Fernando Machado

Blog

Tag aeronáutica

Nos Bastidores da Política

Uma Comitiva do Ministério da Educação esteve presente nas dependências do Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos, sexta-feira, para conhecer o trabalho desenvolvido no local, que conta com apoio financeiro do Ministério. O ITA é uma instituição universitária pública ligada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial do Comando da Aeronáutica. Especializado nas áreas de ciência e tecnologia do setor aeroespacial, o instituto é referência mundial e oferece cursos de graduação em engenharia, pós-graduação em nível de mestrado, mestrado profissional e doutorado, além de especializações e programas de extensão.

O Ministério da Educação apoiou a expansão do ITA e ampliação das estruturas físicas para o aumento do número de matrículas. De 2018 para cá, o MEC repassou mais de R$63.8 milhões para construção do alojamento H8, destinado a moradia dos alunos, e para investimentos em melhorias na infraestrutura do Instituto. Além disso, o ITA também possui parceria com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que oferece 197 bolsas de mestrado e doutorado a estudantes brasileiros. Participaram da visita, o Ministro da Educação, Victor Godoy e o Ministro da Ciência e Tecnologia, Paulo Alvim, os ministros foram recebidos pelo Comandante do DCTA, Tenente-Brigadeiro do Ar Maurício Augusto Silveira de Medeiros.

Eloisa Menezes é a Miss DF de 1957

Pela primeira vez o Miss DF acontecia no Maracanãzinho (Foto: Manchete) 

No dia 15 de junho de 1957, Eloísa de Oliveira Menezes, Miss Caiçaras, era eleita Miss Distrito Federal. O evento foi realizado pela primeira vez no Maracanãzinho. As garotas enfrentaram uma passarela de 120 metros. Apesar das favoritas serem Maria Lourdes Monteiro, Miss Clube da Aeronáutica, que ficou em 3º lugar e Maria Helena Gioia, Miss Fluminense, que ficou em 2º lugar. Em 4º lugar ficou Norma Leitão, Miss Escola Nacional de Belas Artes e em 5º lugar Shirley Velasco, Miss Associação Atlética Portuguesa. Elas desfilaram de vestido de noite e de maiô Catalina. Tivemos também um desfile com as misses estaduais. Os apresentadores foram Paulo Mauricio e Lourdes Mayer.

Eloísa de Oliveira Menezes desbancou a favorita e belíssima Maria de Lourdes Monteiro (Fotos: O Cruzeiro e Manchete)

Participaram do concurso 16 candidatas Eloisa de Oliveira Menezes (Clube Caiçaras), Maria Helena Gioia (Fluminense),  Maria de Lourdes Monteiro (Clube da Aeronáutica), Norma Leitão (Escola Nacional de Belas-Artes), Shirley Velasco (Associação Atlética Poruguesa), Myriam Barbosa (Flamengo), Jean Dore (Clube Militar), Ana Luisa Paes (Itauna), Wanilda Melo (AABB), Maria Nazareth Robert Pinto (IAPETC Clube), Liomar Queiroga (Marã), Maria Teresinha Pais (Madureira T.C.), Nelice Fachinetti (Leblon), Olyanei Braga (Clube Municipal), Cleia Ramos Porto (Vila Isabel), e Maria Alice Furianeto (Bangu).

As cinco finalistas Maria Helena, Eloisa, Maria de Lourdes, Norma e Shirley (Foto: O Cruzeiro)

O júri, por sinal não soube julgar, foi formado por Herbert Moses, Reinaldo Reis, José Amadio, Zacarias do Rego Monteiro, escultor Mateus Fernandes, Nelson Batista, senhoras Mena Fiala Yara Vargas DutraCarlos Machado, Edilson Varela, Francisco Olympio de Oliveira e Alfred BluhmEloisa que foi coroada pela belíssima Miss Distrito Federal de 1956, Leda Brandão Rau, tinha 21 anos, 1m65 de altura, 86 cm de busto, 97 cm de quadris. No Miss Brasil, Eloisa não ficou entre as cinco finalistas.

Maria de Lourdes Monteiro diante dos jurados que não souberam avaliar sua beleza (Foto: O Cruzeiro)

Recife retoma o II COMAR 

A necessidade de resgatar a referência e a representatividade do Comando da Aeronáutica no nível regional, além da separação efetiva das atividades operacionais e administrativas das Organizações da FAB foram as premissas do processo de Aprimoramento da Reestruturação do Comando da Aeronáutica. Dentre as ações previstas, está a remodelagem dos Comandos Aéreos Regionais (COMAR) e as Bases Aéreas com novas estruturas organizacionais, não implicando aumento de despesas e nem a criação de novos órgãos. No II COMAR, as primeiras providências foram tomadas no intuito de preparar e adequar as instalações e o efetivo para a implantação do Comando Aéreo, da Base Aérea de Recife e para a desativação do Grupamento de Apoio de Recife.

O brigadeiro Cesar Faria Guimarães (Foto: Fernando Machado)

Para tanto, foi necessário mapear os processos organizacionais e estabelecer uma nova estrutura organizacional com foco na supervisão. As mudanças estruturais foram executadas, devendo, a partir de então, consolidar os processos internos e estabelecer a sistemática de atuação de cada Organização Militar, em função da sua especificidade. O Comandante do II COMAR, Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães, avalia que a reativação daquele Comando Aéreo trouxe a oportunidade de buscar uma interação maior com as Forças Singulares, além da aproximação com os órgãos de interesse, privados ou públicos, nas esferas federal, estadual e municipal na Região Nordeste.

Noticias da Bahia

Em continuidade à mitigação dos efeitos da Covid-19, o Comando Conjunto Bahia, formado pela Marinha, Exército e Aeronáutica, entregou, quinta-feira, entre outras doações, 630 quilos de leite em pó ao Hospital Martagão Gesteira, em Salvador. Além do alimento, foram entregues 300 máscaras do tipo Face Shield, produzidas e doadas pelo SENAI CIMATEC, além de 300 máscaras de tecido laváveis e reutilizáveis, produzidas pelos Fuzileiros Navais.

Pacientes com diagnóstico de Covid-19, após o período de isolamento, que apresentem algum sinal ou sintoma persistente, podem ser atendidos no Ambulatório Magalhães Neto, no setor de pneumologia do Complexo Hospitalar Universitário Professor Edgard Santos da Universidade Federal da Bahia e vinculado à Rede Ebserh (Hupes-UFBA/Ebserh).