Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

“O Lourival sempre foi abobalhado. / Dele até eu tenho dó. / Sabe por que / Ele é assim, minha gente? / Porque foi criado com vó”. Marambá (1896/1968) Ouça: https://www.letras.mus.br/linda-batista/1335036/

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.