Fernando Machado

Blog

Pausa poética

“Adeus, adeus / Não chores não! / Até para o ano / que teremos função”. Marambá (1896/1968)

 

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.