Fernando Machado

Blog

Tag apresentadora

Valéria é a nova Miss Colômbia

Laura Olascuaga Pinto coroando Valeria Maria Ayos (Foto: Concurso)

Ontem, no Hotel Dann Carlton Bogotá, aconteceu a escolha da Miss Universo Colômbia e a vencedora foi Valeria Maria Ayos de Cartagena. Participaram do concurso 24 candidatas, que desfilaram de traje de banho e de noite. O cenário estava muito bonito, mas foi um evento muito cansativo. Tinha comerciais e musicas de mais. Não consegui assistir por mais de 20 minutos. Somente consegui fazer esta postagem graças ao blog do missologo Roberto Macedo, o Miss News.

O Top 3, María Alejandra López, Valeria Maria Ayos  e Franselys Santoya (Foto: Concurso)

A apresentadora Laura Gonzalez anunciou o resultado final: no 3º lugar ficou Franselys Santoya de Bolivar, no 2º lugar María Alejandra López (Risaralda) e no 1º lugar Valeria María Ayos (Cartagena), que recebeu a coroa da Miss Universo Colombia de 2020 Laura Olascuaga. O Top 7 ficou assim: María Alejandra López (Risaralda), Paula Andrea Pallares (Atlántico), Franselys Santoya (Bolivar), Valeria María Ayos (Cartagena), Valentina Macías (Guajira), Valeria Galvez Lombana (Valle) e Estefanía García (Caldas).

O Top 13 (Foto: Concurso)

Top 13 são: Paula Andrea Pallares (Atlántic), Camila Andrea Pinzón (Boyacá), Valeria Acosta (Cali), Valeria Maria Ayos (Cartagena), Alejandra López (Córdoba), Valentina Macías (Guajira), María Alejandra López (Risaralda), Viviana Marcela Peña (Sucre), Valeria Galvez Lombana (Valle), Angela Daniela Briceño (Cundinamarca), Wendy Michelle Murillo (Huila), Estefanía García (Caldas) e Franselys Santoya (Bolivar), que foi eleita por voto público.

O Top 7 (Foto: Concurso)

Participaram do Miss Colombia: Andrea Jaramillo Vásquez (Antioquia), Paula Andrea Pallares Pertúz (Atlántico), Diana Marcela Hernández Toro (Bogotá), Franselys Santoya Ariza (Bolivar), Camila Andrea Pinzón Jiménez (Boyacá), Mathilde Lina López Moreno (Buenaventura), Estefanía García Orozco (Caldas), Valeria Acosta Muñoz (Cali), Luz Adriana López Ayala (Caquetá), Valeria María Ayón Bossa (Cartagena), Hilsse Olmir Barrios Torres (Casanare), Keidy Johena Lemos Mena (Chocó), Alejandra López Castilla (Córdoba).

Todas as candidatas no palco (Foto: Concurso)

E ainda Ángela Daniela Briceño Rojas (Cundinamarca)Yenifer Perdomo (Huila), Valentina Macías Ortega (La Guajira), Laura Carolina Linares Ardila (Meta), Leicy Marien Rivas Moreno (Norte de Santander), Melissa Hernández Graciano (Quindío), María Alejandra López Pérez (Risaralda), María Alejandra Camargo Jiménez (Santander), Viviana Marcela Peña Márquez (Sucre), Andrea Marcela Escobar Moreno (Tolima) e Valeria Galvez Lombana (Valle del Cauca).

A apresentadora Laura Gonzaléz entre as candidatas (Foto: Blog de Lina Serrano)

Anotações do Cotidiano

A atriz e apresentadora Sabrina Sato esteve recentemente em Santos (SP) para uma visita e reunião de negócios no escritório da Grão de Gente, e-commerce líder de mercado em decoração e enxoval para quarto de bebê. Além de brilhar nos holofotes da TV, Sato também aposta na carreira de empresária desde 2003, com a Sato Rahal Empreendimentos Artísticos . Trabalhando para conectar marcas e artistas, a empresa de Sato promove diversas parcerias importantes, como a que tem há anos com a Grão de Gente , na qual Sabrina Sato assina uma linha exclusiva com coleções completas para quarto de bebê.

