Fernando Machado

Blog

Rachel e Caetano sobem ao altar

A Nossa Senhora das Dores não tem um estilo definido poderíamos dizer é descompromissado. A capela fica encravada numa colina que tem uma vista de agente ficar de joelhos. De acordo com o pesquisador Pereira da Costa desde 1645 ela já existia no local, invocando Nossa Senhora Madre Deus. Durante a invasão holandesa foi saqueada tendo suas imagens, paramentos, alfaias e moveis destruídos por eles. A capela de Nossa Senhora das Dores foi reconstruída e ampliada por conta de várias reformas, entre as quais a de 1887, custeada pelos moradores da localidade.


Rachel e Caetano diante do padre Gleiber no altar mor (Foto: Fernando Machado)

Em 1889 foram feitos novos reparos e conservação e, em 1906, houve uma grande obra conduzida por Alfredo Lisboa. Da primitiva construção resta pouca coisa. Algumas paredes antigas foram conservadas, mas quase tudo foi substituído ou modernizado. Retiraram o altar-mor que possuía um nicho de talha dourada com a imagem da padroeira, por causa do cupim, construindo um de alvenaria. A capela fazia parte do engenho do senhor Gaspar de Mendonça, ainda hoje existem algumas casas que nos remetem à época da senzala.


Os noivos Caetano Pedrosa Neto e Rachel Plutarco (Foto: Fernando Machado)

A capela com capacidade para 250 lugares tem uma paisagem bucólica e está rodeada de figueiras e mangueiras. Pois foi nesse cenário que aconteceu o bonito casamento de Rachel Plutarco e Caetano Pedrosa Neto. A decoração foi grifada por Katia Varela que utilizou rosas e lisiantos. A música foi com o grupo de quatro músicos da Orquestra Novo Tempo.


Padre Gleiber Dantas (Foto: Fernando Machado)

Os 14 padrinhos de cada lado entraram ao som da Aria na quarta corda de Bach. Caetano by Harrys seguiu até o altar com a madrinha de batismo Vera Pedrosa, tendo como fundo musical Jesus Alegria dos Homens, de Bach. As portas da capela se fecharam e então com um toque de clarim e elas reabriram e então surge Rachel, muito bem com um modelo de renda rebordado de paetês by Allure Bridal trazido de Nova York e na cabeça uma tiara de cristais made in Rússia.


Padre Gleiber Dantas e os noivos Caetano e Rachel (Foto: Fernando Machado)

Rachel ao lado do pai, José Wilson Plutarco surgiu na nave central ao som da Marcha Nupcial de Mendelssohn que emocionou a todos. A cerimônia foi presidida pelo Padre Gleiber Dantas, que estava com o mesmo palio que usou na sua ordenação, dia 13 de dezembro de 2002, em Caicó. Como chegou atrasado, padre Gleiber improvisou um soneto explicando tudo. A platéia adorou a desculpa. Os noivos saíram da capela ao som de The Bitter Sweet Symphony by The Verve.

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.