Fernando Machado

Blog

Tag aprender

Nos bastidores da Política

Foi prorrogado até o próximo dia 30, o prazo para estados e municípios aderirem ao programa Tempo de Aprender. A princípio, o prazo de inscrição ao programa, cujo propósito é enfrentar as principais causas das deficiências da alfabetização no país, era até 30 de maio. De acordo com o MEC, 3.433 municípios já aderiram ao programa, quase 62% das cidades brasileiras. Além disso, seis estados e o Distrito Federal também aderiram à iniciativa. Para adesão, os entes federativos devem preencher um formulário eletrônico.

O secretário especial do Esporte do Ministério da Cidadania, Marcelo Magalhães, o secretário especial adjunto, André Alves, e a secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social, Fabíola Molina, reuniram-se, quarta-feira com Antônio Hora Filho, presidente da Confederação Brasileira do Desporto Escolar, e com Luiz Delphino, CEO da CBDE, além de outros representantes da entidade. No encontro, realizado na Secretaria Especial do Esporte, em Brasília, Antônio Hora Filho conduziu uma apresentação sobre o planejamento estratégico da CBDE, em que detalhou os principais projetos da entidade para o período pós-pandemia no país.

Esquinas do Mundo

Segunda-feira atores talentosos visitaram o estande da Jaeger-LeCoultre na SIHH, inspirado na floresta de Vallée de Joux, onde a história da Jaeger-LeCoultre está enraizada. Além da imagem pacífica que transmite, essa configuração influenciou e inspirou profundamente os relojoeiros e artesãos da Manufatura.

Daniel Bruehl, Amanda Seyfried, Catherine Rénier e Nicholas Hoult (Foto: Divulgação)

Os convidados tiveram a oportunidade de interagir e aprender com os mestres artesãos de relojoaria e descobrir via a história da Métiers Rares® o equilíbrio de sofisticação técnica e habilidade aperfeiçoada, juntamente com a sutileza estética que define a Arte da Precisão. A boutique da Jaeger-LeCoultre fica no Shopping JK Iguatemi em São Paulo e na joalheria Sara no Rio de Janeiro.

Michelle Obama: Deixem as Meninas Aprender

A primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama, lançou ano passado um programa de grande alcance social. Estamos nos referindo ao Deixem as Meninas Aprender (Let Girls Learn). “Para mim, a educação nunca foi simplesmente uma questão de política pública – é pessoal. Nem meu pai, nem minha mãe, nem praticamente ninguém do bairro onde cresci fez faculdade. Mas graças a muito trabalho e muita ajuda financeira, tive a oportunidade de frequentar algumas das melhores universidades deste país”, lembrou Michelle Obama.

michelle-obama

A primeira dama dos Estados Unidos, Michelle Obama (Foto: Divulgação)

-E há alguns anos, quando tive a honra de conhecer Malala Yousafzai, que levou um tiro na cabeça por apenas tentar ir à escola, essa questão tornou-se realmente pessoal para mim. Percebi que os terroristas que quase a mataram estavam tentando calar sua voz, abafar suas ambições e tirar sua força. É por isso que decidi trabalhar pela educação de meninas de toda parte do mundo, continua.

michelle-barack-obama-copia

O presidente Barack Obama e sua Michelle (Foto: Divulgação)

Estamos colaborando com o Canadá, o México e os países nórdicos, entre outros, em esforços voltados para a educação de meninas. Países como Japão, Coreia do Sul e Reino Unido comprometeram-se coletivamente com cerca de 600 milhões de dólares. Os Estados Unidos estão investindo mais de um bilhão de dólares por meio de esforços novos e existentes e conduzindo programas do Deixem as Meninas Aprender em mais de 50 países. O Grupo do Banco Mundial vai investir 2,5 bilhões de dólares nos próximos cinco anos.