Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“Nessa horas de silêncio. / de tristeza e de amor, / Eu gosto de ouvir ao longe, / cheio de mágoa e de dor, / o sino do companaro / que fala tão alto solitário / com esse som mortuário / que nos enche de pavor.” Cassimiro de Abreu

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.