Fernando Machado

Blog

Pausa Poética

braguinha

“Quatro horas da manhã / Saí de casa o Zé Marmita / Pendurado na porta do trem / Zé marmita vai e vem / Numa lata Zé Marmita traz a boia / que ainda sobrou do jantar.” Braguinha (1907/2006)

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.