Fernando Machado

Blog

Pausa poética

Pausa poética”Tu és tão grande como é grande o gênio / És tão brilhante como a própria luz, / Dentre os infames do calvário d’arte, / Tu foste o Cristo, foi o palco a cruz!” Castro Alves

0

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.