Fernando Machado

Blog

Relembrando José Menezes

Bem que o notável Maestro José Menezes poderia ter tido um velório na Câmara Municipal do Recife, a final de contas ele era Cidadão do Recife, desde agosto de 1999, por proposta do vereador José Neves Filho. Porém não fez falta os amigos, músicos, cantores, o prefeito de Nazaré da Mata, sua terra natal, Egrinaldo Coutinho, além das bandas Revoltosa e Capa-Bode (que são rivais) estavam em grande numero no enterro do ícone do nosso Carnaval.

josé-menezes-orquestra-6-9-1967

José Menezes e sua Orquestra, cuja vocalista era Dóris Sandra, em 1967 (Foto: Arquivo)

Alguém tentou levar a Frevioca para o cemitério do Parque das Flores, mas ao pedir à Secretaria de Cultura do Recife, recebeu um não e esse recado: Para usá-la tem que pedi-la com três dias de antecedência. Como José Menezes não sabia a data da morte teve seu sonho frustrado. O Maestro Duda com seu sax tocou o frevo de rua preferido, Freio a Óleo, que Menezes compôs para o Carnaval de 1950.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.