Fritz Simons, que nasceu no dia 12 de novembro de 1937.