Laerte Coutinho é a vencedora do Troféu Juca Pato de 2021. Laerte é a primeira cartunista a receber o troféu, uma réplica do personagem criado pelo jornalista Lélis Vieira e imortalizado pelo ilustrador e chargista Belmonte (pseudônimo de Benedito Carneiro Bastos Barreto – 1896/1947). O prêmio foi criado em 1962, por iniciativa do escritor Marcos Rey. Após votação realizada entre os sócios da UBE, Laerte Coutinho foi eleita para receber o Troféu, homenagem ao Intelectual do Ano. A entrega do Prêmio será em dezembro.

Anotações do Cotidiano

As Exumas, nas Ilhas das Bahamas é um lugar perfeito para deixar a rotina de lado e vivenciar novas experiências. Além de favorecer a conexão com a natureza, dispõem de estadias e experiências luxuosas, atividades aquáticas que unem belas paisagens e aventura e oferece atrações para todos. Ao sudeste de Nassau, capital das Bahamas, as Exumas unem 365 ilhas – uma para cada dia do ano. Um verdadeiro paraíso tropical que abriga praias isoladas e desertas, ilhotas desabitadas e hospedagens que variam de pitorescas a luxuosas e com tudo incluso. Interagir com iguanas em Allen’s Cay, os porcos nadadores de Big Major’s Cay e os amigáveis tubarões-lixa de Staniel Cay.

Os turistas curtem muito os porcos nadadores (Foto: Divulgação)

A veia empreendedora da apresentadora Sabrina Sato pulsa desde o dia em que ela se viu diante de um novo caminho profissional ao sair do Big Brother Brasil, sempre antenada em diversificar novos negócios, além de sua carreira na TV como apresentadora. Com um portfólio considerável de empresas nas quais ela investe, por meio do escritório Sato Rahal – tendo como sócios suas irmãs Karina e KarinSabrina deu um novo passo em seu portfólio de investimentos. Ao lado do marido, Duda Nagle, e do personal físico do casal, Marcio Lui, se tornam investidores na startup Be Brave e lançam o app Be Brave no Brasil. Duda Nagle, adepto a uma rotina incansável de treinos, traduz o app como uma grande aliada no processo de desenvolvimento para uma vida mais saudável.

 

Marly Bueno a eterna apresentadora do Miss Brasil

Marly Bueno enfaixando a Miss Guanabara de 1964, Vera Lúcia Couto (Foto: O Cruzeiro)

Faz 9 anos, hoje, que a atriz Marly Bueno, cujo verdadeiro nome era Amália Angelina Marly D’Angelo, nascida em São Paulo, no dia 11 de junho de 1933, morria no Rio de Janeiro. Foi à primeira mulher a aparecer na televisão brasileira, ao lado de sua irmã Miriam Simone d’Angelo, como garota propaganda no programa TV na Taba, na estreia da televisão brasileira, em 1950, na TV Tupi. Quando casou em 1963, com Hilton Marques, abandonou a carreira como atriz, dedicando-se apenas em apresentar os Concursos de Miss Brasil, entre 1965 a 1979. Em 1988 se separou do marido e nunca mais casou novamente.

A atriz Marly Bueno (Foto: Divulgação)

Teve uma filha, a figurinista Patrícia D’Angelo e um neto Stéfano. Seu sonho era ser advogada como seu pai, mas desistiu, pois a vida artística lhe rendia muito. Em 1991 aceitou um convite de Herval Rossano para voltar à televisão, 31 anos depois, permanecendo em diversas produções da Rede Globo até 2009 quando foi contratada por três anos pela Rede Record. Em seu último trabalho na Televisão foi a minissérie Rei Davi. Estrelou no último filme de Oscarito, Entre Mulheres e Espiões, e atuou ao lado de Anthony Quinn, em Oriundi, um filme da Warner Bros rodado no Brasil.

Marly Bueno no seu último trabalho na televisão: Rei Davi (Foto: TV Record)